Início Notícias Start-up CNI e SOSA dão largada para programa global com startups brasileiras

CNI e SOSA dão largada para programa global com startups brasileiras

Seis startups participam do Land to Launch, projeto virtual no qual apresentam tecnologias inovadoras em áreas como Indústria 4.0 e biotecnologia. Ideia é ajustar produtos ao mercado para se tornarem globais

213
0
Divulgação

A parceria da Confederação Nacional da Indústria (CNI) com o SOSA deu largada nesta terça-feira (6) à primeira edição do programa Land to Launch, em modo virtual e ministrado ao vivo de Nova Iorque, nos Estados Unidos. O projeto conta com a participação de seis startups brasileiras que trabalham com tecnologias inovadoras nas áreas de cidades inteligentes, Indústria 4.0, segurança cibernética, biotecnologia e segurança e defesa. As startups foram indicadas pelo Fundo Pitanga e pela Baita Aceleradora.

Durante o Land to Launch, as empresas participarão de diversas oficinas profissionais e sessões de orientação que visam a ajudá-las a ajustar seu produto ao mercado, além de promover crescimento significativo dos negócios e oportunidades de investimento. 

Para a primeira edição, foram selecionadas as seguintes empresas: AltaveDecriptI.SystemsNaiad Drug DesignStattus4 e Vyro Therapeutics. Ao todo, serão oito encontros on-line, com palestras e reuniões ao vivo. O objetivo é que o programa permita que as startups participantes mergulhem inicialmente no ecossistema tecnológico de Nova Iorque, equipando-as com as ferramentas necessárias para se expandir para os Estados Unidos e outros mercados.

Entre os speakers que farão apresentações durante o programa virtual está o norte-americano Kenan Rappuchi, fundador e diretor de crescimento da Sellerant e mentor, treinador e consultor da Startup B2B. Ele falará sobre a arte do crescimento acelerado no mercado dos Estados Unidos.

Também participam das rodadas de reuniões Fabio Lowenthal e David Cameron, especialistas em regulação, que farão palestra sobre o cenário regulatório dos Estados Unidos, além de Fabiana Andrade, que falará sobre o mercado de capital de risco nos Estados Unidos e no Brasil.

Caminho para um ecossistema de inovação forte

A diretora de Inovação da CNI, Gianna Sagazio, destacou, na abertura do programa, que o Brasil precisa se mover mais rapidamente para construir um ecossistema de inovação forte que incentive investimentos em ciência e tecnologia. “Um dos pilares desse ecossistema é a integração com países, centros de conhecimento e empresas que são referência nessas áreas”, disse.

“A parceria CNI+SOSA reitera nossos esforços em promover a inovação aberta como estratégia competitiva, abrindo um caminho mais rápido e eficaz para que empresas de todos os portes e setores se insiram em cadeias globais de valor. A inovação aberta é um processo colaborativo que influencia a cultura de inovação nas organizações”, acrescentou.

Gianna Sagazio observou ainda que a primeira edição do Land to Launch será virtual em função da pandemia, mas a ideia, assim que possível, é realizar o programa presencialmente.

“Por meio da parceria CNI+SOSA, a CNI dispõe de escritórios tanto em Tel Aviv, quanto em Nova Iorque. Assim que for possível, poderemos realizar os programas com as startups brasileiras nesses ecossistemas, que são referências mundiais em inovação”, pontuou.

Acesso a investidores e especialistas

Por meio da rede global do SOSA, o programa também oferecerá acesso a empresas multinacionais, investidores e especialistas em tecnologia. O papel essencial da CNI como representante da indústria brasileira permitirá que os participantes consolidem seus esforços no desenvolvimento de relações estratégicas nos respectivos ecossistemas tecnológicos do país. 

O ecossistema tecnológico do Brasil está se expandindo a um ritmo nunca visto, com as startups do país arrecadando US$ 3,2 bilhões em financiamento nos primeiros cinco meses deste ano, o que representa 90% do financiamento em todo o ano de 2020. No esforço de ajudar a construir o cenário de recuperação pós-pandemia da América Latina, as empresas brasileiras estão aproveitando este ano para promover soluções inovadoras e expandir estrategicamente o alcance global em novos mercados.

De acordo com o CEO do SOSA, Uzi Scheffer, a parceria CNI+SOSA possibilitará que startups e empresas desenvolvam projetos de inovação com eficiência e com acesso a uma plataforma composta por companhias de vários países do mundo.

“Este programa virtual é a primeira de muitas edições que planejamos lançar, como parte do nosso esforço para servirmos de porta estratégica para as startups brasileiras voltadas a construir empresas globais”, disse Uzi Scheffer.

“Com nossa parceria com a CNI, esperamos ver um crescimento significativo no aproveitamento da inovação brasileira nos Estados Unidos e em outros ecossistemas tecnológicos”, afirmou o CEO do SOSA.

CidadeMarketing com informações do CNI.

Artigo anteriorRendimento de reempregados pode diminuir até 15% em condições desfavoráveis
Próximo artigoAnac: Simplificação para registro de drones entra em consulta pública
Editor Executivo do Portal CidadeMarketing.com.br > Mestre em Comunicação e Sociedade pela Universidade Federal de Sergipe. Possui MBA Executivo em Administração com ênfase em Marketing pela Fundação Getúlio Vargas - Rio de Janeiro. Consultor, Palestrante e Pesquisador sobre Empreendedorismo, Marketing, Redes Sociais e Negócios Digitais. Professor, Palestrante TedxTalks e Campus Party.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui