Início Notícias Vídeo chamada do Tinbot pode ajudar internados com Covid-19 a se comunicar...

Vídeo chamada do Tinbot pode ajudar internados com Covid-19 a se comunicar com familiares

Nova funcionalidade dá ao simpático robô desenvolvido em Maringá a possibilidade de servir de ligação entre pacientes e familiares, ação considerada muito importante durante a fase de recuperação

215
0
Divulgação

O Tinbot, primeiro robô brasileiro interativo que reúne Inteligência Artificial, Cognição e IoT (Internet of Things) – desenvolvido pela Tinbot Robótica, startup parte do Grupo DB1 -, e reconhecido pela versatilidade e habilidade para desenvolver diversos trabalhos, ganhou, neste ano, a função de vídeo chamada e agora está capacitado a desempenhar mais um grande papel na pandemia: permitir a interação entre pacientes internados que se recuperam da Covid-19 e seus familiares.

O Tinbot possui fala natural em português, reconhecimento facial e de voz, gestos e expressões, além de ser integrável a outros sistemas por meio de APIs, possibilitando interatividade e personalidade humanizada. Fora isso, é habilitado para fazer captação de fotos, movimentar mãos, braços e torso – controlados por meio da linguagem Tico-Tico, criada pelo idealizador do projeto, usando emoticons para representar as reações do robô – e ainda permite que cada empresa personalize e programe a plataforma de acordo com suas necessidades. Toda essa tecnologia, o talento próprio e mais a experiência que vem adquirindo, capacitam o Tinbot a trabalhar como um elo entre infectados pela Covid-19 e seus familiares, amenizando o drama do distanciamento necessário durante o período de internação por meio da função de vídeo-chamada.

Com a nova funcionalidade, uma pessoa consegue, por meio do próprio computador ou celular, mesmo estando do outro lado do mundo, assumir o controle do Tinbot. A imagem da câmera da pessoa irá aparecer na tela do robô e a imagem da câmera do robô irá aparecer na tela da pessoa. A função é similar a uma vídeo-chamada do Skype ou Whatsapp, com o adicional de ser possível movimentar o robô remotamente.

Para dar acesso à uma pessoa qualquer, o administrador do robô pode gerar, através do portal do Tinbot, um link secreto. Esse link permite fazer a conexão do robô de forma simples, sem precisar de login ou senha. Em período de isolamento social, tal funcionalidade permite o contato de maneira lúdica, mais divertida que simplesmente pelo celular, sem que seja necessário o contato físico.

Médicos e enfermeiros sabem da importância da interação de quem está internado em recuperação da doença com seus familiares, mesmo que à distância, tanto que eles mesmos usam seus telefones celulares para promover este contato.

“Neste momento em que muita gente pensa em como pode ajudar para amenizar os efeitos dessa pandemia, é um orgulho para a gente ver o Tinbot na linha de frente ajudando da maneira que ele mais sabe: por meio da tecnologia. Porém, mais gratificante ainda é saber que a ligação entre pacientes e familiares é considerada muito importante pelos profissionais de saúde, mesmo que à distância, e ver que o Tinbot pode servir de elo e tornar essa ligação mais próxima, simpática e interativa dá sentido ao nosso trabalho”, diz Marco Diniz Garcia Gomes, Líder de Produto da Tinbot Robótica.    

Há pouco tempo, o robô foi para a linha de frente no combate ao coronavírus, atuando na recepção da Santa Casa de Maringá e na pediatria do Hospital Universitário de Maringá dando dicas de prevenção contra a Covid-19.

O Tinbot também pode funcionar como um regulador de tarefas em escritórios e até já trabalhou com o público em recepções de hotéis. Atualmente o robô recebe clientes e visitantes na cooperativa agroindustrial Cocamar, em Maringá-PR, e costuma ser a grande atração de estandes em feiras e vários outros eventos antes da pandemia. Ele é famoso por sua simpatia e bom humor.

Na mídia, o Tinbot foi um dos protagonistas da série “O Melhor do Brasil é o Brasileiro”, da Globonews, participou da última temporada de um dos mais importantes programas sobre games na televisão brasileira, no Jornal Nacional e no segundo semestre de 2019 foi “engolido pelos tubarões” do reality Shark Tank e recebeu investimento de João Appolinário, da Polishop.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui