Início Notícias Número de mulheres investidoras com mais de 60 anos cresce 50%, segundo...

Número de mulheres investidoras com mais de 60 anos cresce 50%, segundo levantamento do Nu invest

Mulheres dessa faixa etária aumentaram a presença no mercado de capitais brasileiro nos últimos dois anos

236
0
Divulgação

O número de mulheres investidoras com mais de 60 anos cresceu 50% nos últimos dois anos, segundo um levantamento realizado pela plataforma Nu invest e divulgado nesta quinta-feira. De acordo com os dados compilados pela plataforma, as mulheres já representam 45% do total de investidores dessa faixa etária na plataforma.

“Essa alta atesta que o mercado de capitais no Brasil pode ser para todos, independentemente da idade ou do sexo, quebrando um pouco daquele estereótipo antigo que o mundo dos investimentos é apenas dos homens ou adultos jovens. Esse é, inclusive, um dos objetivos do Nubank: ampliar o acesso aos bons produtos do sistema financeiro a todos, sem exceção, e sem complexidade”, disse Fabio Macedo, diretor comercial do Nu invest.

O volume sob custódia das mulheres que já passaram dos 60 anos também registrou um aumento expressivo na Nu Invest. Segundo o levantamento, o montante passou de R$ 1 bilhão em 2019 para 1,3 bilhão em 2021 -alta de 30%. 

“O montante sob custódia dessas mulheres também vem crescendo de forma relevante e deve continuar em uma trajetória de alta com a ampliação da educação financeira para todos esses públicos, que pesquisam mais e começam a investir a partir deste maior conhecimento sobre o mercado”, complementa Macedo.

MULHERES TÊM CARACTERÍSTICAS DISTINTAS
O levantamento do Nu invest também identificou que as mulheres, que vem aumentando a presença no mercado de capitais, possuem características distintas dos homens dessa faixa etária na hora de investir.

Enquanto os homens com mais de 60 anos arriscam mais, com predominância em ativos de renda variável, as mulheres são mais moderadas, com maior parte do patrimônio em renda fixa, TD e CDBs, por exemplo.

Esse quadro, porém, parece começar a se alterar. Enquanto que, em 2019, as mulheres com mais de 60 anos mantinham apenas 13% do portfólio em renda variável, atualmente o percentual foi a 24% do total sob gestão no Nu invest.

“Historicamente, mulheres têm composições de carteira mais conservadoras. Isso, porém, não quer dizer que elas não optem por ter ações na carteira, por exemplo. Vimos essa alta na demanda por produtos de renda variável e isso mostra que elas também estão aprendendo e evoluindo,  interagindo muito mais com o universo dos investimentos”, conclui Macedo.

Artigo anteriorBanco Inter compra fintech USEND e entra nos EUA
Próximo artigoCultura Inglesa é o curso de idioma oficial da Game XP 2021
Editor Executivo do Portal CidadeMarketing.com.br > Mestre em Comunicação e Sociedade pela Universidade Federal de Sergipe. Possui MBA Executivo em Administração com ênfase em Marketing pela Fundação Getúlio Vargas - Rio de Janeiro. Consultor, Palestrante e Pesquisador sobre Empreendedorismo, Marketing, Redes Sociais e Negócios Digitais. Professor, Palestrante TedxTalks e Campus Party.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui