Início Notícias CNI e Federações oferecem assessoria gratuita para facilitar exportações

CNI e Federações oferecem assessoria gratuita para facilitar exportações

Especialistas em comércio exterior vão sanar dúvidas por e-mail, telefone, WhatsApp e formulário on-line

264
0

O processo de exportação exige preparação, envolve diversos atores, sistemas e procedimentos. Segundo o Ministério da Economia, das 19 milhões de empresas ativas em 2020, somente 28.746 exportaram. Uma das razões para isso é porque os empresários têm dúvidas ao preparar sua empresa para o mercado internacional e as respostas demoram, são complexas ou até incompletas.

Para ajudar as micros, pequenas e médias empresas (MPMEs) a exportarem com mais facilidade, a Confederação Nacional da Indústria (CNI), as Federações de Indústria nos estados e o Sebrae criaram o Ajude Aqui: uma consultoria virtual gratuita sobre comércio exterior. 

A partir de hoje, especialistas em comércio exterior estarão disponíveis para atender dúvidas sobre tributação internacional, sistemas aduaneiros, logística, formas de pagamento, entre outros assuntos sobre exportação e importação. 

Os atendimentos serão realizados por e-mail, telefone, WhatsApp e formulário on-line disponível no site do Indústria Global – programa realizado em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) para oferecer serviços de internacionalização.

“A CNI lançou mais um serviço para desenvolver a maturidade das pequenas empresas no processo de internacionalização. O objetivo é criar um canal de suporte às empresas e, a partir das dúvidas mais frequentes, promover melhorias no ambiente de negócios. O Ajude Aqui veio para impulsionar o crescimento de MPEs brasileiras fora do Brasil e, consequentemente, aumentar a competitividade das empresas no mercado interno, seja nos produtos, serviços e embalagens ou na própria gestão da marca”, destaca o coordenador de Serviços de Internacionalização da CNI, Felipe Spaniol. Em conjunto com a assessoria virtual, as empresas atendidas podem buscar apoio no Centro Internacional de Negócios (CIN) da Federação de Indústrias do seu estado ou no Sebrae local

Artigo anteriorLocaliza apresenta ações de pluralidade e inclusão em campanha para o Orgulho LGBTQIA+ “Seu Caminho do Seu Jeito”
Próximo artigoNova pesquisa da Getty Images e GLAAD revela que a representação visual da comunidade LGBTQI+ continua baixa e estereotipada
Editor Executivo do Portal CidadeMarketing.com.br > Mestre em Comunicação e Sociedade pela Universidade Federal de Sergipe. Possui MBA Executivo em Administração com ênfase em Marketing pela Fundação Getúlio Vargas - Rio de Janeiro. Consultor, Palestrante e Pesquisador sobre Empreendedorismo, Marketing, Redes Sociais e Negócios Digitais. Professor, Palestrante TedxTalks e Campus Party.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui