Início Notícias Start-up Resíduo de alumínio da Toyota é usado por startup para fabricar próteses...

Resíduo de alumínio da Toyota é usado por startup para fabricar próteses ortopédicas

Em uma iniciativa inédita, techtools health, investidor da healthtech Revo, firma parceria com a fabricante para melhorar a mobilidade de pacientes amputados. Alan Fonteles, atleta paralímpico brasileiro, será um dos primeiros a usar o pé Revo na sua prótese para o dia a dia.

248
0
Reprodução

A Revo, fabricante brasileira de soluções de próteses ortopédicas, desenvolveu um projeto de inovação e mobilidade viabilizado pela parceria firmada entre o techtools health e a Toyota do Brasil. A iniciativa utiliza alumínio de alta qualidade dos motores da marca japonesa na fabricação de pés para pacientes amputados. Na primeira fase do projeto, foram produzidas 6 unidades destinadas a membros inferiores, sendo que 2 pés foram dados ao atleta paralímpico brasileiro, Alan Fonteles (não são pés de competição, mas para uso no dia a dia), e as demais, doadas para pessoas de baixa renda, que são mapeadas pela clínica Pé Ativo. Para a segunda fase do projeto, as empresas farão um estudo sobre os impactos da ação e sua viabilidade produtiva.

De acordo com a diretora de comunicação e sustentabilidade da Toyota do Brasil , Viviane Mansi, a empresa, uma das maiores patrocinadoras das Olimpíadas e Paralimpíadas 2021, “nós aprendemos com o esporte a nos superar sempre. Dar um novo uso ao que poderia ser um resíduo é uma busca constante e, claro, uma satisfação quando dá certo. Poder melhorar a vida de alguém por meio de movimento vai muito além de produzir carros”, disse Viviani.

O alumínio excedente da produção de motores da Toyota, onde é utilizado como matéria-prima de altíssima qualidade, é aplicado pela Revo na substituição dos componentes metálicos, em especial nas partes que unem todo o pé – um próximo passo seria substituir o restante dos componentes. As principais vantagens do material são redução de peso, resistência e durabilidade.

Segundo o empreendedor à frente da Revo, Lucas Strasburg Ferreira, hoje, o processo produtivo da Revo acontece em Porto Alegre (RS). E agora será definida a localidade que recebera os investimentos para a nova fábrica, o que permitirá expandir a capacidade de produção em nível nacional. “A nova fábrica proporcionará a Revo a um sistema mais enxuto, com alto potencial de expansão da fabricação de soluções de próteses ortopédicas, trabalhando alinhado com todos os fornecedores da sua cadeia de valor”, disse Lucas.

Para o presidente da techtools health, Jefferson Plentz, investir em soluções que geram impacto e melhoria na qualidade de vida das pessoas é o propósito da companhia. “A intenção da techtools health com esse projeto é conseguir oferecer um material de alta qualidade, a um custo acessível, que viabilize substituir os pés de madeira atualmente ofertados a paciente amputados, em um futuro próximo. O ponto crucial é conseguir escalabilidade na produção, de modo a reduzir o preço final do produto. Estamos trabalhando para isso”, afirma Jefferson.

Artigo anteriorELLE Brasil e Amazon Music celebram música pop em campanha que reúne Pabllo Vittar, Luísa Sonza e Gloria Groove
Próximo artigoNatura apresenta painel “Guardiões da Floresta” em celebração ao Mês da Amazônia
Editor Executivo do Portal CidadeMarketing.com.br > Mestre em Comunicação e Sociedade pela Universidade Federal de Sergipe. Possui MBA Executivo em Administração com ênfase em Marketing pela Fundação Getúlio Vargas - Rio de Janeiro. Consultor, Palestrante e Pesquisador sobre Empreendedorismo, Marketing, Redes Sociais e Negócios Digitais. Professor, Palestrante TedxTalks e Campus Party.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui