Início Notícias NEP-Mackenzie realiza, hoje, evento para compartilhar resultados de pesquisas sobre os Estudos...

NEP-Mackenzie realiza, hoje, evento para compartilhar resultados de pesquisas sobre os Estudos de Futuro

Gratuito e com transmissão aberta pelo canal do Mackenzie Brasília no youtube , III Encontro Anual do NEP-Mackenzie inaugura ciclo de trabalhos do grupo, em 2021, com a apresentação de dados relevantes registrados após investigações iniciadas ano passado

436
0

Começa hoje a terceira edição do Encontro Anual do Grupo de Pesquisa e Estudos Prospectivos da Faculdade Presbiteriana Mackenzie Brasília (NEP-Mackenzie Brasília) – ENEP –, em formato on-line, com transmissão aberta e gratuita pelo canal oficial da Faculdade no youtube (youtube.com/mackenziebrasilia) .

O evento marca o reinício dos trabalhos do grupo, com a apresentação do andamento das pesquisas iniciadas ou das investigações concluídas pelo grupo em 2020. A ideia é, essencialmente, compartilhar com a sociedade os resultados alcançados ao longo do ano, destacando, entre as ações, por exemplo, as contribuições recentes para o Governo Federal e para a Academia, além da participação na reunião anual de Foresight de Governo da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). Para isso, o NEP-Mackenzie também preparou mais uma edição especial da Revista Mackenzie, com 13 artigos inéditos sobre as reflexões, atividades e conquistas do Grupo, neste período.

O ENEP ocorrerá nas tardes de hoje e de amanhã (2 e 3 de março), das 15h30 às 18h, com programação que contempla debates sobre as Competências essenciais para construção e planejamento de cenário, o Futuro do Trabalho no Brasil em 2030, A prospectiva e o uso da inteligência coletiva para uma gestão pública por governança, as Perspectivas filosóficas sobre estudos de futuro e outros assuntos. Os painéis serão apresentados por membros e colaboradores do Grupo, que compõem cadeiras estratégicas em órgãos públicos e empresas privadas de grande porte.

A abertura do Encontro terá a participação de Ricardo Borges de Castro, Membro Associado da Global Fellowship Initiative, Geneva Centre for Security Policy, e ex-Conselheiro em Prospectiva Estratégica do European Political Strategy Center (EPSC), o think tank interno da Comissão Europeia. Conduzirão a solenidade o professor Domingos Spezia, vice-diretor Acadêmico da FPMB e a professora Elaine Marcial, coordenadora do NEP-Mackenzie e da Pós-Graduação em Cenários Prospectivos Inteligência, Cenários e Gestão Estratégica.

A Revista Mackenzie Especial do NEP-Mackenzie complementa as apresentações abordando temas como as Perspectivas filosóficas a respeito de estudar o futuro, os Dados de Prospectiva, a Estrutura científica explícita para planejamento por cenários, a Avaliação dos estudos de futuro para o planejamento em ciência, tecnologia e inovação, Os jovens e o Futuro do Trabalho no Brasil, a Plataforma Future – uma rede de experts conectada no por vir, a Gestão Estratégica para uma nova época, destacando a análise de risco e de cenários, e outras questões de igual importância

NEPMackenzie e os Estudos de Futuro

O NEP-Mackenzie foi criado em julho de 2018 e tem como objetivo realizar e divulgar a produção científica e tecnológica no campo dos estudos de futuro. A pesquisa neste campo pretende, entre outras questões, organizar e assegurar um processo decisório mais assertivo, contribuindo para o sucesso da empresa ou do órgão público frente a cenários políticos, econômicos e sociais impactados por algum acontecimento relevante na atual conjuntura.

Os Estudos do futuro compõem uma ciência que não se dedica a adivinhar o que está por vir, mas sim a pensar, de forma estratégica e alinhada, eventos que poderão ocorrer em algum momento do futuro, a depender de ações/eventos no presente e/ou situações que poderão ser concretizadas em algum outro momento. A avaliação destes possíveis cenários, seguindo rigorosos critérios metodológicos, geram informações importantes para que organizações e nações possam planejar movimentos para escapar de crises ou encontrar oportunidades.

Tanto a construção de cenários quanto a produção de inteligência são atividades altamente especializadas e necessitam do desenvolvimento de competências para que produzam bons resultados. “O NEP-Mackenzie tem dado contribuições importantes ao governo, a empresas e a pesquisas em outros segmentos acadêmicos. Ano passado, lançamos o livro Cenários Pós-covid 19 , possíveis impactos sociais e econômicos no Brasil e duas publicações especiais da Revista Mackenzie, discutindo nossas pesquisas ( Revista 1 | Revista 2 ). No ENEP iremos apresentar o que fizemos em 2020 e compartilhar nossos resultados, buscando, sempre, favorecer a ciência, em tempos tão complexos”, explicou a professora Elaine.

SERVIÇO

III ENEP – Encontro Anual do NEP-Mackenzie

Programação e links para assistir

02/03/2021 – terça-feira
https://youtu.be/MiIDhXV05T0

15:30 – 15:50 – Abertura

Prof. Professor Domingos Sávio Spezia – Coordenador Acadêmico

Dra. Elaine Marcial, Coordenadora do NEP-Mackenzie

15:50 – 16:50 – Palestras de abertura: Estudos de futuro: potencialidades e desafios

Dr. Ricardo Borges de Castro (Membro Associado, Global Fellowship Initiative, Geneva Centre for Security Policy e ex-Conselheiro em Prospectiva Estratégica do European Political Strategy Center -EPSC, o think tank interno da Comissão Europeia)

16:50 – 17:30 – Com engajar diversas instituições para a prática do foresight? Reflexões a partir do evento anual da OCDE.

Dra. Elaine Marcial

Dr. Rodrigo Leal

Dr. Ricardo Borges de Castro

03/03/2021 – quarta-feira
https://youtu.be/KqZjx5hCoY0

15:30 – 15:50 Dra. Elaine Marcial – Resultados do NEP-Mackenzie 2020

15:50 – 16:00 Dr. Marcello Pio – Competências essenciais para construção e planejamento de cenário

16:00 – 16:10 Ms. Marcos Pena – Perspectivas filosóficas sobre estudos de futuro

16:10 – 16:20 Dr. Thomaz Frangalia- Avaliação de cenários prospectivo

16:20 – 16:30 Dr. Rodrigo Mendes Leal – Cenários Prospectivos, Estratégia e Gestão de Riscos

16:30- 16:40 Ms. Marcos Françozo – Usos da prospectiva na definição da estratégia: a experiência da União Europeia e do Reino Unido

16:40 – 16:50 Ms. Livia Torres – Observatório Solos – Desafios na consolidação de uma instância prospectiva numa unidade de pesquisa da Embrapa

16:50- 17:00 Mestranda Carolina Lopes -Futuro do Trabalho no Brasil em 2030

17:00 – 17:10 Ms. Ariel Cecilio Garces Pares – A prospectiva e o uso da inteligência coletiva para uma gestão pública por governança

17:10 – 17:20 Perguntas, debate e encerramento (Elaine Moderadora)

A necessidade de readequação da população ativa, para atender às novas demandas do mercado de trabalho nos próximos anos, e a urgência do Estado em se desenvolver para suprir as novas carências da sociedade, em um contexto de incertezas, são algumas das discussões presentes nos artigos publicados pelo Grupo de Pesquisa e Estudos Prospectivos da Faculdade Presbiteriana Mackenzie Brasília (NEP-Mackenzie) na nova edição especial da Revista Mackenzie. O periódico, que destaca o trabalho dos cientistas em 2020, incluindo o andamento das pesquisas ainda em curso e as conclusões alcançadas até o momento, está disponível para download abaixo.

A Revista traz, ainda, debates sobre a Gestão Estratégica para uma nova época, com foco na importância da análise de risco e de cenários, as experiências do uso de Estudos de Futuro no Reino Unido, a Plataforma Future, uma rede de experts conectada no “por vir”, a avaliação de estudos de futuro para o planejamento em ciência, tecnologia e inovação, as perspectivas filosóficas a respeito de estudar o futuro e outros.

O NEP está há dois anos dedicado à ciência dos Estudos do Futuro, que pretende, entre outras questões, organizar e assegurar um processo decisório mais assertivo – contribuindo para o sucesso da empresa ou do órgão público frente a cenários políticos, econômicos e sociais impactados por algum acontecimento relevante na atual conjuntura. Ano passado, entre as ações de destaque do NEP-Mackenzie, estão as participações em reuniões de Governo para a apresentação de dados que pudessem contribuir para o desenho de planos e projetos e a presença do NEP na reunião anual de Foresight de Governo da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

Políticas Públicas

Os dados obtidos após a investigação de cenários, pelo Grupo, e que estão presentes na publicação, podem ser fundamentais, por exemplo, para a construção de Políticas Públicas. No artigo Os jovens e o Futuro do Trabalho no Brasil, a pesquisadora Caroline Lopes, Mestre em Economia e Gestão de Ciência, Tecnologia e Inovação, traz uma perspectiva importante sobre como será a adequação das próximas gerações ao mercado de trabalho, com questões relevantes para o planejamento de um país em desenvolvimento.

A pesquisadora sublinha que “enquanto alguns empregos irão desaparecer, outros serão criados, exigindo ajustes no conjunto de habilidades necessárias. Em estimativa do Fórum Econômico Mundial (2016), 65% das crianças de hoje ocuparão profissões que ainda não existem. Não só as crianças precisam ser desenvolvidas para este novo mercado, como os adultos necessitam aprender constantemente ao longo da vida”.

De acordo com a cientista, “aqueles trabalhadores que estão em descasamento com relação às habilidades esperadas pelo mercado tenderão a ocupar funções com baixa exigência de formação e correm risco de desemprego, o que aumenta a possibilidade de desigualdade social, não sendo, então, uma questão de carreira individual, mas uma questão social e econômica para o país”, explica.

A avaliação de possíveis cenários, seguindo rigorosos critérios metodológicos, geraram informações importantes inclusive para que organizações e nações possam planejar movimentos e desviar de outros cenários críticos. Os dados podem ser centrais para mudanças de perspectiva sobre o próprio exercício da gestão pública. Ariel Pares, Mestre em Desenvolvimento Econômico e pesquisador do NEP-Mackenzie, chama a atenção, em seu artigo A prospectiva e o uso da inteligência coletiva para uma gestão pública por governança, para a relevância de atualização do modelo de administração vigente no Brasil.

“O recurso à inteligência partilhada e a prospectiva, conceitos que emergem como sinais fracos nos anos 50, se conectam e mostram forte afinidade com a gestão pública por governança, eleita pelas agências multilaterais e influentes, como OCDE, ONU, BIRD, como um referencial de boas práticas para orientar a administração pública contemporânea”, pontua o pesquisador. “As organizações públicas têm a necessidade de substituir os processos de autoridade baseados no comando e controle e decisões públicas centralizadas, por uma atuação pautada pela motivação, engajamento, cooperação, gestão em rede, criatividade e inovação”, complementa.

É importante reforçar que os Estudos do futuro compõem uma ciência que não se dedica a adivinhar o que está por vir, mas sim a pensar, de forma estratégica e alinhada, eventos que poderão ocorrer em algum momento do futuro, a depender de ações/eventos no presente e/ou situações que poderão ser concretizadas em algum outro momento.

Artigo anteriorVeloe e Palmeiras irão oferecer adesivo personalizado aos torcedores do clube
Próximo artigoCoral é a tinta oficial da CASACOR Rio em sua mostra de 30 anos
Editor Executivo do Portal CidadeMarketing.com.br > Mestre em Comunicação e Sociedade pela Universidade Federal de Sergipe. Possui MBA Executivo em Administração com ênfase em Marketing pela Fundação Getúlio Vargas - Rio de Janeiro. Consultor, Palestrante e Pesquisador sobre Empreendedorismo, Marketing, Redes Sociais e Negócios Digitais. Professor, Palestrante TedxTalks e Campus Party.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui