Início Notícias Linker participa do primeiro Hackathon feito para mulheres 

Linker participa do primeiro Hackathon feito para mulheres 

270
0

Durante a sua jornada, os empreendedores enfrentam diversas burocracias e são prejudicados pela falta de recursos que facilitem o dia a dia. Entendendo os desafios em se encontrar serviços financeiros que estejam em completa sinergia com as suas necessidades, o Linker, uma conta PJ digital e plataforma de soluções financeiras 100% focada no empreendedor, levará sua expertise sobre o tema para o Mega Hack Woman, que acontece até 16 de Setembro, com mais de duas mil  mulheres de nove empresas que são expoentes no ecossistema de inovação ,com o objetivo desenvolver soluções criativas para os problemas deste mercado.

O gap nas soluções financeiras focadas em PME é um problema que vinha aumentando com o passar dos anos e, com a chegada da era digital, exigiu uma reação deste mercado. Nasceu então, no Reino Unido, um movimento mundial chamado Small Business Banking (Banco para Pequenas Empresas), que busca dar atenção para os obstáculos do pequeno e médio empreendedor e criar soluções que facilitem a gestão desses negócios. Por aqui, o Linker foi o primeiro representante desse movimento. 

“Trabalhando por anos em bancos nacionais e internacionais, uma das coisas que sempre me incomodou foi essa dificuldade e excesso de burocracias enfrentadas pelo empreendedor. A ausência de bancos que apoiassem esses profissionais, além da escassez de soluções financeiras que fossem de fato efetivas para eles, foi o que me motivou a empreender e, junto do meu sócio, fundar o Linker”, explica Ingrid Barth, Cofundadora e COO do Linker. 

Atendendo hoje milhares de clientes por todo o Brasil, este ainda é o problema central que move toda a inovação desenvolvida pela startup. Para se aprofundar ainda mais no assunto e descobrir como esses novos bancos podem criar experiências e soluções que incentivem os correntistas a aderirem uma conta PJ, todas as mulheres do Linker se uniram para o desafio de participar do Mega Hack Woman e desenvolver ideias que agreguem melhorias para o setor.

Para participar da maratona de mais de 200 horas, a empresa buscou novos insights que respondessem algumas das principais perguntas que motivaram o desafio: 

  • Quais os possíveis motivos de não uso das contas?
  • Como tornar a conta PJ digital a conta principal de uma empresa?
  • Qual o melhor momento para o empreendedor buscar um Banco para Pequenas Empresas?

Como resultado, o Linker levantou informações preciosas para a maratona e para o setor financeiro. Realizada entre Dezembro de 2019 e Janeiro de 2020, a pesquisa respondida 56% por MEIs e 19% LTDAs revela que 40% dos empreendedores buscam uma conta PJ pelo seu custo, seguido dos que procuram um cartão de crédito (23%) e os que querem fugir das burocracias dos bancos tradicionais (16%). 

A pesquisa também foi importante para separar as funcionalidades de uma conta comum das de uma conta PJ e entender quais funções são as mais procuradas em cada uma. Segundo os resultados, para o empreendedor que busca uma conta PJ a funcionalidade mais importante é o extrato bancário, seguido das transferências e do cartão digital. Já para a conta comum, transferências, cobranças e pagamento de contas são, respectivamente, as mais procuradas pelo brasileiro. 

“Com estes dados e toda a energia que estamos colocando em cima não só do Mega Hack Woman, mas também do desafio diário de facilitar a vida do empreendedor, esperamos fomentar ainda mais o empreendedorismo nacional e pavimentar um novo caminho na relação das pessoas com os seus bancos. Acreditamos que esta mudança de cenário é, além de possível, um fator determinante para amenizar os efeitos da crise provocada pela Covid-19”, finaliza Ingrid Barth.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui