Início Notícias Santander libera R$ 400 milhões em crédito para setor cafeeiro

Santander libera R$ 400 milhões em crédito para setor cafeeiro

64
0
Divulgação

O Santander vai levar R$ 400 milhões em crédito pré-aprovado na Expocafé 2019, um dos principais eventos da cafeicultura nacional. A iniciativa agiliza a tomada de recursos por parte do produtor rural no evento, que ocorrerá no município de Três Pontas (sul de Minas Gerais) entre 15 e 17 de maio, no Campo Experimental da Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (EPAMIG).

Uma das linhas de financiamento disponíveis na Expocafé 2019 é o CDC Agro, utilizado para compras de máquinas agrícolas, equipamentos, silos, armazéns e pivôs com taxas a partir de 0,79% ao mês e possui prazos de pagamento de até sete anos. O recurso pode ser aprovado e liberado no mesmo dia e o fluxo para quitação do crédito é adequado à capacidade de pagamento do produtor, ou seja, quitação semestral ou anual de acordo com a colheita.

“Apresentamos uma linha de crédito com taxas competitivas como mais uma opção para o produtor rural financiar a expansão do seu negócio, sem que haja a preocupação de limites de recursos. Queremos oferecer um portfólio completo de soluções financeiras e de gestão para o empreendedor do campo”, explica Carlos Aguiar, diretor de Agronegócios do Santander Brasil. Ele ressalta que a instituição financeira continuará a oferecer as linhas de financiamento existentes no mercado para esse tipo de bem, como as do BNDES, enquanto houver recursos disponíveis.

Para contratar o CDC Agro, é necessário que o produtor rural apresente declaração de imposto de renda, quadro de produção e orçamento do bem. Para os clientes que solicitarem o financiamento de máquinas e equipamentos acima de 80% do valor total da compra é obrigatória garantia adicional.

“Seguiremos com a isenção da comissão (flat 0%), que é a taxa de mercado que incide sobre o valor total da compra, condição especial que concedemos em eventos agropecuários desde 2016. É uma escolha que fizemos para sermos completamente transparente com o mercado com relação ao custo do crédito”, ressalta Paulo Bertolane, superintendente executivo de Agronegócios do Santander Brasil.

O Santander também oferecerá na Expocafé as linhas de financiamento de longo e curto prazo, como a Cédula de Produto Rural (CPR), o Crédito Pessoal (CP Agro), o Consórcio Agro e Seguros, com quitação semestral ou anual, adequados à capacidade de pagamento do produtor. Outros serviços do Banco, como conta corrente e máquinas de cartões Getnet, também estarão disponíveis ao produtor no local.

Além disso, o Santander disponibiliza aos clientes o hedge de commodities, que é um instrumento de proteção às oscilações de preços desses itens, principalmente o café arábica, açúcar bruto, soja em grãos e boi gordo. Para ter acesso ao hedge o produtor rural pessoa física tem que registrar faturamento anual acima de R$ 30 milhões e a pessoa jurídica, mais de R$ 10 milhões de receita bruta.

Prêmio Novo Agro

O Santander está com inscrições abertas para a segunda edição do “Prêmio Novo Agro”, uma forma de reconhecer e valorizar as atitudes e espíritos empreendedores do produtor rural brasileiro. A iniciativa é uma parceria com um dos mais conceituados institutos educacionais e de pesquisa agrícola do País: a Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”, a Esalq, da Universidade de São Paulo. As inscrições vão até dia 15 de julho e deverão ser feitas por meio do site www.premionovoagro.com.br.

Nesse segundo ano, o prêmio traz uma novidade: os vencedores poderão escolher ou participar de um curso de férias na principal universidade do mundo em agronegócio sustentável, a Wageningen University & Research (WUR), na Holanda; ou receber uma mentoria personalizada em solução de desafios do Agronegócio do FGVAgro – Centro de Estudos do Agronegócio da Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Outra novidade na edição de 2019 do Prêmio Novo Agro é que os interessados deverão inscrever sua iniciativa em duas das seguintes categorias: Empreendedorismo, Sustentabilidade, Inovação e Mulher na Gestão. Podem participar do prêmio todos os produtores rurais residentes no Brasil de diversos portes, já que para cada categoria serão premiados dois empreendedores pelo seu perfil: um pequeno e outro grande ou médio produtor – uma maneira de abranger a todos os empreendedores que fazem parte do agronegócio nacional.

Santander Brasil no Agronegócio

A carteira de crédito ampliada (que considera Recursos Obrigatórios e Livres, BNDES, Funcafé e os títulos CPR e CDCA) do Banco teve um aumento de 184% entre dezembro de 2015 e março de 2019, passando de R$ 6,086 bilhões para R$ 17,312 bilhões. O resultado de março representou uma alta de 21,3% ante março de 2018 e avanço de 1,5% na comparação com fevereiro, enquanto o mercado cresceu 5% e recuou 0,1%, respectivamente. Somente em 2018 ante 2017, o crescimento foi de 26%, para R$ 16,325 bilhões frente ao crescimento de mercado de 9%. As principais culturas atendidas na carteira são soja, milho e boi gordo.

O Santander Brasil já inaugurou lojas Agro em Cristalina (GO), Naviraí (MS), Posse (GO), Campo Novo do Parecis (MT), Canarana (MT), Paragominas (PA), Balsas (MA), Primavera do Leste (MT), Unaí (MG), Maracaju (MS), Redenção (PA), Alta Floresta (MT), Mineiros (GO), Nova Mutum (MT), Vilhena (RO), Chapadão do Sul (MS), São Gabriel D’Oeste (MS), Cianorte (PR), Cáceres (MT), Juara (MT), Gurupi (TO), Pato Branco (PR) e Frederico Westphalen (RS). Além das lojas Agro, o banco possui 300 agências vocacionadas ao setor, distribuídas por todo o País. Nesses locais, os produtores são atendidos por gerentes especializados e contam com a assessoria de agrônomos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here