Início Notícias History estreia a quinta temporada de “Desafio sobre fogo Brasil e América...

History estreia a quinta temporada de “Desafio sobre fogo Brasil e América Latina”, a competição mais afiada da televisão

Com o retorno do ator Michel Brown na apresentação, a produção de sucesso de HISTORY volta às telas e coloca à prova oito especialistas em forja da Argentina, Brasil, Colômbia e México

598
0
Divulgação


Faíscas! Fumaça! Fogo! E muita ação! São as palavras mágicas de boas-vindas para o programa mais quente da TV latina. Entre marteladas, retificações e têmperas, toma forma a quinta temporada de DESAFÍO SOBRE FOGO BRASIL E AMÉRICA LATINA, um verdadeiro clássico do HISTORY, que estreia na próxima quinta-feira, 14 de julho.

Nesta nova temporada, há um novo rosto no júri. O mexicano especialista em artes marciais Gerardo “Jerry” Arrechea se junta ao experiente forjador argentino Mariano Gugliotta, ao brasileiro Ricardo Vilar e ao amado juiz de “Desafio Sobre Fogo”, versão americana, o filipino Doug Marcaida. Outra novidade é o ator argentino radicado no México Michel Brown (“Hernán”, “Pasión de Gavilanes”), que volta à produção de sucesso, depois de sua participação na terceira edição da competição.

Entre marteladas, bate-estacas, bórax e têmperas múltiplas, a oficina mais famosa do continente volta a abrir suas portas para receber oito participantes de quatro nacionalidades separados em dois grupos. O primeiro composto por Gerson Bragagnoli, 66 anos (Brasil), forjador há 16 anos; Gustavo Cervantes (México), da cidade de Puebla, com três anos de experiência em cutelaria; o carismático Agustín Peppi, de Mendoza (Argentina),

que há onze anos se dedica em tempo integral à forja; e Marco López (México), forjador também em tempo integral com cinco anos de experiência. No segundo grupo, Sandra Soma (Argentina), 55 anos, forjadora há 4 anos; Juan Sebastián Gaviria (Colômbia), escritor e romancista apaixonado pela natureza e pela forja; Roger Glasser (Brasil), que foi aluno do juiz Ricardo Vilar e forja desde os 13 anos; e Marcio Madalosso (Brasil), 47 anos, forjador há 30 anos e há 15 como profissional.

Produzido e feito inteiramente na América Latina, DESAFÍO SOBRE FOGO BRASIL E AMÉRICA LATINA volta mais desafiador e totalmente renovado. Outra novidade nesta edição é o episódio extra Desafio dos Campeões América Latina, assim que terminar a temporada regular do programa, que reunirá os vencedores de todas as edições anteriores, em uma nova competição. Os brasileiros Tom Silva, Daniel Jobim e Sandro Boeck, campeões da primeira, segunda e terceira temporadas respectivamente; o argentino Facundo Fadón, vencedor da quarta temporada; e quem vencer esta quinta edição concorrerão a um prêmio adicional de 10 mil dólares e o Prêmio Campeão dos Campeões América Latina.

“Estamos celebrando a quinta temporada de ‘Desafio Sobre Fogo Brasil e América Latina’, que é um exemplo perfeito da composição de nossa audiência, formada por homens e mulheres que buscam o melhor entretenimento. E também procuram um componente histórico que se encontra perfeitamente nesta produção, uma vez que em cada episódio contamos a história de cada uma dessas ferramentas ou armas, e a história da civilização humana, através das armas”, explica Miguel Brailovsky, vice-presidente Sênior de Conteúdo do History. E acrescenta: “Esta é uma competição que expõe a arte, maestria, engenhosidade, criatividade e profissionalismo dos diferentes latino-americanos que hoje descobriram ou redescobriram o forjamento, seja como ofício ou como hobby , e que está ganhando mais seguidores em toda a América Latina”.

A configuração do programa permanecerá a mesma das edições anteriores. Oito participantes divididos em dois grupos de quatro integrantes. O vencedor de cada desafio soma 100 pontos, o segundo 75, o terceiro 50 e o quarto não pontua. Os últimos de cada grupo são eliminados, enquanto o segundo e o terceiro vão para a repescagem. Apenas o melhor poderá ser coroado com o título de campeão e ganhar o prêmio de US$ 10.000.

Ao contrário de outras temporadas, esta edição de DESAFIO SOBRE FOGO BRASIL E AMÉRICA LATINA incluirá uma série de celebridades que participarão como jurados convidados. No primeiro episódio, quem marca presença é o filho de Octagón (filho do famoso lutador mexicano) que deve avaliar uma faca inspirada na luta livre mexicana. A referida arma terá que incluir uma maçaneta de quebra de vidro e, para isso, os participantes terão que extrair parte dos materiais de parte de um ringue de luta e cinturões de campeão, semelhantes aos recebidos pelos vencedores. Esta edição de DESAFIO SOBRE FOGO AMÉRICA LATINA é a mais engenhosa quando se trata de propor atividades relacionadas às armas que são fabricadas, júri e cenários. Os testes de dureza, penetração e resistência demonstram a versatilidade e originalidade dos desafios.

O segundo episódio girará em torno de uma navalha de evisceração (originalmente do século 18) e a forja será feita ao ar livre. O desafio dessa edição é encontrar materiais localizados no subsolo, semelhante a uma caça ao tesouro, com auxílio de detectores de metais. A matéria-prima para a arma virá dali, a ser encontrada sob a luz do sol que convive com o calor da forja. Em seis horas, os participantes terão que construir, com sobras de máquinas agrícolas, sua faca, mas forjada em uma forja de carvão. Para que o desafio seja bem selvagem, a ponta da arma deve ser extraída de uma pilha de lenha localizada dentro de um carrinho de mão. O teste de dureza será sobre uma morsa de ferreiro, o teste de resistência e funcionalidade penetrando em potes de tinta e o teste de letalidade em melancias.

O terceiro episódio será arqueológico e viajará para as misteriosas areias do Egito Antigo para que os participantes se inspirem e façam uma adaga de Tutancâmon, uma arma faraônica descoberta em 1925, feita de ferro com uma lâmina de dois gumes terminando em uma ponta e uma espiga embutida. Antes, porém, para acessar os materiais, os participantes precisam enfrentar um desafio rápido: com uma barra de bronze de

14 centímetros, eles devem criar um machado para abrir a caixa de materiais que contém diferentes tipos de aço. Como detalhe de cor, cada arma deve incluir uma pedra semipreciosa. Um bloco de concreto, potes de barro e um couro gigante, colocados em um suporte, serão os elementos a vencer nas provas de dureza, resistência e letalidade.

O quarto episódio terá como objetivo criar um machado de cozinha sérvio afiado, que se tornou moda nos últimos anos entre os chefs mais renomados do mundo com um fio muito fino que permite cortes retos e grande precisão. Nesta ocasião, outro jurado convidado analisará o punhal, o chef Aquiles Chávez. Antes, como parte de um rápido desafio, eles terão que forjar um abridor de cerveja ou refrigerante com um pedaço de ferro de 10 cm de comprimento.

À medida que os forjadores conseguirem abrir as garrafas, cada um dos participantes terá acesso ao material com o qual irão trabalhar. O teste de dureza será contra uma panela de aço fundido, o teste de resistência contra ossos de vaca e o teste de afiação em uma fileira de peixes, contextualizando o desafio ao tema do jurado convidado.

Para o quinto episódio, os participantes terão que montar uma kunai, uma poderosa arma japonesa do período feudal que era usada para agricultura, carpintaria, alvenaria e jardinagem. Devido às suas lâminas simétricas e afiadas, seu uso também foi dedicado ao arsenal ninja. Eles devem fazer não uma, mas duas kunais de diferentes tipos de esferas de aço. Antes deste desafio, com uma chapa de ferro, cada um dos forjadores terá que criar uma shurike, uma estrela de quatro ou cinco pontas que deve ser pregada numa arena. Quanto mais vezes eles tiverem sucesso, maior será a variedade de esferas de aço que poderão escolher. Uma bola de aço, um circuito de azulejos e um pé de porco farão parte dos desafios de dureza, resistência e corte do episódio.

O sexto capítulo remeterá a um dos heróis do cinema mexicano por excelência: Machete (caracterizado por Dany Trejo) e sua infalível adaga que divide espadas, que os habilidosos forjadores devem fazer. Esta arma será ideal para capturar a lâmina inimiga devido ao seu desenho tramado no dorso com a particularidade de que deverá ser recriada com partes de um carrinho de areia. Madeira, ferro e borracha serão usados para montar uma arma única que deve ser testada em um crânio de vaca, tentando quebrar uma espada ou fazendo um corte letal de carne.

Para o sétimo episódio, a audiência terá que se transportar mentalmente para o sul das Filipinas e vislumbrar o barong mouro, a arma nacional dos tausugs que vivem na ilha de Sulu. Com uma lâmina curta, larga, de um único gume e cabo de marfim, ela será colocada contra um trilho de trem (teste de dureza), um manequim de junco (resistência) e um porco amarrado (letalidade).

O último programa DESAFIO SOBRE FOGO BRASIL E AMÉRICA LATINA será uma homenagem à Roma Antiga, pois os participantes terão que criar um gládio romano, ideal para um golpe. Para este episódio, o set terá um cenário especial no estilo romano e elementos de figurino de época que os juízes podem usar como brincadeira durante o show.

Através da técnica do aço de damasco (com cobre), os ferreiros terão oito horas para confeccionar sua arma. Para o desafio rápido, com um pedaço de bronze, eles deverão forjar a lâmina da lança, prender uma corda (fornecida pela produção do programa) e testá-la diante de um saco cheio de areia suspenso por um sistema de roldanas. O gládio terá que passar no teste de resistência, diante de uma armadura romana com líquido dentro, fazer um corte vertical em uma fileira de quatro abóboras e testar sua letalidade em um manequim balístico.

Finalmente, no Grande Desafio de Campeões, a cereja do bolo desta temporada, haverá um capítulo extra para desfrutar da maestria dos vencedores. Eles devem recriar uma espada lendária mítica: a Excalibur, do Rei Arthur, uma arma flexível, longa e afiada a partir da técnica de damasco duplo torcido ou padrão turco. Para isso, cada um dos campeões receberá duas barras de aço de damasco de 10 camadas e o cabo deve ter algum detalhe em titânio, um botão de metal e uma defesa em bronze.

Desafio Sobre Fogo Brasil e América Latina é uma produção da Nippur Media para o The History Channel América Latina.

EPISÓDIOS DE JULHO

QUINTA 14

EP. 1 – LUTA LIVRE MEXICANA (LUCHA LIBRE MEXICANA)

Gerson, do Brasil, Agustín, da Argentina e Marco e Gustavo, do México, chegam à forja mais quente em busca do título de campeão e dos 10 mil dólares em jogo. No primeiro desafio, com o Hijo de Octagón como juiz convidado, eles devem forjar uma faca inspirada na luta livre mexicana.

QUINTA 21

EP. 2 – NAVALHA SACA-TRIPA (NAVAJA SACATRIPAS)

O segundo desafio é ao ar livre. Os participantes devem usar detectores para encontrar metais escondidos sob o solo. O sol, o calor e a forja de carvão complicam a tarefa de fazer uma navalha saca-tripa, uma arma característica do México, que deve ser resistente, afiada e letal.

QUINTA 28

EP. 3 – ADAGA DE TUTANKAMON (DAGA DE TUTANKAMÓN)

É um dia de definições. Um dos participantes irá diretamente para a final, dois irão para a repescagem e os demais retornarão para casa. Gerson, Agustín, Gustavo e Marco devem fazer um machado para tirar de uma caixa o material com o qual fazer uma bela e funcional adaga de Tutankamon.

SOBRE MICHEL BROWN à

Michel Brown (46) é um ator e cantor argentino, radicado no México e casado com a atriz colombiana Margarita Muñoz. Começou sua carreira artística em 1993 no programa de televisão argentino “Jugate conmigo”. Mais tarde, participou de novelas argentinas, mexicanas e colombianas. Seu sucesso na telenovela colombiana “Pasión de gavilanes” (2003) foi tal que, em uma turnê promocional na Espanha, permaneceu por vários meses naquele país liderando um programa e vários programas de televisão. Em 2008, participou na série de televisão espanhola “Física ou Química”, fez parte das produções “Mentes en shock” (2010), “Mentiras perfectas” (2013), “Mr. Ávila” (2016-2018), “La querida del centauro” (2016-2017) e estrelou as séries “Falco” (2018), “Cecilia” (2021) e “Pálpito” (2022).

Como apresentador, Brown se destacou na condução do reality show norte-americano “Desafío: La Gran Batalla” (2010) e ” Estoy por ti ” (2006), programa de televisão da rede Antena. Foi apresentador da terceira edição do “Desafio Sobre Fogo Brasil e América Latina” e está de volta ao HISTORY para apresentar este quinto ano da competição.

SOBRE OS JURADOS à

DOUG MARCAIDA

Nascido nas Filipinas, Doug Marcaida é um especialista em combate corpo a corpo e projeta algumas das armas brancas mais mortais do mundo. Doug é um profissional de artes marciais altamente treinado, estudou técnicas e estilos de luta em todo o mundo. Do combate corpo a corpo à estratégia militar, Doug é uma enciclopédia viva sobre a evolução das armas de guerra.

Como juiz em DESAFIO SOB FOGO norte-americano por nove temporadas, Doug fornece uma perspectiva inigualável sobre o estilo de luta das armas da série, para que foram projetadas e como foram usadas; e também testará as que são fabricadas na competição. Sua frase usada na série “É LETAL” viralizou em todas as redes sociais.

MARIANO GUGLIOTTA

Mariano Gugliotta é um forjador argentino, especialista em facas, espadas e aço de Damasco. Ele foi o primeiro latino-americano a passar no teste de corte e dobra da American Bladsemite Society. Além disso, possui artigos publicados nas principais revistas internacionais de cutelaria, como Tactical Knives e Trofeo de España. E no livro Top 500 Knives in the World, ficou no top 100. Ele é membro do júri do “Desafio Sob Fogo Brasil e América Latina” desde a primeira edição da competição.

Mariano pratica artes marciais desde os oito anos de idade. Esgrima e arremesso de facas são suas especialidades. Criado em um ambiente cercado de armas, seu avô e seu pai eram forjadores da velha guarda, ele começou a es interessar pela arte ainda criança, primeiro como um hobby e há quase 20 anos profissionalmente. Hoje suas facas são requisitadas em todo o mundo e ele é reconhecido local e internacionalmente.

Ele foi o campeão argentino de corte com faca por três anos consecutivos. Há uma década é presidente do júri da feira anual de cutelaria na Argentina. Atualmente é membro do júri do campeonato realizado no noroeste da Argentina e conselheiro do governo da cidade de Buenos Aires e membro do júri de um concurso de cutelaria patrocinado pela UNESCO. Foi apresentador de um programa de televisão sobre cutelaria no canal Encuentro, e tem um canal no YouTube com mais de 180 vídeos e mais de 450 mil visitas.

Começou a praticar artes marciais aos oito anos de idade no kobudo karate com armas, depois treinou Aikido e esgrima com faca. Além disso, ele é um grande estudioso da Idade Média.

RICARDO VILAR

Ricardo Vilar é um talentoso forjador, com mais de 35 anos de experiência no ramo. Ele é brasileiro e reside no Arkansas, EUA, e é um especialista na história de armas brancas e em forja.

Ele se tornou um Journeyman licenciado da American Bladesmith Society em 2005. Vilar foi presidente da Sociedade Brasileira de Bladesmiths de 2003 a 2008. Ele confundou uma escola de cutelaria em colaboração com a Universidade de Brasília, e foi convidado pela Universidade de Texas em 2005 para ser instrutor de estilo brasileiro na Hammer-in Fall.

Em 2011, uma de suas facas foi adotada como oficial da Brigada Brasileira de Paraquedistas. Desde então, também é responsável pela produção de uma arma para uso exclusivo da elite do exército brasileiro, restrita a militares especializados do Centro de Treinamento de Guerra na Selva.

Atualmente, ele faz parte da equipe que oferece um Certificado de Competência em Forjamento na Universidade de Arkansas Hope-Texarkana. A instrução do curso será fornecida pelos mundialmente renomados mestres de lâminas Jerry Fisk, James R. Cook e Lin Rhea e Journeymansmith e o próprio Ricardo Vilar.

Alguns de seus prêmios recentes incluem Best Field Knife IV, Best Tactical Knife IV, Best Industrial Knife IV e Best Bush Craft Knife IV no International Cutlery Show de 2015.

Em 2011, uma de suas facas foi adotada como faca oficial da Brigada Brasileira de Paraquedistas. Desde então, também é responsável pela produção de uma arma para uso exclusivo da elite do exército brasileiro, a “onça negra”, restrita a militares especializados do Centro de Treinamento de Guerra na Selva.

Atualmente, ele faz parte da equipe que oferece, a partir deste ano, um Certificado de Competência em Forja na Universidade de Arkansas Hope-Texarkana. O treinamento dos cursos é realizado pelos mundialmente renomados mestres de lâminas Jerry Fisk, James R. Cook e Lin Rhea e Journeymansmith e o próprio Ricardo Vilar. Alguns de seus prêmios recentes incluem Best Field Knife IV, Best Tactical Knife IV, Best Industrial Knife IV e Best Knife Bush Craft IV no International Cutlery Show, de 2015.

GERARDO “JERRY” ARRECHEA

Gerardo “Jerry” Arrechea tem 40 anos de prática nas Artes Marciais. Ele é o fundador e diretor da Top Dragon Martial Arts, uma academia sediada na Cidade do México, cuja missão é transmitir a prática e a filosofia das artes marciais. Seu pai era judoca e o apresentou a essa prática desde a infância e seu grande mestre foi o Mestre Richard Bustillo, discípulo direto de Bruce Lee. Em 1988, Arrechea iniciou a prática de armas conhecidas como eskrima filipina: um sistema que enfatiza o uso de paus, facas e espadas.

Alguns de seus reconhecimentos mais importantes incluem: Faixa Preta 1º. Dan em Tae Kwon Do, Bodhidharma TKD, Enrique De Los Rios, 1994; Faixa Preta 1º. Dan no Judô, Judansha Kai, 1990; Instrutor Mestre de Muay Thai, 2001, Kru Vut Kamnark FortLauderdale Florida; Instrutor Mestre em Jeet Kune Do, Richard Bustillo, 2014, Los Angeles, CA; Faixa Preta 9º grau em Artes Marciais Filipinas, Chuck Cañete, 2018, Cebu City: Salão da Fama de CDP Cebu City Filipinas 2009, 2012 e 2014; Hall da Fama das Artes Marciais dos Estados Unidos 2010; Campeão nacional de Jiujitsu Brasileiro ’03, Muay Thai ’99, MMA ’04 e Stick-fighting ’96, ’98, ’00 e ’12; Campeão Mundial de Stick-fighting de 2014, Cebu City, Filipinas.

GRANDE ESTREIA:

“DESAFIO SOBRE FOGO BRASIL E AMÉRICA LATINA” – TEMPORADA 5

QUINTA-FEIRA, 14 DE JULHO, ÀS 23H05

 

Artigo anteriorProduções originais e multiplataforma sobre o primeiro ano do “Caso Lázaro” chegam ao PlayPlus e R7
Próximo artigoMercado Extra inaugura quatro lojas em Petrópolis, Cabo Frio e Teresópolis
Editor Executivo do Portal CidadeMarketing.com.br > Mestre em Comunicação e Sociedade pela Universidade Federal de Sergipe. Possui MBA Executivo em Administração com ênfase em Marketing pela Fundação Getúlio Vargas - Rio de Janeiro. Consultor, Palestrante e Pesquisador sobre Empreendedorismo, Marketing, Redes Sociais e Negócios Digitais. Professor, Palestrante TedxTalks e Campus Party. Twitter: @ThalesBrandao

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui