Início Notícias Colectiva: inspiração, coaching e liderança entre mulheres

Colectiva: inspiração, coaching e liderança entre mulheres

O programa de mentoria da TBWA na América Latina reuniu 30 mulheres de mais de dez mercados da região e se tornou uma forte ferramenta de fidelização e retenção de talentos

261
0

TBWA lançou o programa Colectiva na América Latina com o objetivo de construir uma comunidade forte e duradoura de mulheres na região. Trata-se de um programa de desenvolvimento dentro da rede que busca fortalecer o pipeline de lideranças femininas na região por meio de treinamentos de coaching e liderança. 

Fiel à ideia de que “por trás de cada mulher de sucesso existe uma tribo de outras mulheres de sucesso que a apoiam”, a Colectiva nasceu numa época inusitada: 2020, um ano em que, devido à covid-19, os avanços das mulheres em relação à igualdade de gênero corriam o risco de retroceder um quarto de século, segundo dados da ONU Mulheres.  

Embora a pandemia tenha mudado alguns planos, não alterou a essência do projeto: ser um programa de coaching, liderança e mentoria, de mulheres para mulheres, no qual desenvolvimento profissional e sororidade tornaram-se palavras-chave. Uma experiência que, além de inspirar, foi transformadora, proporcionando às participantes motivação, autoconhecimento, confiança e senso de comunidade para enfrentar as situações cotidianas dentro do âmbito profissional – e pessoal –, sabendo que, por trás de cada uma, existe um grupo de mulheres passando por experiências similares.  

Na primeira edição, o Colectiva contou com a participação de 30 mulheres de dez mercados diferentes e foi desenvolvido em três níveis. O nível 1 foi formado pelas líderes dos mercados, que atuaram como mentoras do nível 2 e organizadoras das Colectiva Sessions. O centro dessas iniciativas foi o nível 2, composto por diretoras da rede na região. Esse nível ficou responsável pela mentoria das Rising Stars, que também puderam participar como ouvintes nas Colectiva Sessions.   

Um dos aspectos mais interessantes do programa é que ele foi projetado para que as próprias participantes o gerenciassem. Elas se orientam mutuamente, organizam as reuniões mensais de liderança e, no fim do ano, repensam o programa para o ano seguinte.  

“Como costumamos dizer, o Colectiva é um programa feito coletivamente, por e para as mulheres da América Latina. Nosso papel, na TBWA, está mais próximo da curadoria do que da gestão. Lançamos o programa em março do ano passado e foi um grande sucesso. Um valioso espaço para as Colectivas e uma poderosa ferramenta de treinamento, retenção e participação de talentos. Nós o anunciamos após o término do primeiro ano porque queríamos mostrar um ano de resultados, não de promessas”, disse Damasia Merbilhaa, VP de Growth & Operations na América Latina. 

Entre as oradoras que participaram das reuniões mensais, vale destacar Pilar Dufour, CEO da TBWA Peru e a primeira CEO mulher da rede na região da América Latina; Robin Shapiro, CEO da TBWA\WorldHealth; Alison Chadwick, Executive Coach; Michelle Romo, VP de Marketing e Comunicação da MasterCard México e América Central; Danielle Mattos, cofundadora do “Indique Uma Preta” (Reffer Black Woman); Lola Muro e Xis Sanchez, de direção e produção audiovisual. 

A experiência da primeira geração de Colectivas 

As diversas palestras realizadas durante o primeiro ano do Colectiva refletiram histórias de mulheres de sucesso, sem deixar de lado as barreiras e os desafios, mas com foco na capacidade de se concentrar nas próprias forças e confiar em si.  

Para Camila Nakagawa, diretora executiva de operações, negócios e comunicação da iD\TBWA, uma das mentoras do projeto, “foi maravilhoso ter a oportunidade de trocar experiências com tantas mulheres talentosas. É dura a realidade de que os desafios de ser mulher no nosso mercado são os mesmos em todo o continente. Por outro lado, foi revigorante ter a certeza de que existem muitas mulheres incríveis trabalhando para que essa realidade mude. Um processo de mentoria é sempre muito valioso, mas ter a oportunidade de ser mentora em um programa tão abrangente e tão bem planejado pelo Grupo TBWA, foi especialmente rico.” 

Elise Passamani, chief culture & operations officer, também mentora: “Fazer parte do primeiro programa de desenvolvimento de lideranças femininas da América Latina como mentora, foi desafiador e transformador. Contribuir para o desenvolvimento de mulheres da nossa rede TBWA, ajudá-las a potencializar suas capacidades e abrir caminhos, apoiando-as e incentivando-as para que possam dar os proxímos passos em suas carreiras, foi recompensador, assim como é fazer parte de uma rede em que o maior ativo, são, na prática, as pessoas.  Vida longa ao Colectiva e suas oportunidades”, finaliza. 

Próximos passos 

Com relação ao futuro, entre os planos do Colectiva está o lançamento de versões locais nos mercados da região e a geração de um sólido banco de dados de mulheres dentro do setor na América Latina, permitindo a busca de novos talentos para determinados cargos de liderança.   Além disso, o programa pretende explorar oportunidades de associação com outras agências, anunciantes e redes de profissionais para reproduzir e exponenciar os resultados em outros grupos, tendo em vista que a igualdade de gênero não é uma batalha individual, mas comunitária. 

Artigo anteriorBR Mania lança ofertas exclusivas para comemorar o Dia do Consumidor
Próximo artigoGOL Linhas Aéreas: Alteração nos voos entre 1º a 30 de abril de 2021
Editor Executivo do Portal CidadeMarketing.com.br > Mestre em Comunicação e Sociedade pela Universidade Federal de Sergipe. Possui MBA Executivo em Administração com ênfase em Marketing pela Fundação Getúlio Vargas - Rio de Janeiro. Consultor, Palestrante e Pesquisador sobre Empreendedorismo, Marketing, Redes Sociais e Negócios Digitais. Professor, Palestrante TedxTalks e Campus Party.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui