Início Notícias Agência Brasil passa a oferecer notícias sobre esportes

Agência Brasil passa a oferecer notícias sobre esportes

169
0
Rio de Janeiro - Brasileira Veronica Hipolito ganha a medalha de prata nos 100m T38 nos Jogos Paralímpicos Rio 2016, no Estádio Olímpico (Fernando Frazão/Agência Brasil)

A Agência Brasil (http://agenciabrasil.ebc.com.br/), da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), passa a oferecer a jornalistas e público em geral mais uma editoria: esportes.

Além da tradicional cobertura de temas como política, economia, educação e saúde, os leitores vão poder acompanhar as notícias de destaque dos esportes mais populares no país.

A cobertura estará voltada para os esportes olímpicos e paralímpicos, e, claro, o futebol – que é paixão nacional. De acordo com a gerente executiva de Telejornalismo e Esportes, Noemi Vieira, “o foco será o esporte brasileiro: nossos atletas, treinadores e o trabalho por trás das conquistas em competições nacionais e internacionais”.

Ao longo de sua história, a Agência Brasil coleciona coberturas marcantes em grandes eventos esportivos, como Copas do Mundo e Olimpíadas. A criação de uma editoria específica para esportes fortalece o assunto e permite maior fidelização do público.

A produção esportiva da Agência Brasil será integrada à cobertura realizada em outros dois veículos da EBC: a Rádio Nacional e a TV Brasil. Dessa forma, as matérias terão um formato multimídia: com textos, áudios e vídeos; oferecendo assim um conteúdo ainda mais completo para o internauta.

Além das reportagens factuais, a nova editoria vai contar também com textos assinados por colunistas. Inicialmente serão quatro colunas fixas: às segundas-feiras, William Douglas vai escrever sobre esporte paralímpico; às terças, Sergio du Bocage vai falar de futebol; às quintas, Guilherme Neto aborda os esportes eletrônicos; e toda sexta-feira, Igor Santos traz as novidades sobre o basquete.

O colunista Guilherme Neto avalia que a cobertura de esportes eletrônicos por uma agência de notícias é inovadora e pode atrair um público jovem. “Os jogos eletrônicos costumam ser a porta de entrada para muitos assuntos, e podem ser um diferencial interessante para a Agência Brasil. O jornalismo especializado no Brasil ainda é restrito, e eu desconheço alguma agência de notícias em nosso país e até no mundo que aborde isso com mais profundidade”, avalia.

Já o colunista de futebol, Sérgio du Bocage, que apresenta o programa esportivo No Mundo da Bola, na TV Brasil, promete uma coluna ampla que tratará de assuntos que vão além dos jogos da semana. “O futebol, atualmente, é uma indústria, um grande negócio, em que a paixão permanece, mas que abrange outras áreas, incluindo a econômica. O objetivo é entregar um produto diferente, com curiosidades, histórias e, por que não, bom humor”, reitera Bocage.

Leia as primeiras colunas publicadas:

http://agenciabrasil.ebc.com.br/esportes/noticia/2019-08/mercado-de-esporte-eletronico-segue-quebrando-recordes

http://agenciabrasil.ebc.com.br/esportes/noticia/2019-09/aos-mestres-gratidao-e-respeito

http://agenciabrasil.ebc.com.br/esportes/noticia/2019-08/neymar-uma-casa-de-papel

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui