Início Notícias Curta! celebra aniversário de John Lennon e 50 anos de ‘Imagine’ com...

Curta! celebra aniversário de John Lennon e 50 anos de ‘Imagine’ com filme do artista

A exibição é na Segunda da Música, 4 de outubro, às 22h30.

217
0
Yoko Ono e John Lennon em “John Lennon: Imagine — O Filme” (crédito: Divulgação/Curta!)

Os fãs de John Lennon têm motivos para comemorar a chegada de outubro, pois é quando o artista faria 81 anos, no dia 9. O Curta! também celebra a memória dessa lenda da música e, na semana em que seria seu aniversário, exibe “John Lennon: Imagine — O Filme”. Estrelado e dirigido pelo próprio Lennon e por sua esposa, Yoko Ono, o filme foi lançado à época da estreia do álbum de mesmo nome, há 50 anos.

O filme mostra o cotidiano do casal e, como trilha sonora, apresenta as canções então recém-lançadas — entre elas, “Imagine”. Em carreira solo, e não mais como um dos Beatles, o músico compôs a canção-título, que se tornaria uma espécie de “hino da paz”, convidando o público a imaginar um mundo utópico, além de outras nove faixas. O longa não tem narração ou enredo, apenas imagens de John e Yoko, como uma espécie de videoclipe de todo o disco.

Entre os destaques do filme, cenas como a de John tocando “Imagine” ao piano ou a em que está vestido com um uniforme militar, ilustrando a canção “I Don’t Wanna Be a Soldier”. Também há momentos como os que ele e Yoko Ono jogam sinuca, durante “How Do You Sleep?” — feita para provocar o seu ex-colega de banda Paul McCartney —, e passeiam de barco em um lago, ao som de “Jealous Guy”. A produção conta, ainda, com a participação especial do guitarrista e ex-beatle George Harrison e do ator e dançarino Fred Astaire. A exibição é na Segunda da Música, 4 de outubro, às 22h30.

No aniversário de Mário de Andrade, Macunaíma é
dissecado em documentário

Macunaíma, o anti-herói de Mário de Andrade — grande nome do modernismo, que faria aniversário no próximo dia 9 — ficou conhecido por metaforizar o folclore e os costumes do povo brasileiro. Em “Por Onde Anda Makunaíma?” — vencedor da Mostra Oficial de Longa-Metragem do Festival de Brasília do Cinema Brasileiro de 2020 —, o personagem é dissecado sob a condução do diretor Rodrigo Séllos.

O documentário não se concentra apenas na encarnação modernista desse personagem. Séllos, que também atua como montador no longa, conduz o espectador ao seu mito de origem (em que Makunaíma é grafado com a letra k), registrado nos escritos do etnólogo alemão Koch-Grünberg, feitos em 1910, durante a convivência com povos indígenas da tríplice fronteira Brasil-Venezuela-Guiana. Após a rapsódia modernista, o personagem passa por representações no cinema e no teatro, até chegar à contemporaneidade com a pergunta: se fosse revisto hoje, por onde andaria Macunaíma?

Numa mistura entre linguagem documental e ficcional, o próprio Mário de Andrade se torna uma espécie de narrador-personagem: “Eu copiei o Brasil, ao menos naquela parte que me interessava satirizar o Brasil por meio dele mesmo”, revela o escritor através da interpretação vocal do ator Pascoal da Conceição.

“Por Onde Anda Makunaíma?” é uma produção da Platô Filmes com coprodução da Boulevard Filmes, viabilizada pelo Curta! através do Fundo Setorial do Audiovisual. A exibição é na Quinta do Pensamento, 7 de outubro, às 22h30.

Segunda da Música (MPB, Jazz, Soul, R&B) – 04/10

22h30 – “John Lennon: Imagine – O Filme”
Imagens exclusivas de John Lennon e Yoko Ono filmadas na Inglaterra e nos Estados Unidos para acompanhar o disco “Imagine”. Diretores: John Lennon e Yoko Ono. Duração: 70 min. Classificação: 14 anos. Horários alternativos: 05 de outubro, terça, às 2h30 e às 16h30; 06 de outubro, quarta, às 10h30; 9 de outubro, sábado, às 15h40.

Terça das Artes – 05/10

22h – “David Hockney — Tempo Recuperado” (Documentário)
Aos 84 anos, David Hockney é considerado um dos líderes da Pop Art e um dos artistas britânicos mais influentes dos séculos XX e XXI. É também um dos artistas mais valiosos do mundo. Sua obra “Retrato de um Artista (Piscina com Duas Figuras)”, vendida em 2018 por US$ 90,3 milhões, já deteve o recorde de obra mais cara de um artista vivo (foi desbancada por uma escultura de Jeff Koons, vendida por US$ 91 milhões, em 2019). Sua vida e obra estão no documentário “David Hockney — Tempo Recuperado”. Através de imagens, anedotas e detalhada análise pictórica, o filme destaca como o renomado pintor — que também é cenógrafo e fotógrafo — desafia classificações e permanece misterioso de muitas maneiras: um artista intenso, profundo e apaixonado. Direção: Michael Trabitzsch. Duração: 52 min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 06 de outubro, quarta-feira, às 02h e às 16h; 07 de outubro, quinta-feira, às 10h; 09 de outubro, sábado, às 22h.

PROMO: https://youtu.be/EJ1x2m0ozgo
FOTOS:https://drive.google.com/drive/folders/1gD_14uTZDd4c-HcxY3xJ0spLXDeGJr3p?usp=sharing

Quarta de Cinema (Filmes e Documentários de Metacinema) – 06/10

21h – “Nós, Documentaristas” (Série) — Ep. “Vladimir Carvalho”O renomado documentarista Vladimir Carvalho, diretor de filmes como “O País de São Saruê”, “O Engenho de Zé Lins” e “Rock Brasília”, aborda diversas questões envolvidas na realização de suas obras. Dos 86 anos de vida, 60 foram dedicados a apresentar, por meio de cultuados filmes da cinematografia nacional, a realidade brasileira de forma crítica e, ao mesmo tempo, poética e apaixonada. Direção: Susanna Lira e Tito Gomes. Duração: 26 min. Classificação:  Livre. Horários Alternativos: 07 de outubro, quinta-feira, às 01h e 15h; 08 de outubro, sexta-feira, às 09h; 09 de outubro, domingo, às 10h30.

Quinta do Pensamento (Literatura, Filosofia, Psicologia, Antropologia) – 07/10

20h30 – “Incertezas Críticas(Série) – Ep. “Ismail Xavier
Ismail Xavier é professor da USP e autor de vários livros sobre a relação entre o cinema e a sociedade, publicados no Brasil e no exterior. Foi professor visitante de universidades nos Estados Unidos, na França e na Argentina, além de conferencista em diversos países. No seu programa, ele faz uma relação entre alegoria, cristianismo e História. Além disso, conecta esses termos com o barroco e com dois importantes filmes de Glauber Rocha: “Deus e o diabo na terra do sol” e “Terra em transe”. Direção: Daniel Augusto Duração: 26 min. Classificação: Livre. Horários alternativos:  8 de outubro, sexta-feira, às 0h30 e às 14h30; 9 de outubro, sábado, às 18h35; 10 de outubro, domingo, às 10h.

22h30 – “Por Onde Anda Makunaíma?” (Documentário)“Por onde anda Makunaíma?” faz um resgate histórico e cultural daquele que é o personagem ficcional mais identificado com um certo jeito de ser brasileiro. O ponto de partida é Makunaíma, mito de origem de etnias da tríplice fronteira Brasil-Venezuela-Guiana, registrado pela primeira vez nos anos 1910, pelo etnólogo alemão Koch-Grünberg. É esse mito que faz a ponte entre o norte da América do Sul com o Brasil não-indígena, por meio de Mário de Andrade, célebre autor da rapsódia “Macunaíma, o herói sem nenhum caráter”, de 1928. Em 1969, o cineasta Joaquim Pedro de Andrade lança a sua versão dessa história, o filme mais censurado do Cinema Novo. Em 1978, Antunes Filho leva Macunaíma para o teatro. Em 1983, Macunaíma volta para o cinema como Exu-Piá, de Paulo Veríssimo, filme selecionado para o Festival de Berlim, mas não exibido. Com depoimentos em português, alemão, espanhol, macuxi e taurepang, o filme aborda as muitas encarnações desse personagem, que já nasce múltiplo e segue contemporâneo. Direção: Rodrigo Séllos. Duração: 84 min. Classificação: 12 anos. Horários alternativos: 08 de outubro, sexta-feira, às 02h30 e às 16h30; 09 de outubro, sábado, às 14h; 10 de outubro, domingo, às 21h.

Sexta da Sociedade – 08/10

22h40 – “Deixa na Régua” (Documentário)
Os salões de barbeiro das favelas e dos subúrbios são os lugares onde a nova estética da periferia nasce e se expande. Ponto de encontro dos jovens, as barbearias se tornaram espaços de troca dessa juventude. “Deixa na Régua” entra nesse universo e, entre cortes, giletes e tesouradas, mostra o que se passa na cabeça dos barbeiros e de seus clientes. Diretor: Emilio Domingos. Duração: 73 min. Classificação: 10 anos. Horários alternativos: 09 de outubro, sábado, às 02h40 e às 19h15; 10 de outubro, domingo, às 19h15; 11 de outubro, segunda-feira, às 16h40; 12 de outubro, terça-feira, às 10h40.

Sábado – 09/10

23h – “Salve o Prazer!” (Documentário)
Um mergulho na vida e obra do fotógrafo, cenógrafo e artista plástico Carlos Filho, conhecido como Cafi. Pernambucano radicado no Rio de Janeiro, ele participou da vida cultural brasileira durante quatro décadas, desde os anos 1960 até sua morte no réveillon de 2019. Entre os seus trabalhos, estão muitas capas históricas de discos de grandes nomes da música brasileira. Foram quase 300 no total, começando com o icônico “Clube da Esquina”. O próprio Cafi conduz a narrativa do filme, relembrando histórias, encontrando velhos parceiros e revelando novos olhares. Diretores: Lírio Ferreira e Natara Nery Duração: 52 min. Classificação: 14 anos. .

Domingo – 10/10

14h45 – “O Céu de Suely” (Ficção)

Hermila é uma jovem de 21 anos que nasceu em Iguatu, cidade cravada no sertão cearense, de calor castigante e vastos céus azuis. Uma cidade que, para a maior parte das pessoas, é um lugar de partida. Dois anos atrás, Hermila partiu. Foi para São Paulo, tentar a sorte com o namorado Mateus. Agora ela está de volta, na casa de sua avó e de sua tia, com um filho para criar e um marido que não vai voltar. Não demora muito e ela se dá conta de que precisa fazer qualquer coisa para ir embora dali. Inspirada nas conversas com a amiga Georgina, Hermila adota o nome de Suely e inventa um plano audacioso para levantar dinheiro e conseguir viajar. Diretor: Karim Aïnouz. Duração: 88 min. Classificação: 16 anos. 

Artigo anteriorUmbro Brasil apresenta nova camisa em campanha do Outubro Rosa
Próximo artigoAdobe Creative Cloud apresenta estudo inédito sobre a indústria criativa
Editor Executivo do Portal CidadeMarketing.com.br > Mestre em Comunicação e Sociedade pela Universidade Federal de Sergipe. Possui MBA Executivo em Administração com ênfase em Marketing pela Fundação Getúlio Vargas - Rio de Janeiro. Consultor, Palestrante e Pesquisador sobre Empreendedorismo, Marketing, Redes Sociais e Negócios Digitais. Professor, Palestrante TedxTalks e Campus Party.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui