Início Notícias CVC comunica fato relevante sobre indícios de erros em balanço de 2015...

CVC comunica fato relevante sobre indícios de erros em balanço de 2015 a 2019; Ações despencam

521
0

Os papéis ordinários da CVC (CVCB3) despencam no pregão desta segunda-feira, 2/3, após a empresa informar que, no processo de construção do seu demonstrativo financeiro de 2019, constatou indícios de erros na contabilização de valores transferidos aos fornecedores de serviços de turismo referentes às receitas próprias de tais fornecedores. A CVC Operadora, que divulga seu balanço de 2019 no próximo dia 12 ao lado das demais empresas da CVC Corp, emitiu fato relevante na sexta-feira passada, informando ter encontrado indícios de erros nos balanços de 2015 a 2019, em um possível impacto de R$ 250 milhões. 

Às 16h15, as ações ON da companhia caíam 12,48% na bolsa brasileira.

Confira abaixo o comunicado na íntegra do fato relevante, assinado por Maurício Teles Montilha, diretor executivo de Finanças e de Relações com Investidores.

FATO RELEVANTE
A CVC Brasil Operadora e Agência de Viagens S.A. (“Companhia”), em cumprimento ao disposto no artigo 157, § 4°, da Lei n° 6.404, de 15 de dezembro de 1976 (Lei das S.A.) e na regulamentação da Comissão de Valores Mobiliários (“CVM”), em especial na Instrução da CVM n.º 358, de 3 de janeiro de 2002, vem informar aos seus acionistas e ao mercado em geral o quanto segue:

1. No âmbito do processo de preparação de suas demonstrações financeiras relativas ao exercício social de 2019, a Companhia constatou, em uma avaliação preliminar, indícios de erros na contabilização de valores transferidos aos fornecedores de serviços turísticos referentes às receitas próprias de tais fornecedores.

2. Caso venham a ser confirmados, esses erros poderão ensejar a necessidade de ajustes contábeis significativos nos resultados reportados pela Companhia. Em uma avaliação preliminar, estima-se que o impacto potencial acumulado dos referidos ajustes na receita líquida de vendas da Companhia seja da ordem de R$250 milhões, considerando os exercícios sociais de 2015 a 2019, equivalente a aproximadamente 0,5% das reservas totais e 4% da receita líquida da Companhia no período acumulado até 30 de setembro de 2019.

3. Os referidos ajustes contábeis, caso efetivados, não terão impacto sobre a geração e os saldos de caixa reportados nas demonstrações financeiras, uma vez que (i) o capital de giro reportado no período seria diminuído no mesmo montante; e (ii) os valores foram devidamente transferidos aos fornecedores.

4. Os indícios dizem respeito a erros na contabilização de ajustes relacionados à diferença entre (i) os valores provisionados no momento da contratação dos serviços turísticos, para posterior transferência aos fornecedores dos referidos serviços; e (ii) os valores efetivamente transferidos a tais fornecedores após a realização das viagens contratadas.

5. Em linha com as melhores práticas de governança corporativa, o Conselho de Administração da Companhia, em reunião extraordinária realizada nesta data, determinou que seja realizada uma apuração independente em relação ao tema, a ser conduzida pelo Comitê de Auditoria.

6. Com o objetivo de assegurar a qualidade, a integridade e a independência do processo, o Conselho de Administração também determinou que, nessa apuração, o Comitê de Auditoria (i) será assessorado por consultores independentes e especializados em processos de apuração dessa natureza; e (ii) terá a participação, ad hoc, do Sr. Fernando Fontes Iunes, profissional com reconhecida experiência e ampla expertise em governança corporativa, mercado de capitais e contabilidade societária, na qualidade de membro externo e independente, até a conclusão da apuração. Ao final da apuração, o Comitê de Auditoria deverá apresentar suas conclusões diretamente ao Conselho de Administração, para que este possa deliberar quanto às medidas cabíveis.

7. A Companhia informa que está trabalhando na elaboração das demonstrações financeiras referentes ao exercício social de 2019 e junto aos seus auditores independentes de maneira a apresentá-las no prazo regulamentar, inclusive no que se refere a impactos em demonstrações financeiras de exercícios anteriores e relatórios dos auditores independentes.

Santo André, 28 de fevereiro de 2020
CVC BRASIL OPERADORA E AGÊNCIA DE VIAGENS S.A.

Maurício Teles Montilha
Diretor Executivo de Finanças e de Relações com Investidores”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui