Início Notícias Siemens realizou seu primeiro hackaday com soluções para a indústria de alimentos...

Siemens realizou seu primeiro hackaday com soluções para a indústria de alimentos e bebidas

De universitária a empreenderor de 58 anos, competição contou com perfis bem distintos que puderam utilizar a plataforma MindSphere para criar soluções para companhias do segmento

58
0

Da universitária que adquiriu experiência para obter sucesso na tão sonhada carreira na área de Engenharia ao senhor de 58 anos que aproveitou a oportunidade para empreender na Indústria 4.0. Foi com perfis tão distintos como esses que a Siemens realizou seu 1º Hackaday MindSphere Brasil, iniciado em maio e cuja premiação ocorreu no último dia 26 durante a FISPAL 2019. A competição contou com 51 desenvolvedores que tiveram o desafio de criar soluções apra a indústria de alimentos e bebidas.

Mas, mais importante do que o resultado final, foi a oportunidade de poder trabalhar com a plataforma MindSphere. Para a universitária Victória de Castro Silveira, de 24 anos, a experiência no Hackaday contribuirá para sua formação em Engenharia de Produção. “O desenvolvimento de um aplicativo na plataforma Mindsphere incorpora diversos conceitos que nos fizeram pensar fora da caixa. Além disso, estruturar um modelo de negócio lidando com valores de investimento para atender as necessidades do cliente me ajudou a colocar em prática o que até então se restringia ao ambiente acadêmico“, afirmou Victória, que viajou 9 horas de carro com seu grupo para participar do primeiro dia de competição, realizada na unidade da Siemens, em maio.

A equipe Ori, da qual ela fez parte, teve que desenvolver uma solução para a empresa SanMartin cujo desafio foi criar uma solução dentro do MindSphere para obter e armazenar dados dos equipamentos da linha de produção. Com monitoramento em tempo real, a plataforma permite a identificação de falhas com maior rapidez, agilizando, assim, a solução do problema e reduzindo o tempo de parada dos equipamentos.

O case da empresa SanMartin também foi o desafio do engenheiro Hélio Cardoso, de 58 anos, que assim como Victória aproveitou a competição para incrementar sua carreira. Participante da equipe AUTPRO, ele usufruiu da experiência para empreender e abrir um negócio voltado para a Indústria 4.0. “Por meio do Hackaday, conheci ainda mais os equipamentos e ferramentas que a Siemens oferece. Tudo o que aprendi lá e apresentamos na final, vou utilizar para apresentar novas ideias e produtos voltados para a nova tecnologia“, complementou.

A competição
O 1º Hackaday MindSphere Brasil foi realizado em maio e contou com 51 desenvolvedores que, divididos em grupos, tiveram como desafio criar soluções para a indústria de alimentos e bebidas e estabelecer uma ponte entre a inovação criativa e todas as pontas da cadeia produtiva, e a premiação foi realizada durante a FISPAL 2019 no dia 26 de junho.

Os desenvolvedores usaram conhecimentos e conceitos da indústria 4.0 para criar soluções para clientes da Siemens no ambiente MindSphere, sistema operacional aberto criado pela empresa para Internet das Coisas (IoT), baseado em nuvem, que permite conectar máquinas e infraestruturas físicas ao mundo digital.

“Atualmente, o número de clientes conectados está cada vez maior e a utilização do MindSphere vai proporcionar ainda mais integração. Os grupos trouxeram aplicativos que solucionaram desafios que nossos parceiros estão enfrentando em seu dia a dia”, afirma Murilo Morais, especialista em MindSphere da Siemens no Brasil.

Os próprios clientes da Siemens expuseram os desafios de negócios para que os deselvedores pudessem encontrar soluções. As empresas queriam usar inteligência artificial para prever a perda de produto, monitoramento do set point das máquinas, manutenção preditiva até uma nova forma dos fabricantes se comunicarem com os seus clientes –  por meio de chat box dentro do – até comunicação de novos lançamentos e funcionalidades dos equipamentos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here