Início Notícias The LYCRA Company reforça ações de economia circular no setor têxtil

The LYCRA Company reforça ações de economia circular no setor têxtil

Pesquisa da McKinsey aponta que mais de três em cada cinco consumidores disseram que o impacto ambiental é um fator importante na tomada de decisões de compra

416
0
Divulgação

A The LYCRA Company lançou os seus primeiros fios feitos 100% de resíduos têxteis. Os fios sustentáveis COOLMAX® EcoMade e THERMOLITE® EcoMade resultam de uma colaboração estratégica com a ITOCHU Corporation, uma empresa japonesa de comércio e desenvolvimento de negócios internacionais, com força nos setores relacionados ao consumidor final, incluindo o setor têxtil. Os novos fios passam a associar os seus atributos principais de desempenho de resfriamento e aquecimento, respectivamente, à sustentabilidade, em busca de uma necessidade crítica da indústria têxtil global.

“A sustentabilidade se baseia na crença de que, para ter um negócio saudável, precisamos ter um planeta saudável”, com essa declaração, o Chief Executive Officer da The LYCRA Company, Julien Born, resume a proposta da empresa, fabricante de soluções em fios e tecnologia e primeiro elo da cadeia da moda, em relação à sustentabilidade e à economia circular.

Esses fios são os primeiros de uma série de inovações em que a empresa está trabalhando com base na reciclagem de têxteis e vestuário.  É um processo único de despolimerização e refino que é usado para converter os resíduos têxteis, que consistem em sobras da produção de fabricantes de roupas, em fibras com propriedades comparáveis ao poliéster virgem.

Os fios COOLMAX® e THERMOLITE® originais já vinham sendo feitos a partir de matérias-primas recicladas, como garrafas PET, por muitos anos. A empresa continuará oferecendo esses produtos em paralelo com os feitos de resíduos têxteis.

As ações ambientais da The LYCRA Company têm se intensificado nos últimos anos. Desde 2008, foi implementado o Planet Agenda, um programa que apresenta o compromisso da empresa com a sustentabilidade de seus processos operacionais e de produção, englobando todos os aspectos do negócio da empresa.

Em sintonia com as tendências do conjunto de práticas de ESG (environmental, social and governance), que são diretrizes globais de produção das grandes corporações, o programa “Planet Agenda” estabelece três ambições de sustentabilidade: Excelência na Fabricação para minimizar o impacto ambiental, conservando recursos, reduzindo emissões e eliminando desperdício em suas fábricas; Sustentabilidade de Produtos com a oferta de produtos competitivos que satisfaçam as necessidades dos mercados de vestuário usando menos recursos além de melhorar o desempenho ambiental de todos os tecidos; e Responsabilidade Corporativa, protegendo a saúde e a segurança dos trabalhadores e comunidades.

Consumidores mais conscientes

As ações da empresa vão ao encontro às demandas dos consumidores. Em pesquisa encomendada pela Abit, em relação às mudanças de valores pós-pandemia, foi verificado que o consumo está mais consciente. Segundo o levantamento, 55% dos entrevistados acreditam que passarão a valorizar mais marcas e produtos que sejam realmente sustentáveis.

Da mesma forma, pesquisa da consultoria McKinsey, realizada durante a pandemia, também aponta que, mais de três em cada cinco consumidores disseram que o impacto ambiental é um fator importante na tomada de decisões de compra.

Um estudo do Business of Fashion, o State Fashion 2021, aponta que a economia circular no setor têxtil é fundamental. Isso porque a produção de roupas está crescendo 2,7% ao ano e menos de 1% dos produtos são reciclados em novas roupas. Além disso, 25% das roupas não são vendidas.

Segundo a vice-presidente para a América do Sul da The LYCRA Company, Adriana Morasco, nesta retomada da economia ficou evidente que os consumidores estão mais conscientes. “A pandemia acelerou um processo que já vinha acontecendo. O lançamento do fio LYCRA® Ecomade, o primeiro fio da empresa fabricado com 20% de material reciclado pré-consumo foi um sucesso global e já esta disponível ao consumidor brasileiro”.

“Acelerada pela pandemia e pela consciência em consumir melhor, vemos crescer cada vez mais a demanda de marcas e magazines para o desenvolvimento de coleções com produtos mais sustentáveis. Em 2020, lançamos com a Vicunha Têxtil artigos para o segmento de jeanswear. Já com as malharias Kalimo, Berlan Têxtil e Santaconstância foram desenvolvidos artigos para lingerie, fitness, moda praia e “ready-to-wear, todos com fio LYCRA® EcoMade. Acabamos de lançar uma coleção cápsula fitness em parceria com a Riachuelo e muitas outras colaborações estão previstas para o decorrer do ano”, declara a gerente de marketing da The LYCRA Company, Maria Luiza Amaro.

Outro aspecto, segundo Adriana, é que há uma crescente demanda por produtos com mais qualidade. “A busca por roupas com a etiqueta LYCRA® vem aumentando em função da qualidade e conforto que o fio LYCRA® e suas tecnologias conferem às roupas. Durabilidade está diretamente ligada à sustentabilidade”.

Além de garantirem conforto e liberdade de movimento, as roupas com fio LYCRA® fazem com que as peças não percam a forma e durem mais, evitando descartes. Outro exemplo é o fio LYCRA® XTRA LIFE™. Ele proporciona maior durabilidade para as peças. No caso de beachwear, possibilita que as peças resistam até 10 vezes mais em contato com o cloro da piscina do que um elastano convencional, evitando a aparência de desgaste após muitas lavagens.

“Ao comprar roupas mais duráveis e usando-as por mais tempo, podemos reduzir significativamente o impacto ambiental”, diz a diretora de Sustentabilidade da The LYCRA Company, Jean Hegedus. Segundo ela, o estudo World Resources Action Programme aponta que estender a vida útil das roupas por apenas nove meses já ajuda a reduzir a emissão de carbono, o uso de água e geração de resíduos em até 10%.

Outras ações

A empresa decidiu continuar apostando na inovação aberta e participar da segunda rodada do Fashion Hub, um programa para que grandes players de mercado se abram para as rápidas transformações no setor da moda. Por meio de mapeamento de desafios tecnológicos do setor e de parcerias com startups e cientistas, as empresas terão a oportunidade de desenvolver novas soluções que impactarão positivamente os seus negócios.

A empresa foi uma das parceiras da 1.ª rodada do Fashion Hub e, baseada nos princípios da economia circular, buscava novas aplicações para a solução polimérica de Poliuretano e os resíduos de fibras de Elastano, que em ambos os casos, possuem ingredientes que podem aditivar outros materiais. Também buscava encontrar novos destinos para resíduos de produção alinhados com a política de sustentabilidade e que possam ser rentáveis para a empresa.

Nesse processo, a Âmago Soluções Têxteis trouxe uma alternativa mais limpa e viável de reciclagem. Já a Aterra Ambiental pensou em um marketplace de resíduos.

A The LYCRA Company também conta com outras iniciativas de sustentabilidade na produção e na logística. Por meio de soluções de engenharia, a fábrica em Paulínia, no interior de São Paulo, conseguiu reduzir em aproximadamente 40% o consumo de filme plástico em embalagens.

Na logística de transporte, a empresa também tem avançado por meio da otimização da entrega das cargas aos clientes (maior quantidade de cargas por quilometro rodado) e na devolução de contêiner, com o recebimento de um tanque de cada vez, mas devolução de dois por vez. Com essas ações, a empresa já reduziu substancialmente a emissão de dióxido de carbono (CO₂). De 2017 para 2019 foram menos 194.135 km rodados, o que equivale à redução de 116 toneladas de CO₂ que deixou ser emitido pelo diesel que não foi queimado.

Certificações

O fio LYCRA® EcoMade, que utiliza material reciclado pré-consumo em 20% de sua composição, é certificado pela Global Recycled Standard (GRS), que verifica o material reciclado e o rastreia desde a origem até o produto final. O GRS inclui rígidos requisitos sociais, ambientais e químicos.

Além disso, em janeiro, 25 produtos da The LYCRA Company obtiveram os Certificados de Saúde de Material no Nível Ouro do Cradle to Cradle Products Innovation Institute, o que reforça o compromisso da empresa com a transparência, sustentabilidade e segurança. Válido por dois anos, o certificado ajuda os fabricantes a afirmarem a transparência na matéria-prima utilizada em seus produtos e em toda cadeia de abastecimento, substituindo produtos químicos de risco por mais seguros e adotando uma química cada vez mais verde.

A empresa também acaba de concluir o Higg Facility Environmental Module (FEM), ou Módulo Ambiental da Instalação Higg (em português), que consiste na autoavaliação em todos os seis locais de fabricação da fibra LYCRA®. O impacto robusto da avaliação – que analisa os sistemas de gestão ambiental, uso de energia, emissões, água uso, águas residuais e gestão de resíduos e produtos químicos no nível da instalação – ajuda as fabricas a buscarem estabelecerem uma melhoria contínua no âmbito ambiental.

Artigo anteriorHitachi conclui aquisição da GlobalLogic
Próximo artigoSebrae-SP tem inscrições abertas para III Fórum de Mídia & Comunicação no Alto Tietê
Editor Executivo do Portal CidadeMarketing.com.br > Mestre em Comunicação e Sociedade pela Universidade Federal de Sergipe. Possui MBA Executivo em Administração com ênfase em Marketing pela Fundação Getúlio Vargas - Rio de Janeiro. Consultor, Palestrante e Pesquisador sobre Empreendedorismo, Marketing, Redes Sociais e Negócios Digitais. Professor, Palestrante TedxTalks e Campus Party.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui