Início Notícias Pesquisa de Mercado Ranking destaca o desempenho das 50 maiores bases digitais dos clubes brasileiros...

Ranking destaca o desempenho das 50 maiores bases digitais dos clubes brasileiros em 2020

Em um ano marcado pelo isolamento social e esporte sem público, os clubes de futebol batem o recorde de novas inscrições e registram uma média de crescimento anual de 16% em suas bases digitais

265
0

Na edição de janeiro do Ranking Digital dos Clubes Brasileiros, o IBOPE Repucom destaca os dados consolidados de crescimento de 2020, com os valores absolutos de seguidores adquiridos e a variação percentual da base de cada clube. O ano terminou com um total de 23,6 milhões de novos inscritos entre todos os clubes, uma média de crescimento percentual de 16%, e com os quatro maiores clubes com mais de 1 milhão de novos inscritos no período. Outro destaque foi a presença dos quatro principais clubes do estado de São Paulo no TOP 5 crescimentos de dezembro, fato inédito em toda a série histórica.

O Flamengo se mantém na liderança do ranking e completa 2 anos no topo do crescimento mensal ao registrar 323 mil novos inscritos no último mês, 42% provenientes do Instagram. Em 2020, o “rubro-negro” conquistou 9,2 milhões de novas inscrições em todas as suas plataformas, ampliando sua base digital em 33%, além de representar sozinho quase 40% do total de inscritos conquistados por todos os clubes analisados no ranking em 2020. Ou seja, a cada 10 inscrições nas contas dos 50 maiores clubes de futebol no Brasil em 2020, quatro foram nas contas oficiais do Flamengo.

O São Paulo, pelo segundo mês consecutivo, registrou o segundo maior crescimento mensal ao registrar 208 mil novos inscritos, com destaque para seu desempenho no Instagram e TikTok, os principais motores de crescimento no mês, que representaram juntos 3 em cada 4 dos novos inscritos do “Tricolor Paulista” no período. O clube finaliza o ano com 29% de seu crescimento mensal concentrados no último bimestre de 2020.

O Palmeiras também se mantém na terceira posição do ranking pelo segundo mês consecutivo, ao registrar 140 mil novos inscritos e com o TikTok voltando a ser o principal motor de crescimento do clube, com 47% de participação no volume total do mês. O “Alviverde”, que ampliou sua base digital em 12% em 2020 e somou mais de 1,3 milhão de novas inscrições, esteve entre os cinco maiores crescimentos em nove meses durante o ano passado.

O Corinthians figura na quarta posição ao registrar 115 mil novos inscritos no último mês, com 69% de participação provenientes do Instagram. O “Timão” também foi o segundo clube que mais cresceu no ano de 2020, com um acréscimo de 2,1 milhões de inscritos em sua base digital, uma variação de 9% no ano. Destaque para seu perfil oficial no TikTok, responsável por mais de 900 mil inscritos no último ano, sendo o segundo perfil mais popular nesta plataforma entre os clubes brasileiros.

O Santos fecha o TOP 5 com 80 mil novos inscritos no período no último mês, metade deste volume proveniente de seu perfil no Instagram. O “Peixe” não figurava entre os maiores crescimentos do ranking desde a edição de maio de 2020. Em 2020, o clube somou 649 mil novos inscritos, viu sua base crescer em 8% e se aproxima da marca de 9 milhões de inscritos no combinado de suas redes.

O CSA ultrapassou o Paraná e agora figura na 32ª posição, e o Red Bull Bragantino, que possui a maior variação percentual em 2020 do ranking com um crescimento de 89% de sua base, pula para a 37ª posição ao ultrapassar o Vila Nova. Portuguesa e Sampaio Côrrea ultrapassam o Red Bull Brasil. A Lusa também obteve seu maior crescimento mensal na série histórica neste mês, com um acréscimo de 26 mil inscritos. O Botafogo-PB salta para a 48º posição ao ultrapassar o Audax-SP e o Londrina volta ao ranking após 4 meses, ultrapassando o Campinense segundo critérios do estudo.

Observação importante: a informação da “série disputada” por cada clube será atualizada assim que todos os torneios das divisões nacionais forem encerrados. Devido à alteração dos calendários dos torneios nacionais por conda da pandemia de Covid-19, esta atualização deverá constar da divulgação de março de 2021, referente aos resultados do mês de fevereiro de 2021.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui