Início Notícias Comércio espera crescimento acanhado com vendas do Dia dos Pais

Comércio espera crescimento acanhado com vendas do Dia dos Pais

25
0

O comércio no Estado de São Paulo espera um crescimento tímido nas vendas do Dia dos Pais em 2019, na comparação com o ano passado. Na pesquisa feita pela Facesp, com base nos levantamentos realizados pelas Associações Comerciais, a média de crescimento deverá ser de 3,15%. Número menor que a inflação estimada para o ano: 3,80%, de acordo com o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

Das cidades consultadas pela Facesp, Bauru é a que mais apresentou a maior expectativa de aumento: 6%. De acordo com o presidente da Associação Comercial e Industrial de Bauru (Acib), o economista Reinaldo Catéo, o nível de confiança do consumidor aumentou depois da aprovação, em primeiro turno, da Reforma da Previdência, e das medidas econômicas adotas pelo governo.

Já o presidente da Associação Comercial e Industrial de São Bernardo (Acisbec), Valter Moura, que espera um crescimento nas vendas de 5%, acredita que “o consumidor está um pouco mais confiante com a Economia”. “Quando junta este otimismo, mesmo que pequeno, ao apelo emocional, o Dia dos Pais não deverá passar em branco”, apostou.

A temperatura também poderá ter influência direta nas vendas, conforme informou Marcel Solimeo, economista da Associação Comercial de São Paulo (ACSP). “Se o frio continuar nos próximos dias, pode ser que as vendas sejam um pouco maior”, disse. Ele acrescenta que nesta época do ano, as lojas fazem as liquidações para encerrar as peças da moda outono-inverno e se preparar para a próxima coleção. “É um fator que também pode ajudar a vender”, ponderou.

Solimeo lembrou que o Dia dos Pais não é uma das datas mais fortes do calendário comercial – disputa a quarta colocação com o Dia das Crianças – e os presentes são de baixo valor. Outro fator apontado para o crescimento tímido é a liberação do saque do FGTS ter início apenas em setembro. “Uma pena, afinal, a entrada deste dinheiro extra poderia incrementar às vendas da data”, ressaltou o presidente da Associação Comercial e Industrial de Marilia, Adriano Luiz Martins.

Uma pesquisa realizada pela Associação Comercial e Empresarial de Ourinhos, em parceria com a Boa Vista SCPC, mostrou que 49% dos comerciantes esperam um crescimento nas vendas do Dia dos Pais.

Valor médio do presente

O valor médio do presente para o Dia dos Pais deve ficar em torno de R$ 182. Sete por cento superior ao valor registrado em 2018 (R$ 179,44), segundo a Pesquisa Hábitos de Consumo para o Dia dos Pais da Boa Vista SCPC.

Ainda de acordo com o levantamento da Boa Vista, 52% dos consumidores entrevistados pretendem comprar presentes em função da data, percentual praticamente igual ao de 2018. O levantamento da Boa Vista foi realizado de forma quantitativa entre os meses de junho e julho de 2019, com pouco mais de 1.600 pessoas ouvidas.

“A data promete presentes de uso pessoal. Os filhos darão o que os pais mais precisam, como roupas e sapatos, mas acredito que as roupas terão melhor desempenho”, afirmou Sonia Zanuto, presidente da Associação Comercial e Industrial de Mogi Guaçu (Acimig).

Opinião compartilhada por Moacyr Felix, presidente da Associação Comercial e Industrial de Barueri (Acib). “O comércio deve ser impulsionado pelo setor de vestuário, a partir das liquidações. Os comerciantes devem utilizar descontos e ampliar as opções de parcelamento”, diz Moacir Felix.

Estimativa de crescimento nas
vendas do Dia dos Pais
Cidade Estimativa
Bauru 6%
São Bernardo 5%
Suzano 4%
Tatuí 4%
São Carlos 3,5%
Mogi Guaçu 3%
Ribeirão Preto 3%
Fernandópolis 2,8%
São Paulo 2%
Barueri 2%
Barretos 2%
Mogi das Cruzes 2%
Campinas 1,3%

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here