Início Notícias Digital Twitter é a plataforma de maior afinidade com reality shows

Twitter é a plataforma de maior afinidade com reality shows

Segundo levantamento, 91% das pessoas que usam o Twitter acreditam que a plataforma é uma extensão da experiência de assistir a um reality show

482
0


Com a pandemia, os reality shows ganharam ainda mais força, engajamento e audiência nos últimos anos. A relevância do tema na vida do brasileiro movimenta conversas no Twitter, lugar em que as pessoas vão para ver e falar sobre assuntos de interesse e que, por muitas vezes, faz uma combinação de telas com a TV. Dados de estudo realizado pelo time de pesquisa do Twitter no Brasil para entender mais sobre a audiência dos reality shows mostram que o Twitter é a plataforma de maior afinidade com o tema: 91% das pessoas que usam o serviço no país afirmam que ela é uma extensão da experiência de assistir a um reality show.

Em 2021, os reality shows foram tema da mesma quantidade de conversas que os Jogos de Tóquio, gerando o total de 1,83 bilhão de Tweets no Brasil, e estiveram bem perto de tópicos como música, esportes, K-pop e Covid-19. Isso porque a grande maioria das pessoas afirma que é no Twitter que buscam informações sobre o que está acontecendo e se mantêm atualizadas. De acordo com o levantamento, 91% dos brasileiros que usam o Twitter acompanham os momentos mais marcantes dos programas pela plataforma e 94% concordam que é lá que encontram informações e curiosidades sobre o que está acontecendo nos reality shows. Não por acaso, quatro dos cinco programas de TV mais comentados no Twitter no Brasil em 2021 foram reality shows ou programas em torno do tema, estando Big Brother Brasil (@bbb) em primeiro lugar, seguido de A Fazenda 13 (@afazendarecord), Rede BBB (#RedeBBB), A Fazenda 12 e Fantástico (@showdavida).

A correlação e causalidade entre Tweets e audiência televisiva de reality shows mostra que as emissoras e produtoras de conteúdo têm aproveitado o Twitter para fidelizar ainda mais os espectadores, alcançar uma audiência incremental e encontrar novas formas de monetização ou engajamento em torno de suas produções. Segundo levantamento em parceria com a Kantar IBOPE Media, a plataforma gerou audiência para os maiores realities em 2021: cerca de um quarto das exibições analisadas mostraram indícios de que parte da audiência dos programas foi gerada por meio do Twitter. O Big Brother Brasil (@bbb) é um grande exemplo desta complementaridade entre Twitter e TV, já que o programa é assistido por 84% das pessoas que usam a plataforma no Brasil e está em primeiro lugar na lista de reality shows mais comentados no país e no mundo.

Neste cenário, as marcas têm uma grande oportunidade de estabelecer uma conexão legítima com a audiência com contexto em diferentes momentos – não apenas durante as transmissões, mas também antes e depois delas, criando e mantendo a conexão e encontrando outros pontos de contato com seus consumidores. As conversas sobre os programas de TV oferecem aos anunciantes uma extensão da sua mensagem e, mais que isso, a possibilidade de interagir com o consumidor e trazer uma audiência complementar aos seus conteúdos. De acordo com estudo do Twitter, grande parte das pessoas (71%) declara que a plataforma é a melhor para as marcas falarem sobre reality shows e 72% das pessoas que usam o Twitter se lembram de ações de marcas em reality shows.

E o que as pessoas gostam de acompanhar em relação ao que as marcas postam em suas redes sociais sobre reality shows? De acordo com a pesquisa, a maioria gosta de consumir conteúdos relacionados ao programa que incluam memes (57%), produtos (55%), comentários (51%), vídeos (49%) e ações especiais (48%). As pessoas também acreditam que as marcas deveriam contar com mais ofertas de cupons de desconto para quem assistir ou comentar (66%), trazer mais ofertas exclusivas (65%), sorteios (58%) e produtos personalizados (38%) e fazer mais comentários (31%).

O levantamento foi realizado pelo time de pesquisa do Twitter no Brasil em parceria com a Mind Miners com dados de novembro de 2021. Foram entrevistadas 1.000 pessoas maiores de 18 anos, pertencentes às classes ABC de todas as regiões do Brasil. Dentre os entrevistados, 700 usam o Twitter e 300 não usam.

Marcas no Twitter

Os reality shows são eventos que demandam uma cobertura especial. Por isso, equipes dedicadas do Twitter trabalham para acompanhar e ajudar os anunciantes a entender quando e como podem participar das conversas na plataforma de forma relevante. Os times de Next, ArtHouse e parcerias de conteúdo atuam no desenvolvimento de estratégias de marca, parcerias com criadores de conteúdo, e na distribuição, engajamento e monetização do conteúdo das empresas, respectivamente, para que as marcas possam participar de forma natural nas conversas e estabelecer uma ligação genuína com sua audiência no Twitter, seja para se conectar ao que está acontecendo, seja para lançar algo novo.

Artigo anteriorPodcast: Gastos com saúde mental, pets, manutenção de veículos e educação crescem em 2021, apontam dados de Itaú Unibanco e Rede
Próximo artigoPiraquê faz doação emergencial às vítimas das enchentes de Petrópolis
Editor Executivo do Portal CidadeMarketing.com.br > Mestre em Comunicação e Sociedade pela Universidade Federal de Sergipe. Possui MBA Executivo em Administração com ênfase em Marketing pela Fundação Getúlio Vargas - Rio de Janeiro. Consultor, Palestrante e Pesquisador sobre Empreendedorismo, Marketing, Redes Sociais e Negócios Digitais. Professor, Palestrante TedxTalks e Campus Party. Twitter: @ThalesBrandao

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui