Início Notícias TIM reúne empresas de vários setores em projeto para ampliar acesso de...

TIM reúne empresas de vários setores em projeto para ampliar acesso de mulheres ao mercado de trabalho

Accenture, Adidas, Enel, Generali, Microsoft, Oracle, Pirelli, Stellantis e via se unem à operadora em frentes de capacitação, empregabilidade e desenvolvimento de carreira;

412
0

Desafios no acesso à educação e ao mercado de trabalho, preconceito em processos seletivos, dificuldade de ser ouvida pelos líderes e colegas, menos oportunidades de crescimento profissional, falta de rede de apoio para conciliar carreira e família, disparidade salarial. É a realidade encontrada por grande parte das brasileiras que buscam ou estão em um emprego e também daquelas que querem empreender. Com o objetivo de transformar esse cenário, a TIM uniu grandes empresas em uma iniciativa para acelerar o desenvolvimento de carreiras e o acesso das mulheres ao mercado de trabalho no Brasil. Nove companhias líderes de seus segmentos são as primeiras a aderir ao movimento: Accenture, Adidas, Enel, Generali, Microsoft, Oracle, Pirelli, Stellantis e Via.

CEO DA TIM PIETRO LABRIOLA

“As mulheres estão enfrentando desafios sem precedentes, agravados pela pandemia que evidenciou ainda mais as desigualdades sociais e de gênero. O acesso ao mundo digital e o desenvolvimento de habilidades exigidas por ele se tornaram uma urgência para aquelas que querem e precisam se inserir no mercado de trabalho. É o momento de unirmos esforços e promover iniciativas concretas de inclusão e transformação social. A TIM sempre esteve à frente dos movimentos do setor e, agora, amplia seu poder de mobilização ao juntar grandes companhias em uma iniciativa que pode impactar a vida de inúmeras brasileiras. Estamos orgulhosos de permitir que mais mulheres imaginem as possibilidades.”

O projeto conta com um aplicativo que funcionará como uma plataforma digital de oportunidades de emprego, desenvolvimento profissional e conteúdos para fortalecer o empoderamento feminino. Por meio do app Mulheres Positivas, criado pela empresária Fabiana Saad, serão divulgadas vagas de trabalho das empresas parceiras, em diversos níveis hierárquicos.

Uma seção dedicada a cursos também foi criada, com conteúdos sobre carreira, negócio, tecnologias, equidade de gênero, inovação, entre outros, cedidos pelas companhias participantes, para apoiar mulheres em seu desenvolvimento pessoal e profissional. Todos os cursos poderão ser acessados de forma gratuita e clientes TIM navegam na plataforma sem consumir seu pacote de dados.

Outra ação é a mentoria intercompany, com duração de seis a oitos meses, focada no desenvolvimento de carreira de mulheres das empresas participantes. As sessões serão realizadas de maneira cruzada: uma diretora da Microsoft, por exemplo, poderá atuar como mentora de uma colaboradora da Pirelli e assim por diante. A coordenação dessa iniciativa será realizada pela consultoria CMI Business Transformation, liderada por Maristella Iannuzzi, executiva da área de tecnologia, especialista em diversidade e inclusão e com vários trabalhos junto a ONU Mulheres e aos Princípios de Empoderamento da Mulher (WEPs).

VP DE RECURSOS HUMANOS DA TIM MARIA ANTONIETTA RUSSO

“A mentoria é mais uma ação desse movimento coletivo, que ampliará as áreas de conhecimento das colaboradoras das empresas, gerando um pool de talentos femininos no mercado. Focamos em três pilares – qualificação, empregabilidade e crescimento pessoal e profissional – para ampliar o acesso e a representatividade das mulheres no mercado de trabalho, contribuindo assim para o avanço da equidade de gênero nas empresas, nas diversas comunidades e na sociedade como um todo”.

A campanha de lançamento do movimento terá a participação da cantora IZA, que vai atuar como embaixadora da iniciativa. O anúncio aconteceu nesta terça-feira (06/07), com transmissão pelo canal da TIM no Youtube (www.youtube.com/timbrasil), seguido de um bate-papo sobre a importância do incentivo à participação feminina em carreiras nas áreas de ciência, tecnologia, engenharia e matemática. Falaram sobre suas experiências a imunologista Ester Sabino, professora da Faculdade de Medicina da USP e coordenadora do trabalho de sequenciamento do coronavírus, e a engenheira aeroespacial Ana Paula Castro, que participou de missão simulada realizada pela Agência Espacial Europeia e pode se tornar a primeira astronauta brasileira.

Diretor de Pessoas e Organização da Enel Brasil ALAIN ROSOLINO

Somos muito orgulhosos dessa parceria que está em linha com a estratégia de gender equality da Enel que tem como pilares o aumento da participação de mulheres em processos seletivos, em posições de média e alta liderança, a equidade salarial, além de ações voltadas para treinamento e desenvolvimento. Nos últimos dois anos, cerca da 67% dos colaboradores contratados pela Enel Brasil para cargos da alta liderança foram mulheres. Desde 2005, a Enel apoia a Agenda 2030 da ONU, contribuindo para o cumprimento dos 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), incluindo o ODS 5, que trata do tema de igualdade de gênero.

Diretora Comercial & Marketing da Generali Brasil CLAUDIA LOPES

A Generali está há 96 anos no país e tem acompanhado a luta diária das mulheres brasileiras pela conquista de seus espaços. Nós estamos todos os dias ocupando novos cargos e mostrando cada vez mais nossas habilidades. Nós, mulheres, temos no nosso DNA força, determinação e versatilidade. Ter uma iniciativa como essa é de extrema importância para todas nós, que temos o compromisso de fomentar as iniciativas, gerar engajamento e pôr em prática os planos de diversidade e inclusão.

Vice-presidente para o Setor Público, Educação e Saúde e líder de Diversidade e Inclusão na Microsoft Brasil ALESSANDRA KARINE

Na Microsoft, acreditamos que um ambiente com diversidade de perfis e ideias tem muito mais chances de gerar inovação para a atender a necessidade dos negócios e sociedade. E é essa uma das principais oportunidades que o Projeto Mulheres Positivas trará: a chance de tornarmos as empresas mais inclusivas e com oportunidades para todas as excelentes profissionais que temos hoje no país. Para nós, é uma honra poder apoiar o Projeto Mulheres Positivas que, com certeza, ajudará no incentivo à equidade de gênero e no fomento de oportunidades para todas as mulheres do Brasi.

Vice-presidente de Alianças e Canais & Líder de Oracle Women’s Leadership Brazil KADU LOPES

É nosso papel incentivar, abrir caminhos e reforçar, a cada dia, o papel das mulheres como líderes em qualquer segmento que elas tenham interesse. Na Oracle, estamos sempre preocupados em criar oportunidades para ter cada vez mais equidade de gênero. Queremos mostrar para as atuais e futuras gerações que elas podem ser protagonistas em mercados predominantemente dominados por homens, como o de tecnologia, e também, gerar empregos para essas profissionais. O Oracle Women’s Leadership é nosso programa global criado em 2006 para apoiar as mulheres e mostrar que elas podem e devem ocupar cargos de liderança. Além disto, em 2020, assinamos o acordo da ONU de WEPS que orienta as empresas a empoderarem as mulheres em todas as instâncias do negócio. Estamos felizes em fazer ações conjuntas com outras empresas que têm a mesma preocupação que nós. Acreditamos que, juntos, conquistaremos as mesmas condições inclusivas para mulheres dentro do mercado de trabalho e na vida.

Diretor de Recursos Humanos da Pirelli para a América do Sul GIUSEPE GIORGI

Uma instituição predominantemente automotiva, no passado, era essencialmente masculina, mas o mundo, ainda bem, mudou, e a Pirelli se adaptou. Hoje, temos o programa Woman Inside Pirelli, que contribui com oportunidades para que a mulher esteja onde ela queira estar dentro da empresa. Temos orgulho em dizer que não há distinção com relação aos espaços ocupados por homes e mulheres, além da convicção de que a diversidade é fato chave para garantir continuidade e inovação em uma empresa centenária como a Pirelli

Gerente e Embaixadora de Diversidade Via AMANDA FERREIRA

O papel das empresas na resolução dos abismos de diversidade que o Brasil produz é cada vez mais claro. Para a Via, é uma honra fazer parte de um projeto que vai somar conteúdos, dividir especialistas e amplificar a inclusão e capacitação de mulheres. Isso será transformador.

Artigo anteriorAudi do Brasil fecha parceria com o JK Iguatemi e é a marca oficial de mobilidade do Cine Vista
Próximo artigoMobil: Barrichello acelera ao lado do seu filho Dudu na quinta etapa da Stock Car
Editor Executivo do Portal CidadeMarketing.com.br > Mestre em Comunicação e Sociedade pela Universidade Federal de Sergipe. Possui MBA Executivo em Administração com ênfase em Marketing pela Fundação Getúlio Vargas - Rio de Janeiro. Consultor, Palestrante e Pesquisador sobre Empreendedorismo, Marketing, Redes Sociais e Negócios Digitais. Professor, Palestrante TedxTalks e Campus Party.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui