Início Notícias Marcas Rubens Menin compra a Rádio Itatiaia

Rubens Menin compra a Rádio Itatiaia

Empresário mineiro passa a deter 100% da emissora, até então comandada por Emanuel Carneiro

336
0

O empresário Rubens Menin comunicou nesta quinta-feira (13) a aquisição de 100% da Rádio Itatiaia, fundada em 1952 e comandada por Emanuel Carneiro desde 1994. A venda da emissora já estava nos planos do radialista, que se diz lisonjeado por transferi-la a um mineiro de coração e origem, comprometido com a missão de perpetuar este legado de 70 anos. “Menin está determinado a dar continuidade ao jornalismo ético, que valoriza o esporte e dá voz para a sociedade”, disse Carneiro, que segue nas funções de apresentador e comentarista. Já Menin conta que a oportunidade de contribuir para a manutenção de um patrimônio tão valioso para o estado de Minas foi determinante para a aquisição. “É um orgulho seguir a missão da família Carneiro de engajar Minas Gerais e o Brasil por meio de um jornalismo sério e de qualidade”, declarou. 

Para Menin, todos os valores e atributos responsáveis por posicionar a Rádio Itatiaia ao lado das emissoras radiofônicas mais relevantes do país, tornando-a referência em jornalismo, no esporte e como prestadora de serviços à sociedade, serão mantidos e somados aos parâmetros de governança corporativa, que são marcas do empresário. Para ele, a aquisição tende a ampliar ainda mais a potência e abrangência da emissora, que conta com a audiência de 900 mil ouvintes por dia e, nos últimos anos, conquistou espaço expressivo também no ambiente digital, ultrapassando a marca de um milhão de seguidores apenas no Twitter. Ainda segundo o empresário, um comitê de transição está sendo estruturado para que o processo seja o mais transparente e colaborativo possível, com base na escuta e respeito aos colaboradores, jornalistas da casa e parceiros.

Com 100% de participação na CNN Brasil, Menin esclarece que não existe qualquer relação entre a emissora de TV e a rádio Itatiaia, que, por sua vez, continuará prezando por um jornalismo ético e imparcial. “A rádio se tornou conhecida por dar voz aos ouvintes e cumprir um papel fundamental na construção de uma sociedade mais justa e digna. É com este propósito que vamos seguir”, disse. A grade de programação, bem como as equipes permanecerão inalteradas.

Artigo anteriorLucro líquido do Banrisul atinge R$ 278,9 milhões no primeiro trimestre deste ano
Próximo artigoUnindo moda, cultura e dança, Havaianas lança através do TikTok uma campanha para comunicar seu portfólio completo
Editor Executivo do Portal CidadeMarketing.com.br > Mestre em Comunicação e Sociedade pela Universidade Federal de Sergipe. Possui MBA Executivo em Administração com ênfase em Marketing pela Fundação Getúlio Vargas - Rio de Janeiro. Consultor, Palestrante e Pesquisador sobre Empreendedorismo, Marketing, Redes Sociais e Negócios Digitais. Professor, Palestrante TedxTalks e Campus Party.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui