Início Notícias De forma pioneira, Bradesco lança curta-metragem para continuar promovendo arte e empreendedorismo...

De forma pioneira, Bradesco lança curta-metragem para continuar promovendo arte e empreendedorismo negros

Projeto nasceu para reforçar os espaços de voz e expressão da comunidade negra no Brasil

674
0
Divulgação

O Bradesco anuncia o lançamento da segunda temporada de Bravoz – Encontros Bradesco de Vozes Brasileiras, projeto criado para promover artistas negros nacionais na sua visão de arte e de negócios. A edição 2021 será marcada pela produção do filme ‘Bravoz Ubuntu’, um curta-metragem de aproximadamente 15 minutos com estreia em 20 de novembro no YouTube do banco. 

Inspirado na filosofia africana ubuntu sobre coletividade e solidariedade, o filme contará a história de uma personagem, interpretada por Jeniffer Nascimento, e a sua busca por uma carreira de sucesso como cantora. Na trama, ela é ajudada por diversos profissionais, que interpretarão eles mesmos retratando como a rede empreendedora se forma na jornada: Eliane Dias será a empresária, Zezé Motta a mentora, Parteum o produtor musical e Moysah o diretor, além de outros. A produção é assinada pela Publicis Brasil. 

O conceito ‘Sou o que sou porque nós somos’, que permeará todo o filme, faz parte também da escolha da equipe: Jeniffer Nascimento por exemplo, participou da primeira temporada de Bravoz. Como um elo entre primeiro e segundo anos, a intenção foi mostrar metalinguísticamente que “um puxa o outro”, conceito central da filosofia ubuntu. 

Também faz parte da segunda temporada do projeto uma série documental, que trará depoimentos dos participantes do filme sobre como uma rede de apoio é importante na jornada empreendedora. Serão cinco filmes ao longo de outubro e novembro publicados nas redes sociais do Bradesco e os episódios terão depoimentos de Zezé Motta, Jeniffer Nascimento, Eliane Dias, Moysah e Vanessa Ferreira. 

De janeiro a outubro de 2022, ‘Bravoz – Minha História’ apresentará em vídeos mensais as biografias empreendedoras da equipe responsável pela concepção do filme. Além das veiculações nos canais do banco, todos os participantes, além de outros criadores de conteúdo, farão publicações mensais relacionadas ao tema negritude em suas próprias redes sociais. 

O projeto trará, ainda, um clipe protagonizado por Jeniffer Nascimento, com produção musical de Parteum, além de um making of contando toda a jornada de produção. No Instagram haverá também um filtro especial com a temática de Bravoz, seguindo a linha visual do pôster do filme. 

“Abrir espaços e ampliar a representatividade são crenças presentes desde a origem do Bradesco e seguem cada vez mais fortes como propósito. Bravoz é um projeto que nos alegra por trazer uma cultura da consciência negra, todos os dias”, comenta o gerente de Redes Sociais do Bradesco, Marcelo Salgado. 

Cultura de consciência negra 

Em 2019, com o lançamento de Bravoz, o Bradesco buscou desconstruir um pensamento isolado de “Dia da Consciência Negra” e abrir espaço para a “Cultura da Consciência Negra”, dando protagonismo e voz à população negra que, com toda a sua brasilidade, transforma diariamente a sociedade.  

Ao longo dos 12 primeiros meses do projeto, 24 artistas das mais variadas áreas, entre cantores, fotógrafos, painelistas, grafiteiros e desenhistas, compartilharam em lives mensais suas histórias de empreendedorismo, carreira e dividiram com a audiência as experiências de serem artistas negros no Brasil. 

Participaram: Evandro Fioti & Juh Almeida, Larissa Luz & Jean Lins, Tuyo & Caroline Lima, Margareth Menezes & Tainara Cerqueira, Jair Oliveira & Antônio Pitanga, Rincon Sapiência & Rosana Paulino, Karol Konka & Linn da Quebrada, BK & Crioula, Sandra de Sá & Mulambo, Gilberto Gil & Dhu Moraes.  

Foram gerados 13 vídeos e 12 podcasts de conteúdo, em uma audiência que chegou a 84.9 milhões visualizações, entre YouTube, Instagram, Facebook, Linkedin e Twitter, sendo 23 milhões de visualizações só no YouTube e 5 milhões no Instagram.  

Bravoz faz parte da plataforma #AliadosPeloRespeito, movimento criado pelo banco para discutir, interna e externamente, causas relacionadas à equidade de gênero, etnias, pessoas com deficiência e o universo LGBTI+. A partir dele, nasceram os grupos de afinidade, formados por funcionários, que discutem visões e processos de melhoria interna que ajudam a empresa a seguir evoluindo e dando alicerce para ações externas como esta. 

Artigo anteriorNatura: Duda Beat lança videoclipe de “Amor de Verão com Ombrim” em feat com cantora colombiana Li Saumet
Próximo artigoDorflex encomenda pesquisa associada à dor e mostra resultado para celebrar o Dia Mundial de Combate à Dor
Editor Executivo do Portal CidadeMarketing.com.br > Mestre em Comunicação e Sociedade pela Universidade Federal de Sergipe. Possui MBA Executivo em Administração com ênfase em Marketing pela Fundação Getúlio Vargas - Rio de Janeiro. Consultor, Palestrante e Pesquisador sobre Empreendedorismo, Marketing, Redes Sociais e Negócios Digitais. Professor, Palestrante TedxTalks e Campus Party.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui