Início Notícias Start-up 2 startups do Sergipe são selecionadas para o programa de desenvolvimento do...

2 startups do Sergipe são selecionadas para o programa de desenvolvimento do BID Lab e Cubo Itaú

Intitulado BID ao Cubo Diversidade, projeto selecionou 30 startups para mentorias, aceleração e conexões

277
0

O Cubo Itaú, mais relevante hub de fomento ao empreendedorismo tecnológico da América Latina, e o BID Lab, Laboratório de Inovação do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), apresentam as startups selecionadas para o BID ao Cubo Diversidade: Startups em Fase Inicial. O objetivo é preparar os fundadores de, aproximadamente, 30 startups das regiões Norte-Nordeste do Brasil a fim de promover a evolução de negócios em fase de ideação até a captação dos primeiros clientes e assim beneficiar o desenvolvimento dessas regiões e, por consequência, a sociedade e o ecossistema de inovação. Outro ponto importante é que o programa está voltado à diversidade e à inclusão das pluralidades, pessoas e negócios existentes nessas regiões.

No Sergipe, das 3 startups inscritas, duas foram selecionadas para participar do programa. A Veggin, plataforma que conecta bares, restaurantes e lanchonetes a pessoas vegetarianas, veganas e com restrições alimentares, e a Esla Learning, ferramenta que proporciona a crianças e jovens com altas habilidades ou super dotação um ambiente estimulador, são as representantes do estado que irão passar pela metodologia “Galápagos”, desenvolvida pelo grupo Darwin Startups.

Totalmente online, a iniciativa terá duração de cinco semanas. A capacitação será composta por quatro módulos principais: Diagnóstico 360०, Validação de Problema, Solução e MVP e Chegada ao mercado. Cada módulo terá dois encontros, sendo o primeiro no formato de Workshop e o segundo de Mentorias em grupo, totalizando oito encontros. Além disso, todas as etapas contam com facilitadores treinados e com expertise relevante para atender a jornada de todas as startups.

As startups deviam apresentar projetos inovadores, inclusivos e que gerem impacto social e/ou econômico para melhorar a vida das pessoas. O BID ao Cubo Diversidade: Startups em Fase Inicial também teve como requisito, diversidade em seu time fundador (fundadoras mulheres, pessoas negras, pessoas indígenas, pessoas da comunidade LGBTQIA+, pessoas com histórico de vulnerabilidade, PCD, entre outros).    

Artigo anteriorGreat Place to Work® Brasil revela as 150 Melhores Empresas para Trabalhar no Brasil
Próximo artigoBRF desembarca na Expo Dubai 2020
Editor Executivo do Portal CidadeMarketing.com.br > Mestre em Comunicação e Sociedade pela Universidade Federal de Sergipe. Possui MBA Executivo em Administração com ênfase em Marketing pela Fundação Getúlio Vargas - Rio de Janeiro. Consultor, Palestrante e Pesquisador sobre Empreendedorismo, Marketing, Redes Sociais e Negócios Digitais. Professor, Palestrante TedxTalks e Campus Party.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui