Início Notícias Marcas Cervejarias Leuven e Schornstein assinam MoU para fusão e criação da CBCA

Cervejarias Leuven e Schornstein assinam MoU para fusão e criação da CBCA

74
0
Divulgação

Após vários meses de discussões e negociações, as cervejarias Leuven e Schornstein assinaram um Memorando de Entendimento (Memorandum of Understanding, “MoU”), que indica a intenção de fusão entre as empresas e formação da Companhia Brasileira de Cerveja Artesanal (CBCA). O propósito da união é oferecer aos consumidores o portfólio das duas marcas produzidos regionalmente, resultando em qualidade superior, frescor e preços mais competitivos. Segundo Gustavo Barreira, CEO da Leuven, “a ideia é inverter a lógica atual, de microcervejarias com grande capacidade produtiva concentrada em um único local e montar uma estrutura capilarizada, com fábricas de médio porte espalhadas pelo Brasil e distribuição otimizada”. 

Além disso, a união das operações traz sinergias e ganhos de escala imediatos. “Essa união de forças e competências é mais um grande passo na história de mais de 13 anos da Schornstein no mercado brasileiro da cerveja artesanal, fortalecendo ainda mais a nossa posição como uma das cervejarias mais respeitadas do país”, diz Luiz Selke, sócio da cervejaria catarinense. 

O próximo passo agora, é uma captação pública de recursos pela Leuven, através de uma modalidade que a empresa entende bem, o equity crowdfunding, expandindo e fortalecendo sua comunidade, como uma das etapas da reorganização societária que vem pela frente. A Leuven pretende captar R$ 5 milhões em rodada pública de investimentos que será aberta no dia 8 de agosto, pela plataforma do Basement / Kria (www.kria.vc). O recurso será destinado a investimentos adicionais na CBCA. Na sequência, preparação dos documentos e negociações finais da fusão. 

O projeto também prevê a entrada de uma fábrica já em estágio de montagem na Bahia, consolidando assim, três unidades, em três regiões: Sul, Sudeste, Nordeste. De acordo com os dois executivos, as fábricas produzirão os estilos das duas marcas, podendo ser criada uma terceira marca em breve. “Estamos desenhando a arquitetura do portfólio da CBCA, trabalhando a estrutura e os pilares das marcas e em breve poderemos lançar uma terceira marca para atuar em um layer diferente das duas atuais. Ou, quem sabe, trazer mais uma cervejaria para este projeto”, vislumbra Gustavo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here