Início Notícias BRF aumenta em 20 vezes sua capacidade de análise preditiva para evitar...

BRF aumenta em 20 vezes sua capacidade de análise preditiva para evitar fraudes digitais

A expectativa da Companhia é de mitigar cerca de R$ 12,5 milhões em fraudes nos próximos dois anos, utilizando tecnologia de Big Data e Analytics criada pelo Centro de Excelência da Votorantim (CoE)

219
0
Divulgação

Para aprimorar seus processos internos e evitar fraudes digitais, a área de Compliance da BRF, uma das maiores companhias de alimentos do mundo, investirá R$ 1,5 milhão até 2023 no Sykn, Software as a Service (SaaS), criado pelo Centro de Excelência (CoE) da Votorantim, que tem como objetivo criar abordagens preventivas e analisar cenários de risco. Em operação desde agosto, o sistema possui uma capacidade 20 vezes maior para analisar dados, agilizando a identificação de irregularidades. Com isso, a BRF espera mitigar cerca de R$ 12,5 milhões em fraudes nos próximos dois anos. Esse investimento é parte dos R$ 700 milhões que serão direcionados para iniciativas de transformação digital da Companhia até 2025.

Segundo Reynaldo Goto, diretor de Compliance da BRF, a tecnologia é fundamental para deixar a operação cada vez mais eficiente, combinando inteligência, velocidade e capacidade analítica. O software cria, em média, 22 mil alertas mensalmente, considerando oito cenários e analisando mais de 2 mil fornecedores. “Com o porte e o volume de negócios da BRF, a ferramenta nos ajuda, por exemplo, a criar cenários para cerca de 200 mil transações diárias de pagamento da Companhia, cruzando cada CNPJ com listas restritivas públicas. Ao encontrar irregularidades, o sistema cria um alerta para que possamos atuar de forma precisa e preventiva”, afirma.

“O produto foi criado primeiramente para atender os nossos clientes internos, mas dado o retorno financeiro obtido, o Centro de Excelência decidiu oferecer a plataforma para o mercado. O Sykn é uma solução abrangente que pode ser utilizada em diversas frentes e propósitos, com foco no fortalecimento do ambiente de controles e redução de perdas operacionais nos processos de negócios das empresas. No caso da BRF, apoiamos a área de Compliance na agilidade de suas análises e tomada de decisões relativas as operações transacionais que podem oferecer riscos para a BRF”, explica Irineu Camanho, do Centro de Excelência Votorantim.

Nos últimos anos, a empresa tem realizado importantes ações e melhorias voltadas para controles de risco e fraudes digitais, em âmbitos nacional e internacional. Os investimentos foram concentrados, principalmente, na automatização de processos e controles transacionais, desenvolvimento de treinamentos e capacitação do time de Compliance e na contratação de novas ferramentas. Como resultado dessa evolução, entre 2019 e 2021, o controle de risco aumentou em 24% ano a ano e foi possível mitigar mais de R$ 39 milhões em fraudes. 

“Implantar o Sykn foi uma das iniciativas que contribuíram para que tenhamos cada vez mais assertividade e agilidade na tomada de decisões que envolvem alto grau de risco à Companhia, em diversas frentes, melhorando cada vez mais os processos de Governança”, conclui Goto.

Artigo anteriorArcor promove Invasão Tortuguita com conceito “Tá ON! Tá dominado!”
Próximo artigoSebrae lança XI Edição do Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor
Editor Executivo do Portal CidadeMarketing.com.br > Mestre em Comunicação e Sociedade pela Universidade Federal de Sergipe. Possui MBA Executivo em Administração com ênfase em Marketing pela Fundação Getúlio Vargas - Rio de Janeiro. Consultor, Palestrante e Pesquisador sobre Empreendedorismo, Marketing, Redes Sociais e Negócios Digitais. Professor, Palestrante TedxTalks e Campus Party.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui