Início Notícias Natura &Co registra fortes resultados no 4º tri, com alta de 48,7%...

Natura &Co registra fortes resultados no 4º tri, com alta de 48,7% no lucro líquido

Grupo também apresenta crescimento de dois dígitos em receita e EBITDA; geração de caixa mais que duplica

207
0
Reprodução

A Natura &Co registrou mais um trimestre de forte crescimento. As vendas consolidadas do quarto trimestre de 2018 em base reportada tiveram aumento de 16,1%, atingindo R$ 4,3 bilhões, com forte desempenho em seus três negócios. Em todo o ano de 2018, a receita líquida reportada cresceu 36% em relação ao ano anterior, para R$ 13,4 bilhões, e a receita líquida ajustada (que inclui 12 meses da The Body Shop como se tivesse feito parte da Natura &Co em todo o ano de 2017) subiu 13,5%.

O lucro líquido reportado no quarto trimestre subiu 48,7%, para R$ 381,7 milhões. O resultado foi impulsionado pelo aumento do EBITDA e por menores despesas financeiras, mesmo considerando o contexto hiperinflacionário na Argentina e os custos de transformação da The Body Shop. O lucro operacional ajustado cresceu 2,9% no quarto trimestre, para R$ 542,4 milhões, e 17,3% no ano, em base pró-forma, para cerca de R$ 1,3 bilhão. A geração de caixa livre mais que dobrou, atingindo R$ 708,7 milhões, comparado a R$ 296,2 milhões no quarto trimestre de 2017, contribuindo significativamente para a desalavancagem da companhia. 

“A Natura &Co encerrou o seu primeiro ano de existência com resultados fortes, comprovando que cada uma de nossas três marcas preserva a sua individualidade, ao mesmo tempo em que se beneficiam de ganhos de escala, recursos, compartilhamento de boas práticas e direcionamento estratégico do grupo”, afirma o presidente-executivo do Conselho de Administração da Natura &Co, Roberto Marques.

A Natura apresentou o trimestre mais forte de sua história em receita líquida, atingindo R$ 2,7 bilhões, alta de 15,7% no quarto trimestre e 9,9% no ano, sustentado por fortes campanhas de Natal no Brasil e na América Latina. No Brasil, as vendas reportadas cresceram 12,9% no quarto trimestre, com ganhos contínuos em participação de mercado, superando o mercado em categorias-chave. O nono trimestre consecutivo de ganhos de produtividade por parte das consultoras também demonstrou o vigor do modelo comercial de Venda por Relações. Na América Latina, a receita líquida reportada aumentou 23,4% no trimestre e 23,1% em moeda constante, com desempenho muito forte no México, Argentina e Colômbia.

O plano de transformação da The Body Shop mostra resultados encorajadores. A sua receita líquida cresceu 11,2% em reais no quarto trimestre e 17,7% no ano. Em moeda constante, as vendas caíram 1,7%, impactadas pelo fechamento de lojas de baixo desempenho, parte de uma otimização da rede, e pela antecipação de pedidos feitos pelos franqueados em preparação para a campanha de Natal. No ano, as vendas aumentaram 1,7% em moeda constante. A marca continuou mostrando avanço na implementação do seu plano de transformação, com o EBITDA ajustado no ano aumentando em quase 62%, excluindo os custos de transformação esperados.

A Aesop entregou mais um trimestre e um ano de crescimento notável, com receita reportada de 43,9% no quarto trimestre e um aumento de 50,6% no ano, com desempenho muito forte em todos os canais e regiões. A Aesop continuou seu processo de abertura de lojas,  adicionando 18 nos últimos 12 meses, alcançando um total de 227 no final do ano.

O EBITDA da Natura &Co registrou sólido crescimento, atingindo R$ 714 milhões no quarto trimestre, alta de 13,7% em base reportada. Em base ajustada, cresceu 17,4% no trimestre e 23% no ano (excluindo os custos de transformação e despesas de aquisição da The Body Shop, efeitos de hiperinflação na Argentina e outros efeitos no Brasil).

A relação dívida líquida/EBITDA melhorou no fim do ano, para 2,71 vezes, contra 3,01 vezes ao fim de 2017, graças à forte geração de caixa, que mais do que dobrou no trimestre. O grupo Natura &Co também continuou a ter um impacto social e ambiental positivo. O Sistema de Verificação de Sociobiodiversidade da Natura, uma parceria com a UEBT (União para BioComércio Ético) que promove o comércio justo com as comunidades fornecedoras, recebeu um importante prêmio no trimestre: “Objetivos de Desenvolvimento Sustentável – SDG Brasil”, promovido pelo governo federal brasileiro. A The Body Shop lançou seu programa Re-Wilding the World, um compromisso para proteger mais de 11 milhões de metros quadrados da floresta Wye Valley, na Inglaterra, e o Refúgio de Vida Silvestre do Cáucaso, na Armênia. Essas pontes biológicas contribuem para a proteção dos animais e de seu habitat e ajudam na reprodução de espécies ameaçadas. Enquanto isso, a Aesop criou um programa de reciclagem em Hong Kong, região onde os índices de reaproveitamento de embalagens são muito baixos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui