Início Notícias Após prejuízo líquido de R$ 33,1 milhões no quarto trimestre de 2020,...

Após prejuízo líquido de R$ 33,1 milhões no quarto trimestre de 2020, ações da Ânima Educação despencam 4,87%

A evasão somou 5,4mil alunos, comparado a 3,9mil no 4T19, o que representa uma taxa de evasão (evasão/base inicial) de 4,8% ante 3,7% no 4T19.

340
0
Reprodução/Relatório

A Ânima Educação (ANIM3) encerrou o quarto trimestre de 2020 apontando prejuízo líquido de R$ 33,1 milhões, acima do prejuízo de R$ 28,3 milhões do mesmo período de 2019 (-R$154,5 milhões, ante -R$126,3 milhões em 2019), conforme relatório encaminhado ao mercado nesta quarta-feira, 18/03. O impacto no mercado financeiro fez as ações da companhia (ANIM3) despencarem 4,87%.

De acordo com o relatório apresenta à CVM, no acumulado do ano obteve crescimento no seu prejuízo que era de R$ 9,6 milhões, passando para R$ 41,1 milhões (entre janeiro e dezembro de 2020). No tocante a endividamento líquido, a Ânima registrou um total de empréstimos e financiamentos na ordem de R$ 653,0 milhões.

A marca encerrou o ano de 2020 com uma base média consolidada de 119,4 mil alunos. Esse número é composto por 101,2 mil alunos na graduação, 3,5 mil alunos na pós-graduação, 0,4 mil alunos no EAD, 1,1 mil alunos no ensino
básico e técnico, e 12,9 mil alunos na IES que foram adquiridas em 2019 e 2020, AGES, Unicuritiba, Faseh e UniFG. As aquisições garantiram um ganho de escala na média do ano para a marca Ânima Educação.

A evasão somou 5,4mil alunos, comparado a 3,9mil no 4T19, o que representa uma taxa de evasão (evasão/base inicial) de 4,8% ante 3,7% no 4T19.

Excluindo as aquisições e em um cenário de pandemia, a base média de alunos no ano de 2020 ficou praticamente em linha com o ano anterior, finalizando o exercício com queda de 1,0%. Para a marca o resultado foi bom. Como conquista a marca comemora o investimento digital realizado no ano de 2020, tendo 47,3 mil novos alunos que ingressaram nos nossos cursos de graduação, sendo a maior parte do processo de captação feita por meio exclusivamente digital.

No Nordeste, a marca adquiriu empresas educacionais (UNIGES – com 5.600 alunos e UniFG) e ao mesmo tempo demitiu vários professores e colaboradores administrativos.

A Ânima Educação ainda aguarda aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) para a finalização da aquisição dos ativos da norte-americana Laureate no Brasil em meados de abril.

Diante do prejuízo registrando não serão distribuídos dividendos para os acionistas neste exercício.

Confira os dados da Ânima Educação no 4T20:

Artigo anteriorDesempenho das vendas na Páscoa depende do e-commerce e retomada do auxílio emergencial, aponta Kantar
Próximo artigoVivo e Itaú Unibanco criam cartão exclusivo para clientes com parcelamento longo e cashback
Editor Executivo do Portal CidadeMarketing.com.br > Mestre em Comunicação e Sociedade pela Universidade Federal de Sergipe. Possui MBA Executivo em Administração com ênfase em Marketing pela Fundação Getúlio Vargas - Rio de Janeiro. Consultor, Palestrante e Pesquisador sobre Empreendedorismo, Marketing, Redes Sociais e Negócios Digitais. Professor, Palestrante TedxTalks e Campus Party.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui