Início Notícias Carnaval: Tributos sobre o preço da caipirinha chegam a 76% do valor...

Carnaval: Tributos sobre o preço da caipirinha chegam a 76% do valor do produto, enquanto o chopinho recolhe 62%

283
0
Divulgação

Enquanto boa parte dos brasileiros dá uma pausa para curtir o Carnaval, os impostos continuam a ser cobrados, e a bolada para o governo pode até aumentar. É o que aponta levantamento encomendado pela Associação Comercial de São Paulo (ACSP) ao Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT)

 “Temos alguns produtos considerados supérfluos – com tributação elevada -, mas que no carnaval não podem faltar na cesta do folião, como bebida alcoólica. Costumo dizer que quanto mais o cidadão bebe, maior é o porre do governo em termos de arrecadação”, afirma Marcel Solimeo, economista da ACSP.

A tributação sobre bebida alcoólica está entre as mais elevadas. Quem compra uma caipirinha paga 76% do valor total em impostos federais, estaduais e municipais. A cerveja tem 42% de tributos embutidos no preço final e o chopinho, 62%. “A ressaca do consumidor também é no bolso”, diz Solimeo.

Mesmo quem não bebe acaba contribuindo com a folia arrecadatória. O refrigerante tem alíquota de 42% em tributos e a máscara de plástico, quase 44%. “Se fizer as contas, o samba pode atravessar”, diz Solimeo.

Para pensar após o Carnaval

Para o economista, os mais pobres são os que sofrem em demasia com a carga tributária sobre os bens de consumo: “gastam todo seu dinheiro nos produtos básicos para a sobrevivência.”

Na outra ponta, a camada mais rica gasta a maior parte do seu dinheiro em investimentos financeiros, que são pouco tributados em comparação aos bens de consumo. “E este é um fator que precisa ser trabalhado pelo governo através de uma Reforma Fiscal”, afirma Solimeo.

De acordo com o economista, quando o governo gasta errado ou mais do que deve, a sociedade é quem paga, seja com inflação, altas taxas de juros ou aumento da dívida pública.

“Mas se você pensar nos impostos e nas contas, acaba não aproveitando o Carnaval. Tudo tem seu tempo e sua hora”, alerta Solimeo. “Então, depois das festas, a discussão será as eleições municipais. E não só para prefeito, mas também para os vereadores que irão compor a zeladoria das cidades. Eles serão os responsáveis por decidir como os nossos impostos serão gastos”, completa o economista.

Confira a carga tributária sobre cada produto:

ACSP aponta produtos de Carnaval que mais têm impostos – Impostômetro

PRODUTOS DO CARNAVALPISCOFINSICMSIPIISSOUTROSTOTAL
caipirinha1,65%7,60%25%35% 7,41%76,66%
chope1,65%7,60%22%20% 10,95%62,20%
cerveja (lata ou garrafa)1,65%7,60%22%6% 18,35%55,60%
refrigerante em garrafa1,65%7,60%18%4% 15,22%46,47%
colar havaiano1,65%7,60%18%10% 8,71%45,96%
spray de espuma1,65%7,60%18%15% 3,69%45,94%
refrigerante em lata1,65%7,60%18%4% 13,30%44,55%
óculos de sol1,65%7,60%18%15% 1,93%44,18%
máscara de plástico1,65%7,60%18%12% 4,68%43,93%
confete/serpentina1,65%7,60%25%5% 4,58%43,83%
máscara de lantejoulas1,65%7,60%18%12% 3,46%42,71%
biquíni1,65%7,60%18%0 14,94%42,19%
protetor solar1,65%7,60%25%0 7,49%41,74%
cavaquinho1,65%7,60%18%0 11,08%38,33%
bateria1,65%7,60%18%2% 9,05%38,30%
sorvete (massa ou picolé)1,65%7,60%18%5% 5,73%37,98%
pandeiro1,65%7,60%18%2% 8,58%37,83%
guarda-sol1,65%7,60%18%5% 4,89%37,14%
amendoim1,65%7,60%18%0% 9,29%36,54%
fantasia – roupa tecido1,65%7,60%18%0 9,16%36,41%
pacote de viagem, com hotel, van e desfile1,65%7,60%0%05%22,03%36,28%
apito1,65%7,60%18%0 7,23%34,48%
água de coco1,65%7,60%18%0% 6,88%34,13%
água mineral1,65%7,60%7%0 15,25%31,50%
hospedagem em hotel1,65%7,60%0%05%15,31%29,56%
passagem aérea1,65%7,60%0%05%8,07%22,32%
preservativo1,65%7,60%0%0% 9,50%18,75%

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui