Início Notícias Processadores AMD EPYC oferecem vantagem competitiva para a Mercedes-AMG Petronas F1 Racing...

Processadores AMD EPYC oferecem vantagem competitiva para a Mercedes-AMG Petronas F1 Racing Team

Os Processadores AMD EPYC™ ultrapassam barreiras em testes aerodinâmicos, reduzindo pela metade o tempo de carga de trabalho de Dinâmica dos Fluídos Computacional - CFD

229
0
Divulgação


A AMD (NASDAQ: AMD) e a equipe Mercedes-AMG Petronas de Fórmula 1 (F1) mostraram hoje, 19, como os processadores AMD EPYC melhoraram a capacidade de testes aerodinâmicos, contribuindo para que a equipe Mercedes-AMG Petronas vencesse pela oitava vez o Campeonato Constructors na temporada de 2021. Ao usar os Processadores AMD EPYC, a equipe conseguiu uma melhoria de 20% no desempenho das cargas de trabalho de dinâmica de fluidos computacional (CFD – em inglês) que foram usadas para modelar e testar o fluxo aerodinâmico de seu carro de Fórmula 1.

“Estamos orgulhosos desta parceria com os atuais campeões do Constructors, a equipe de Fórmula 1 Mercedes-AMG Petronas, operando na vanguarda das corridas e da tecnologia”, afirma Dan McNamara, vice-presidente sênior e gerente geral da Unidade de Negócios de Servidores da AMD. “Para as equipes de Fórmula 1, ter a análise computacional de aerodinâmica mais eficaz pode significar a diferença entre ganhar ou perder uma corrida. Com os Processadores AMD EPYC, a equipe Mercedes-AMG F1 pode renovar no design do veículo com mais rapidez e eficiência do que com o sistema anterior.”

Ao usar Processadores AMD EPYC, a equipe Mercedes-AMG Petronas F1 está expandindo os limites do que é possível com CFD, desenvolvendo aerodinâmica inovadora e custo/benefício necessário para atender às regulamentações orçamentárias estabelecidas pela Fédération Internationale de l’Automobile (FIA). A aerodinâmica é uma das cargas de trabalho técnicas mais complexas entre as equipes de F1 e requer processadores e servidores avançados para executar as análises e benchmarks. Além disso, a FIA desenvolveu uma estrutura complexa que determina quanto desempenho de CFD e tempo de túnel de vento as equipes de F1 podem usar, em um esforço para manter uma vantagem competitiva justa entre as equipes com mais e menos recursos.

“Os Processadores AMD EPYC nos oferecem uma plataforma que traz desempenho aerodinâmico dia após dia no mais alto nível possível, cumprindo nossa meta de tempo de resposta mais rápido para renovação de design”, explica Simon Williams, chefe de software de desenvolvimento aerodinâmico da Mercedes-AMG Petronas F1. “Incrivelmente, obtivemos uma melhoria de desempenho de 20% em relação ao nosso sistema anterior, o que reduziu pela metade nosso tempo de carga de trabalho de CFD. Este é um grande passo em comparação com os últimos ganhos de um ou dois porcento observados nos sistemas anteriores.”

A AMD e a Mercedes-AMG Petronas Formula One Team anunciaram pela primeira vez uma parceria de vários anos em 2020, combinando a paixão das duas empresas pelo desempenho extremo. Para saber mais sobre o trabalho que a AMD e a Mercedes-AMG Petronas Formula One Team fizeram, visite este link.

Artigo anteriorEm nova campanha, Ipanema cria “Perfeita é a mãe”
Próximo artigoANTT suspende todas as linhas de operação da Itapemirim
Editor Executivo do Portal CidadeMarketing.com.br > Mestre em Comunicação e Sociedade pela Universidade Federal de Sergipe. Possui MBA Executivo em Administração com ênfase em Marketing pela Fundação Getúlio Vargas - Rio de Janeiro. Consultor, Palestrante e Pesquisador sobre Empreendedorismo, Marketing, Redes Sociais e Negócios Digitais. Professor, Palestrante TedxTalks e Campus Party. Twitter: @ThalesBrandao

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui