Início Notícias Justiça do Japão fixa fiança de US$ 635 mil para acusado de...

Justiça do Japão fixa fiança de US$ 635 mil para acusado de colaborar com Ghosn nas fraudes e desvios

161
0
Divulgação

O executivo Greg Kelly, principal assessor do empresário franco-brasileiro Carlos Ghosn, na Nissan Motors, teve seu pedido de fiança aceito pela Justiça do Japão. Kelly foi preso junto com Ghosn por denúncias de fraudes e desvios de recursos. O valor da fiança é de US$ 635 mil, segundo a imprensa internacional. Os promotores apelam da decisão.

O processo é conduzido pela Divisão Especial de Investigação do Ministério Público Distrital de Tóquio (Tokyo Chiken Tokusōbu). Kelly é acusado de colaborar com Ghosn nas fraudes e desvios.

Ghosn e Kelly estão presos desde novembro. Porém, o franco-brasileiro deverá ficar detido por mais tempo, pois os promotores obtiveram autorização para prorrogar seu período de prisão. Ambos negam qualquer irregularidade.
A principal investigação envolve a transferência de mais de US$ 16 milhões em perdas de investimentos relacionadas à Nissan Motors. A Justiça do Japão decidiu que a detenção de Ghosn pode ser prorrogada pelo menos até 1º de janeiro.

CidadeMarketing com informações da Agência Brasil.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui