Início Notícias Arco fecha acordo para adquirir o Sistema Positivo de Ensino por R$...

Arco fecha acordo para adquirir o Sistema Positivo de Ensino por R$ 1,6 bilhão

1854
0

A Arco Platform Limited, ou Arco (Nasdaq: ARCE), anunciou hoje que entrou em um acordo definitivo para adquirir o Sistema Positivo de Ensino (Positivo), um dos maiores provedores de conteúdo para escolas privadas no Brasil, por R$ 1.650 bilhão. Com a aquisição da Positivo, a Arco ampliará sua escala e mais que dobrará seu alcance para mais de 4.800 escolas parceiras e 1,2 milhão de alunos.

“Esta aquisição da Positivo expande significativamente nossa presença e impulsiona nossa escala, fortalecendo nossa capacidade de investir em conteúdo e tecnologia de alta qualidade. Como resultado, poderemos melhorar a experiência de aprendizado de mais de 1 milhão de alunos ”, disse Ari de Sá Neto, CEO e fundador da Arco.

“A Positivo atende o mercado de escolas particulares K-12 há mais de 40 anos, com mais de 695.000 alunos, cerca de 3.400 escolas parceiras e presença em mais de 1.500 cidades no Brasil. Ao longo da nossa história, sempre acreditamos que a paixão pela educação é essencial para prosperar nesse setor. Estamos contentes que a Arco também compartilhe o mesmo objetivo e continuará a promover positivamente a marca Positivo nos próximos anos ”, disse Lucas Guimarães, CEO da Positivo.

Esta transação amplia a presença no mercado da Arco, adicionando uma marca com uma forte reputação em educação. A Arco acredita que há várias oportunidades de implementar sua tecnologia nas escolas da Positivo, bem como a comercialização de produtos complementares.

Detalhes sobre a Aquisição Positivo

Nos termos do acordo, a Arco irá adquirir a Positivo por R$ 1.650 bilhão em dinheiro, com 50% acordados no momento do fechamento. Os 50% restantes serão negociados em 5 anos. A aquisição foi aprovada pelos Conselhos de Administração da Arco e Positivo. A transação não está sujeita a votos de acionistas, mas está sujeita às condições habituais de fechamento, incluindo antitruste e outras aprovações regulatórias.

O Itaú BBA atuou como assessor financeiro exclusivo e Lobo de Rizzo atuou como consultor jurídico da Arco. O BTG Pactual atuou como assessor financeiro exclusivo e o Machado Meyer atuou como consultor jurídico do Positivo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here