Início Notícias Panasonic verifica efeito inibidor dos radicais hidroxila sobre o novo coronavírus

Panasonic verifica efeito inibidor dos radicais hidroxila sobre o novo coronavírus

265
0

A Panasonic Corporation anunciou, em colaboração com Mayo Yasugi, Professor Associado do Departamento de Ciências Veterinárias e da Escola Superior de Ciências da Vida e do Meio Ambiente da Universidade da Prefeitura de Osaka, que verificou o efeito inibidor dos radicais hidroxila presentes na água (nanopartícula de água atomizada eletrostática) sobre o novo coronavírus (SARS-CoV-2)**.

Os radicais hidroxila presentes na água correspondem a íons particulados contendo radicais hidroxila que são gerados pela aplicação de uma alta tensão à umidade no ar. Eles são caracterizados por serem fortes agentes oxidantes e altamente reativos. A Panasonic tem conduzido pesquisas sobre esta tecnologia nos últimos 23 anos, desde 1997, e constatou sua eficácia em diversas áreas, incluindo a inibição de microrganismos patogênicos (bactérias, fungos e vírus) e alergênicos, quebrando partículas finas (PM 2,5) que causam efeitos adversos no corpo humano*1

Em 2012, a Panasonic realizou um teste de neutralização de vírus com uma organização terceirizada e confirmou a eficácia de cada uma das quatro categorias em termos de características biológicas. Com base neste resultado, a empresa anunciou que a tecnologia de radicais hidroxila presentes na água poderia ter um efeito inibidor sobre os novos vírus*2.

O novo coronavírus (SARS-CoV-2) da atual pandemia global é um desses novos tipos de vírus, e os testes realizados com a Universidade da Província de Osaka confirmaram que os radicais hidroxila presentes na água têm um efeito inibidor sobre ele. Estes testes foram realizados em um ambiente de laboratório monitorado e não foram projetados para avaliar sua eficácia em áreas habitáveis não controladas.

A Panasonic continuará pesquisando o potencial da tecnologia dos radicais hidroxila presentes na água para combater possíveis riscos associados à poluição do ar, tais como novos microrganismos patogênicos, com o objetivo de criar ambientes saudáveis para as pessoas ao redor do mundo.

**A Panasonic reforça que a pesquisa sobre o efeito inibidor dos radicais hidroxila presentes na água (partícula de água atomizada eletrostática de tamanho nano) sobre o novo coronavírus (SARS-CoV-2), conduzida em parceria com a Universidade da Prefeitura de Osaka, ainda está em andamento. Nenhum produto comercializado ou distribuído pela Panasonic no Brasil até o momento contém a tecnologia dos radicais hidroxila presentes na água e, portanto, não deve ser considerado efetivo para a inibição do novo coronavírus (SARS-CoV-2).

Para referência:

Teste do efeito inibitório dos radicais hidroxila presentes na água (nanopartículas de água atomizada eletrostática) sobre o novo coronavírus (SARS-CoV-2)

·                   Visão geral

Uma verificação comparativa foi realizada em um espaço de teste de 45 litros contendo o novo coronavírus (SARS-CoV-2) com e sem exposição aos radicais hidroxila presentes na água.

·                   Resultados

Mais de 99% da atividade do novo coronavírus (SARS-CoV-2) foi inibida em 3 horas.

Observação: Esta verificação foi projetada para fornecer dados básicos de pesquisa sobre os efeitos dos radicais hidroxila presentes na água sobre o novo coronavírus em condições laboratoriais diferentes daquelas encontradas no ambiente humano. Ela não foi projetada para avaliar o desempenho do produto.

·                   Metodologia e dados

Organização: Universidade da Prefeitura de Osaka

Período: julho de 2020

Assunto: sobre o novo coronavírus (SARS-CoV-2)

Dispositivo: Gerador de “radicais hidroxila presentes na água”

Método: –      O gerador de “radicais hidroxila presente na água” foi instalado a 15cm do

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui