Início Notícias Para comemorar 4 anos, Buser fecha contrato de patrocínio com Cruzeiro e...

Para comemorar 4 anos, Buser fecha contrato de patrocínio com Cruzeiro e Atlético

Startup mineira fechou contrato com Cruzeiro e Atlético e terá logomarca estampada nas camisetas

342
0
Divulgação

Líder na intermediação de viagens rodoviárias no Brasil, a Buser completou 4 anos em julho com um anúncio que fez vibrar as duas maiores torcidas de futebol de Minas Gerais. Na sexta-feira (16/7), a startup mineira assinou contratos de patrocínio com o Atlético e o Cruzeiro.

Pelos próximos 12 meses, a logomarca da empresa estará estampada nas camisetas do Galo e da Raposa. “Nossa paixão pelas estradas é tão grande quanto o amor pelo futebol. Nossa luta pela liberdade de escolha e pela democratização das viagens é tão forte quanto o grito das torcidas”, ressalta o cruzeirense Marcelo Abritta, CEO da Buser e fundador da startup, ao lado do atleticano Marcelo Vasconcellos. “Nada mais justo do que unir essas paixões, impulsionando a Raposa e do Galo para muitas conquistas e incentivando as torcidas”, completa Abritta.

Além do golaço em Minas, a Buser segue com estilo arrojado e confiante na retomada do turismo com o controle gradual da epidemia. Com quase 4 milhões de passageiros cadastrados em todo o Brasil, a empresa quer chegar ainda mais longe. Presente em 24 estados, a plataforma de mobilidade planeja expandir as operações criando 10 mil trechos e conectando 1.000 cidades até o fim de 2021, sendo 400 no modelo de fretamento e 800 no modelo de marketplace. A ideia é conectar uma em cada cinco cidades do País na virada para o ano que vem.

Esse crescimento está ancorado no aporte concluído em junho. Na rodada série C, liderada pelo fundo de impacto social LGT Lightrock, a Buser levantou R$ 700 milhões. No ciclo dos próximos dois anos, irá investir R$ 1 bilhão no País, recursos usados principalmente no processo de expansão. A expectativa, em termos de receita (ou GMV, a métrica usada pelas startups), é crescer 10 vezes até o final de 2022.

“Apesar de todo o cuidado com a retomada do turismo, pois sabemos que tudo depende da vacinação em massa, estamos animados com o que vem por aí. Junho foi o quarto melhor mês da história da Buser, inclusive com um fluxo de caixa positivo. Estamos nos preparando para que a operação atenda a maior parte dos desejos dos brasileiros, e as pessoas consigam viajar com segurança e preço baixo”, afirma Abritta.

“Batalha de rotas”

Para escolher as cidades prioritárias na expansão, a Buser considera uma série de fatores, como demanda reprimida por região e estudos de viabilidade. Dessa vez, a startup usou também as redes sociais para ajudar neste processo. Ao criar uma ação batizada de “Batalha de Rotas”, a empresa pediu ajuda às centenas de milhares de seguidores na internet. Entre uma lista de destinos pré-selecionados, as pessoas podem escolher as próximas rotas a serem lançadas pela Buser, no modelo de fretamento colaborativo.

Na primeira etapa foram escolhidas as algumas rotas que já estão em operação, como: Macaé – Rio de Janeiro, Sorocaba – São Paulo, e Sete Lagoas – Belo Horizonte. As duas últimas, contavam com centenas de reservas apenas quatro dias depois de serem lançadas. A batalha nas redes sociais da Buser continua: outras seis rotas estão em votação, das quais os internautas escolherão mais três novas conexões.

A empresa também está estreando operação no Piauí, além de abrir várias outras rotas de movimento no Sul e Sudeste do Brasil, como Atibaia – São Paulo; Bragança Paulista – São Paulo; Joinville – Florianópolis; Blumenau – Florianópolis; Itajaí – Florianópolis – Balneário Camboriú – Florianópolis; Blumenau – Joinville; Belo Horizonte – Ouro Preto; Rio das Ostras – Rio de Janeiro e Goiânia – Brasília.

Além das rotas

O crescimento da Buser passa pelo lançamento de novas rotas, o que envolve vários outros itens, como instalação de pontos de embarque e desembarque, além de procedimentos de segurança e educação aos futuros usuários. Mas também inclui alto investimento em novos negócios.

Famosa por conectar viajantes a empresas pequenas e médias de transporte rodoviário de passageiros, no formato de fretamento colaborativo (no qual os viajantes dividem a conta final do frete), a plataforma passou a focar na ampliação de seu portfólio de serviços, entrando em novos segmentos, como marketplace de passagens em parceria com grandes companhias e também no transporte de cargas, com o serviço Buser Encomendas. 

Artigo anteriorCAOA elege os melhores fornecedores da marca
Próximo artigoPandemia: Colômbia foi o país onde as pessoas passaram maior tempo em casa com a família, aponta pesquisa Kantar
Editor Executivo do Portal CidadeMarketing.com.br > Mestre em Comunicação e Sociedade pela Universidade Federal de Sergipe. Possui MBA Executivo em Administração com ênfase em Marketing pela Fundação Getúlio Vargas - Rio de Janeiro. Consultor, Palestrante e Pesquisador sobre Empreendedorismo, Marketing, Redes Sociais e Negócios Digitais. Professor, Palestrante TedxTalks e Campus Party.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui