Início Notícias Loterias arrecadam R$ 4,2 bilhões no 3T21; CAIXA atinge Lucro Líquido de...

Loterias arrecadam R$ 4,2 bilhões no 3T21; CAIXA atinge Lucro Líquido de R$ 14,1 bilhões no 9M21

Valores representam aumento de 87,4% e 69,7% respectivamente, comparado ao mesmo período do ano anterior

231
0

A CAIXA, o maior banco brasileiro em número de clientes, crédito, contas digitais e depósitos em poupança, anuncia o seu resultado consolidado do terceiro trimestre (3T21).

DESTAQUES DO PERÍODO:

  • CAIXA obtém melhor nota dentre as instituições financeiras estatais em Índice de Governança e Gestão Pública (iGG), pelo TCU;
  • Único banco da América do Sul com ESG Social positivo em “Relações com a comunidade, acesso social, preços acessíveis”, elevado de 2 para 4[+] pela Fitch Ratings;
  • Opinamento de auditoria anual de contas sem ressalvas, pela Controladoria Geral da União (CGU);
  • Qualidade de Gestão de Investimentos avaliada como Excelente, pela Fitch Ratings;
  • Único banco com a nota AAA em índice de força da marca, sendo a 3ª marca mais valiosa do Brasil pelo segundo ano consecutivo, pela Brand Finance;
  • R$ 527,2 bilhões em benefícios continuados e R$ 399,2 bilhões em benefícios emergenciais, totalizando R$ 926,4 bilhões pagos desde 2019;
  • CAIXA Florestas: Investimento de R$ 150 milhões por ano para projetos socioambientais;
  • Lucro Líquido de R$ 3,2 bilhões no 3T21, aumento de 69,7% sobre o 3T20;
  • Lucro Líquido de R$ 14,1 bilhões no 9M21, aumento de 87,4% sobre o 9M20;
  • Em 9 meses, a CAIXA atinge o 2º melhor lucro da históriamaior que todos os resultados anuais, exceto 2019;
  • Saldo de R$ 842,3 bilhões na carteira de crédito total, crescimento de 11,3% sobre o 3T20;
  • R$ 104,2 bilhões em contratação de crédito imobiliário, crescimento de 27,9% sobre o 9M20;
  • R$ 14 bilhões em contratação de crédito imobiliário (recursos SBPE e FGTS) em agosto de 2021, o mês com a maior contratação de crédito imobiliário da história da CAIXA;
  • Crescimento de 76,2% em contratações de crédito imobiliário SBPE em relação ao 9M20, totalizando R$ 61,6 bilhões;
  • Aumento de 80,1% no volume de contratações Agro, comparado ao 9M20, com R$ 10,3 bilhões contratados;
  • 39,2% de crescimento no saldo MPE em 12 meses, atingindo R$ 53 bilhões;
  • ROE contábil totalizou 19,8%, crescimento de 5,6 p.p. em 12 meses;
  • ROE recorrente totalizou 11,8%, crescimento de 1,1 p.p. em 12 meses;
  • Margem financeira de R$ 12,2 bilhões no 3T21, aumento de 27,8% sobre o 3T20;
  • Índice de Basileia de 20,8% no 3T21, com capital de nível 1 de 16,4%;
  • Economia de R$ 377 milhões no triênio 2019-2021, com a devolução de 152 imóveis administrativos até SET/21;
  • Projeção de redução de R$ 251,8 milhões com a renegociação em curso dos valores de aluguéis até setembro de 2021;
  • Devolução dos imóveis e renegociação dos aluguéis atualizados a Valor Presente Líquido (VPL) representa uma economia de R$ 10,4 bilhões, considerando a perpetuidade dos contratos;
  • Devolução dos imóveis atualizado a Valor Presente Líquido (VPL) representa uma economia de R$ 6 bilhões, considerando a perpetuidade dos contratos;
  • Renegociação dos aluguéis atualizado a Valor Presente Líquido (VPL) representa uma economia de R$ 4,4 bilhões, considerando a perpetuidade dos contratos.

MELHOR NOTA EM ÍNDICE DE GOVERNANÇA E GESTÃO PÚBLICA (IGG), PELO TCU

No ano de 2021, a CAIXA atingiu a melhor nota no índice integrado de governança e gestão (iGG) entre as instituições financeiras estatais. O índice foi desenvolvido pelo Tribunal de Contas da União (TCU) para avaliar os processos relacionados à gestão e a governança das instituições públicas e é composto pelos índices de: governança pública; gestão de pessoas; gestão de TI; e gestão de contratações.

Em 2021, 378 organizações participaram da avaliação, e a CAIXA alcançou a terceira melhor nota, subindo 36 posições em comparação a 2018. Em 2017, o banco obteve pontuação de 65%, alcançando a 29ª posição. No ano seguinte, ficou em 39º lugar. Nos anos de 2019 e 2020, a apuração não foi realizada pelo órgão.

Este é o melhor resultado da CAIXA desde que o índice começou a ser apurado e foi possível devido a mudança de posicionamento estratégico do banco, que teve como base a busca pela rentabilidade das operações, com foco na valorização da sociedade brasileira, melhores práticas de governança e integridade, fortalecendo a realização de negócios com os devidos controles.

*Obs: a presente classificação da CAIXA frente às demais organizações avaliadas se deu pela comparação das notas auferidas no iGG, não se configurando em ranking oficial do TCU.

ÚNICO BANCO DA AMÉRICA DO SUL COM O MAIOR RATING ESG SOCIAL ATRIBUÍDO EM “RELAÇÕES COM A COMUNIDADE, ACESSO SOCIAL, PREÇOS ACESSÍVEIS”, ELEVADO DE 2 PARA 4 [+], PELA FITCH RATINGS

A agência considera o forte papel social da CAIXA enquanto banco público e manutenção de uma posição dominante no mercado de crédito imobiliário de baixa renda. Esta é a maior nota atribuída aos bancos brasileiros no score social.

A CAIXA é o único banco da América do Sul com um ESG positivo de ‘Relações com a comunidade, acesso social, preços acessíveis’.

No entendimento da Fitch, o controle da CAIXA pelo Governo Federal apoia sua capacidade de atrair depósitos de varejo de baixo custo, enquanto seu papel de banco público garante a manutenção de uma posição dominante no mercado de crédito imobiliário de baixa renda. A Fitch entende que estes fatores fortalecem o perfil de crédito da CAIXA e considera a nota como uma influência moderada positiva.

Para a Fitch, a CAIXA desempenha um papel crucial na implementação de políticas governamentais de crédito para grupos de baixa renda, infraestrutura e a pequenas e médias empresas; e que a tradição da Instituição, o alcance geográfico, a estrutura disponível proporciona vantagens competitivas e apoiam a diversificação e estabilidade das receitas.

OPINAMENTO DE AUDITORIA ANUAL DE CONTAS SEM RESSALVAS, PELA CONTROLADORIA GERAL DA UNIÃO (CGU)

A CGU emitiu Certificado de Auditoria Anual de Contas regular para o exercício de 2019 e opinião sem ressalva sobre as contas relativas ao exercício de 2020.

As conclusões da CGU reforçam a melhora na governança desta gestão, comprometida com a transparência, ética e integridade, superando a certificação irregular no exercício de 2018.

ÚNICO BANCO COM A NOTA AAA EM ÍNDICE DE FORÇA DA MARCA, SENDO A 3ª MARCA MAIS VALIOSA DO BRASIL PELO 2º ANO CONSECUTIVO, PELA BRAND FINANCE

De acordo com os indicadores, a CAIXA apresenta a maior força da marca entre os bancos brasileiros.

O salto do valor da marca em comparação ao ano de 2018 é de 170%. Durante o período de 2020 a 2021, início da pandemia da COVID-19, as 50 principais marcas do Brasil registraram um aumento médio de 9% em seu valor, enquanto a marca da CAIXA cresceu 14,5%.

ATUAÇÃO COMO BANCO SOCIAL

Como principal agente operador dos programas sociais do Governo Federal, a CAIXA contribui ativamente para a erradicação da pobreza e para a melhoria da distribuição de renda da população brasileira.

Ao longo desta gestão*, foram pagos um volume superior a R$ 926 bilhões em benefícios sociais, sendo o montante de R$ 572,2 bilhões em benefícios continuados, a exemplo de Seguro Desemprego, Bolsa Família, Abono Salarial e outros, e R$ 399,2 bilhões em benefícios emergenciais como o Auxílio Emergencial, Benefício Emergencial de Manutenção do Emprego e Renda, Saque Emergencial do FGTS e outros.

*de 2019 a outubro de 2021.

LINHAS DE CRÉDITO E FUNDO ESG E PRINCIPAIS AÇÕES SOCIOAMBIENTAIS

Em participação na COP26[1], a CAIXA anunciou as principais ações ESG além de novidades no portfólio do banco voltadas a negócios sustentáveis, especialmente para incentivar a produção de energia limpa. São linhas de crédito para pessoas físicas, empresas e o setor do agronegócio, linhas específicas a projetos que promovam a utilização de energias renováveis, bem como a redução de insumos, resíduos e emissões de gases contra o efeito estufa.

  • Inovagro: Linha de crédito para propriedades rurais, com fomento para utilização de energias renováveis e destaque para placas fotovoltaicas;
  • ABC: Investimento para práticas que contribuam para redução de efeito estufa, além de melhoramento e manutenção de sistemas e geração de energia renovável;
  • Linha de crédito agrícola, destinada a médios produtores rurais, com objetivo de reduzir a emissão do efeito estufa;
  • Crédito Varejo Ecoeficiência: Aquisição de máquinas e equipamentos que reduzam a geração de resíduos e emissões, e aumentem a eficiência no uso de matérias-primas e insumos, em especial, água e energia, incentivando a Produção mais Limpa;
  • Linha de crédito destinada ao financiamento de Sistemas de Geração de Energia Elétrica Fotovoltaica e custos de instalação;
  • Lançamento do primeiro Fundo de Investimento ESG da CAIXA, com aplicação em ações de empresas nacionais ou estrangeiras que atendam os critérios da temática ESG negociados no Brasil, FIC FIA CAIXA ESG BDR Nível I;

Principais Ações Socioambientais

  • Programa CAIXA Florestas criado em MAI/21;
  • Recuperação de florestas, nascentes e unidades de conservação em todos os biomas, totalizando 3,5 milhões de hectares;
  • Destinação de R$ 150 milhões do lucro, por ano, para projetos socioambientais;
  • Plantio de 10 milhões de árvores nos próximos 5 anos;
  • Ações em curso preveem a neutralização de TODO carbono emitido na CAIXA até 2026;
  • Educação ambiental, promovendo o aculturamento às questões ambientais;
  • Geração de emprego e renda, com fomento das economias locais e emancipação das comunidades;
  • Apoio às comunidades vulneráveis, promovendo inserção social e econômica;
  • Relação homem – floresta: promoção do extrativismo consciente e do manejo responsável da terra.

As ações socioambientais são característica da CAIXA e aplicadas por esta gestão na estratégia.

A CAIXA, como o banco de todos os brasileiros, tem um papel fundamental na inclusão social e proteção ao meio ambiente e, por isso, investe em diversas ações de apoio ao desenvolvimento verde e valorização da sociedade brasileira.

ATUAÇÃO DA CAIXA PARA MITIGAÇÃO DOS IMPACTOS DO COVID-19

Auxílio Emergencial

Com a continuidade da pandemia de COVID-19 no 3T21, a CAIXA continua com a operacionalização do Auxílio Emergencial, sendo o agente pagador do programa, assim como no ano de 2020. Com a experiência adquirida no ano passado, o calendário foi organizado para que o atendimento ocorra de forma organizada e sem aglomeração.

No dia 05 de julho de 2021, foi publicado o Decreto nº 10.740, que prorroga o pagamento do Auxílio Emergencial 2021 por mais três parcelas aos beneficiários considerados elegíveis na MP nº 1.039.

O beneficiário continua tendo toda a comodidade de receber seu benefício por meio da Plataforma Digital da CAIXA, o CAIXA Tem, podendo realizar pagamentos e transferências, sem necessidade de se deslocar até uma agência.

No 3T21, pelo Auxílio Emergencial o montante de R$ 22,7 bilhões foi pago a 36 milhões de beneficiários, por meio de 96,6 milhões de parcelas. No acumulado de 2021, o volume total de R$ 49 bilhões foi creditado por meio de 210,7 milhões de pagamentos para 39,2 milhões de beneficiários.

Além do Auxílio Emergencial, a CAIXA é responsável pela operacionalização de diversos benefícios, programas sociais e ao trabalhador, que contribuem para a redução das desigualdades sociais e são essenciais para a manutenção da dignidade humana, principalmente em épocas afligidas pela emergência de saúde pública mundial relacionada ao novo coronavírus (COVID-19).

BEm 2021 – Benefício Emergencial de Manutenção do Emprego e Renda

No 3T21, o montante de R$ 2,4 bilhões em benefícios foi pago por meio de 2,9 milhões de pagamentos para 1,2 milhão de beneficiários. No acumulado de 2021, o montante total de R$ 4,4 bilhões foi creditado para 1,7 milhões de beneficiários por meio de 5,2 milhões de pagamentos.

Benefícios Sociais

No 3T21, a CAIXA pagou o montante de R$ 67,3 bilhões por meio de 139,6 milhões de parcelas de benefícios sociais. Esses valores contemplam os pagamentos dos programas Auxílio Emergencial, BEm, Bolsa Família, Seguro-Desemprego, Abono Salarial, benefícios previdenciários e demais programas federais, estaduais e municipais de transferência de renda.

No acumulado de 2021, o montante de R$ 194,2 bilhões foi distribuído diretamente à população brasileira por meio de 380 milhões de parcelas de benefícios sociais.

Plataforma Digital – CAIXA Tem

Atingindo o recorde de mais de 109 milhões de contas poupanças sociais digitais gratuitas abertas até o final de setembro de 2021, o App CAIXA Tem foi construído em tempo recorde (10 dias) e viabilizou o maior movimento de inclusão social, digital e financeira do Brasil, sendo utilizado para pagamento de todos os benefícios sociais. O App apresenta o menor consumo de dados do mercado e tem foco nos segmentos de renda básica, social e microempreendedor individual (MEI). Dentre as suas funcionalidades, estão o pagamento de boletos, contas, utilização de cartão de débito virtual e QR Code para fazer compras, e saque sem cartão.

No acumulado dos nove primeiros meses de 2021, foram realizadas 1,8 bilhão de transações eletrônicas e financeiras, além de 66,4 milhões de downloads do aplicativo, sendo que foram cadastrados 6,9 milhões de usuários com dispositivo vinculado no App CAIXA Tem.

Crédito à Micro, Pequena e Média Empresa – PRONAMPE e FAMPE

A CAIXA foi o primeiro banco a contratar o PRONAMPE, tendo 35,8% de market share do produto em volume de concessões. Apenas no 3T21 foram contratados R$ 6,7 bilhões, contemplando 87,5 mil empresas.

Com o objetivo de consolidar os pequenos negócios como agentes de sustentação, de transformação e de desenvolvimento da economia nacional, o novo limite, autorizado pelo Fundo Garantidor de Operações (FGO) subsidiado na Lei 14.161 de 2 de junho de 2021, vai auxiliar empreendedores e pequenas empresas que necessitam de crédito.

No 3T21, foram contratados R$ 937,9 milhões referente à linha de crédito amparada pelo Fundo de Aval para as Micro e Pequenas Empresas (FAMPE), beneficiando 12,5 mil empresas. No acumulado de 2021 foram R$ 3,7 bilhões em contratações e 49,6 mil empresas beneficiadas. Essa modalidade conta com o Crédito Assistido do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE), antes, durante e após a contratação.

Saque-Aniversário do FGTS

No 3T21, a operação de crédito para Antecipação do Saque Aniversário do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) resultou na contratação de R$ 2,2 bilhões, distribuídos em 1,4 milhão de operações. No acumulado de 2021, R$ 5,8 bilhões foram contratados em 3,5 milhões de operações.

Com a nova sistemática, deixa de ser necessário que os trabalhadores aguardem o mês de seu aniversário para terem acesso aos recursos. Para essa linha, que possibilita a antecipação dos benefícios dos próximos três anos, a CAIXA oferece uma das taxas mais baixas praticadas para pessoa física, de 1,49% a.m., e jornada 100% digital para maior comodidade do cliente do banco.

Empregados e Colaboradores

A CAIXA anunciou, ao todo, mais de 17,8 mil contratações de colaboradores, entre empregados, prestadores e estagiários. No 3T21, apenas com relação a empregados, foram admitidas 756 pessoas, totalizando 3.592 contratações no acumulado de 2021.

Foi realizado concurso público para contratação de 1.000 PcD em vagas distribuídas por todos o território nacional, o que fará com que a CAIXA tenha mais de 4,5 mil empregados PcD, superando a exigência legal de 5% do quadro funcional.

EFICIÊNCIA E REDUÇÃO DE CUSTO

Por meio da geração de lucros, a CAIXA, no 3T21, manteve a intenção de realizar novos pagamentos ao Tesouro Nacional, referentes aos Instrumentos Híbridos de Capital e Dívida (IHCD). Desde 2019, já foram pagos R$ 11,35 bilhões.

De janeiro de 2019 a setembro de 2021, o movimento de otimização de espaço devolveu 152 imóveis administrativos, em todas as regiões do país, e a previsão é de devolver mais 9 prédios administrativos até o final do ano, totalizando 161 edifícios devolvidos.

Estima-se uma economia no triênio 2019-2021 de R$ 377 milhões com o movimento de otimização de espaços e mais R$ 251,8 milhões com as renegociações de aluguéis, totalizando uma economia de R$ 628,8 milhões. Atualizando a Valor Presente Líquido (VPL), a economia com a devolução de prédios representa R$ 6 bilhões e, na renegociação de aluguéis, R$ 4,4 bilhões, totalizando R$ 10,4 bilhões, considerando a perpetuidade dos contratos.

RESULTADOS E INDICADORES DO 3T21

lucro líquido da CAIXA foi de R$ 3,2 bilhões no 3T21, 69,7% maior se comparado ao 3T20. Até setembro de 2021, totalizou R$ 14,1 bilhões, um aumento de 87,4% em relação ao mesmo período do ano anterior.

margem financeira alcançou R$ 12,2 bilhões no 3T21, aumento de 27,8% se comparado ao 3T20. O crescimento é decorrente principalmente dos aumentos de 15,2% nas receitas com operações de crédito e de 130,1% no resultado com operações de títulos e valores mobiliários.

No 3T21, as receitas provenientes das operações de crédito habitacionais totalizaram R$ 9 bilhões, aumento de 8,6% em relação ao 3T20. Essas receitas representam 49,9% do total das receitas de crédito. Destacam-se ainda nas receitas com operações de crédito os crescimentos de 90,7% em crédito comercial pessoa jurídica, de 89,5% em crédito ao agronegócio e de 24,1% em saneamento e infraestrutura.

As despesas de captação tiveram aumentos, em 12 meses, de 74,8% com CDB, 74,4% relacionados a depósitos judiciais e 40,8% com as operações de poupança. O comportamento dessas despesas é decorrente da alta dos juros.

Relativo às receitas de prestação de serviços, no 3T21, a CAIXA auferiu R$ 6 bilhões, aumento de 3,2% no trimestre, com destaque para o aumento de 87,1% nas receitas com produtos de seguridade, 16,5% com conta corrente e tarifas bancárias, 9,5% com fundos de investimentos e 2% com cartões de débito e crédito.

Índice de Basileia atingiu 20,8%, superior em 10,15 p.p. ao mínimo exigido de 10,625%. O índice de capital principal totalizou 16,1%, enquanto o de nível I 16,4%, mantendo-se acima do mínimo regulatório de 6,75% para o de capital principal, e 8,25% para o de capital nível I.

CARTEIRA DE CRÉDITO AMPLA TOTALIZA SALDO DE R$ 842,3 BILHÕES

A carteira de crédito ampliada encerrou o 3T21 com um saldo de R$ 842,3 bilhões, crescimento de 11,3% em relação a 3T20 e 3,2% em relação ao 2T21. Somente no 3T21, foram concedidos R$ 118,1 bilhões em crédito, aumento de 8,5% em relação ao 2T21.

Resultado da alta qualidade da carteira da CAIXA, a inadimplência fechou o 3T21 em 2,16%, redução de 0,30 p.p. em relação ao 2T21. A cobertura da provisão finalizou o trimestre em 205,5%. As operações da CAIXA são concentradas em operações de longo prazo, com garantias reais e com 92,2% das operações classificadas em níveis de riscos entre AA e C.

CONTRATAÇÃO DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO SBPE SOBE 76,2% NO ACUMULADO 9M21

A CAIXA é líder na concessão de financiamento para casa própria e alcançou, no 3T21, o saldo de R$ 542 bilhões. Somente no mês de agosto, foram R$ 14 bilhões em contratação (considerando recursos SBPE e FGTS), consolidando-se como o mês com a maior contratação de crédito imobiliário da história da CAIXA.

O banco segue como o maior financiador da casa própria no país, com 66,3% de participação no mercado. Esse resultado é fruto direto das ações dos últimos dois anos, que incluem as reduções de taxas, criação de produtos e implementação da jornada digital do financiamento.

No 3T21, cresceu 47,7% a contratação de crédito com recursos do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE) em comparação ao 3T20, totalizando R$ 24,2 bilhões. No acumulado do 9M21, cresceu 76,2%, totalizando R$ 61,6 bilhões.

Durante o terceiro trimestre de 2021, a CAIXA realizou 14,6 milhões de simulações e 265,1 mil avaliações de crédito imobiliário, e celebrou 92,5 mil novos contratos, beneficiando 656,4 mil brasileiros.

LOTERIAS ARRECADAM R$ 4,2 BILHÕES NO 3T21

No 3T21, as Loterias CAIXA arrecadaram R$ 4,2 bilhões, valor 4,1% maior que o apurado no 3T20. Desse valor, R$ 1,8 bilhão foi transferido aos programas sociais do Governo Federal nas áreas de seguridade social, esporte, cultura, segurança pública, educação e saúde.

[1] 26ª Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas

Artigo anteriorAracaju recebe Caravana Iluminada da Solar Coca-Cola nesta sexta-feira (19)
Próximo artigoNISSIN cria campanha que revela curiosidades sobre Cup Noodles®
Editor Executivo do Portal CidadeMarketing.com.br > Mestre em Comunicação e Sociedade pela Universidade Federal de Sergipe. Possui MBA Executivo em Administração com ênfase em Marketing pela Fundação Getúlio Vargas - Rio de Janeiro. Consultor, Palestrante e Pesquisador sobre Empreendedorismo, Marketing, Redes Sociais e Negócios Digitais. Professor, Palestrante TedxTalks e Campus Party.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui