Início Notícias JBS tem as melhores práticas de combate ao desmatamento na América do...

JBS tem as melhores práticas de combate ao desmatamento na América do Sul, aponta estudo

Levantamento anual da organização internacional CDP aponta a JBS com o melhor desempenho do setor

821
0
Divulgação

A CDP – Carbon Disclosure Project –, maior e mais respeitada plataforma internacional de informações corporativas de sustentabilidade, que avalia políticas socioambientais entre empresas de capital aberto, acaba de divulgar levantamento CDP Floresta, que reconhece as políticas e práticas da JBS no combate ao desmatamento.  Neste ano, a Companhia obteve o melhor desempenho entre as empresas da América do Sul e figura entre as dez melhores do mundo. Para tanto, foram considerados os avanços em ações relacionadas à política de compra de gado responsável e critérios socioambientais aplicados aos seus fornecedores, entre outros fatores.

“Há mais de 10 anos, a JBS vem investindo fortemente em ações concretas em toda a cadeia de valor. Merece destaque o sistema de monitoramento de fornecedores, que contempla a verificação de uma área superior a 45 milhões de hectares – o equivalente a monitorarmos uma área superior ao território da Alemanha, por exemplo”, ressalta Márcio Nappo, diretor de Sustentabilidade da JBS. “Buscamos a origem da matéria-prima junto a mais de 95 mil produtores em diversos estados do Brasil”, completa o executivo.

As operações de compra de gado da JBS também são auditadas anualmente, de forma independente, e os resultados das auditorias são publicados no site da Companhia, garantindo transparência a todo o processo. Em 2019, a empresa norueguesa DNV-GL, referência internacional em auditorias socioambientais, atestou 100% de conformidade nas aquisições de gado realizadas pela JBS, na região amazônica, no ano de 2018.

“O CDP parabeniza todas empresas que já entenderam o tamanho do seu impacto e estão dispostas a percorrer o caminho da transparência e sustentabilidade ambiental. O setor privado, e especificamente o do agronegócio, tem um papel vital a desempenhar nesse momento, no qual a emergência climática é um consenso entre os maiores cientistas climáticos e já se pode sentir os efeitos na economia e em nosso dia a dia. A escala dos riscos comerciais do desmatamento e da insegurança hídrica é ampla – assim como as oportunidades de enfrentá-los.  Precisamos agir juntos, enfrentando os riscos ambientais e nos preparando para uma nova economia voltada tanto para as pessoas quanto para o planeta.”, diz Lauro Marins, diretor executivo do CDP Latin America

O CDP Florestas avalia anualmente as principais commodities agrícolas globais – gado, soja, óleo de palma e produtos florestais. Mais de 500 empresas, de todo o mundo, reportaram informações à plataforma de acompanhamento do CDP em 2019.

“O reconhecimento do CPD comprova que seguimos avançando com nossas políticas e estratégias de sustentabilidade no combate ao desmatamento na cadeia de fornecedores de gado. Além do destaque no CDP Florestas, a JBS conquistou posição de destaque também no relatório do CDP Água, e está entre as nove melhores empresas avaliadas na América do Sul quanto à gestão e mitigação aos riscos hídricos”, explica Nappo.

Veja estudo completo no site do CDP: www.cdp.net

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui