Início Notícias Programa destina R$ 175 mil a mulheres empreendedoras de baixa renda

Programa destina R$ 175 mil a mulheres empreendedoras de baixa renda

Lançado pela ONG Visão Mundial, “Iniciativa Sementes” vai ajudar empreendedoras com cursos de capacitação e apoio financeiro

367
0
Mulheres recebem conteúdos relacionados a empreendedorismo, educação financeira e negócios. Aula inaugural do projeto (Foto: Divulgação / Visão Mundial)


A ONG Visão Mundial acaba de lançar um projeto para ajudar mulheres empreendedoras em regiões de baixa renda e de vulnerabilidade social. Chamado de Iniciativa Sementes, o projeto vai oferecer aulas de finanças, empreendedorismo e inovação, além de mentorias, para que elas desenvolvam suas ideias de negócios. Ao final de três meses, as participantes receberão um aporte em dinheiro para darem início a seus projetos. Ao todo, serão distribuídos R$175 mil.

Neste primeiro ano de atuação, o Iniciativa Sementes irá ajudar um total de 840 mulheres nas cidades de Fortaleza (CE), Mossoró (RN), Recife (PE), Rio de Janeiro (RJ), Roraima (RR) e Salvador (BA). Na capital roraimense, o foco serão mulheres migrantes e refugiadas da Venezuela que participam do projeto Ven, Tú Puedes – também da Visão Mundial.

As aulas serão iniciadas pelo módulo de educação financeira, em que as participantes irão aprender sobre poupança solidária e capital de giro, entre outros temas. Já no módulo de empreendedorismo, serão abordados conceitos de marketing, modelos de negócios, inovação e planejamento para empreendedores – com aulas tanto teóricas quanto práticas.

“A iniciativa da Visão Mundial visa contribuir com a modelagem e criação de novos negócios, oferecendo formação de qualidade para mulheres, com foco em suas realidades. Nosso objetivo é oferecer frameworks para discutir esses temas e fortalecer o empreendedorismo local”, explica Marcelo Meneses, Gerente de Projetos da Visão Mundial.

As aulas serão no modelo híbrido e, em cada cidade, poderá haver a colaboração de entidades parceiras. Em Fortaleza, por exemplo, as aulas serão dadas com apoio da Casa da Mulher Brasileira. Todos os módulos contarão também com temas transversais, como direitos da criança e do adolescente, empreendedorismo feminino, cultura de paz e saúde mental.

Ao final das aulas, as participantes do “Capital Semente” serão orientadas no processo de ideação e prototipação de novos negócios, por meio da metodologia Business Model Canvas. Em seguida, vão defender seus projetos em um pitch para os consultores e mentores do programa, recebendo ao final um capital para darem início em seus empreendimentos.

As turmas já estão formadas e as primeiras aulas começaram no fim de março.

Artigo anteriorBradesco patrocina Brasileirão Feminino 2022 no Sportv
Próximo artigoCampanha da Citroën para o C4 Cactus traz nova linguagem da marca para os consumidores
Editor Executivo do Portal CidadeMarketing.com.br > Mestre em Comunicação e Sociedade pela Universidade Federal de Sergipe. Possui MBA Executivo em Administração com ênfase em Marketing pela Fundação Getúlio Vargas - Rio de Janeiro. Consultor, Palestrante e Pesquisador sobre Empreendedorismo, Marketing, Redes Sociais e Negócios Digitais. Professor, Palestrante TedxTalks e Campus Party. Twitter: @ThalesBrandao

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui