Início Notícias Toyota evolui cultura interna para ser ainda mais eficiente e sustentável

Toyota evolui cultura interna para ser ainda mais eficiente e sustentável

460
0

Com a intensa transformação do mercado automotivo, a Toyota se posiciona como provedora de soluções amplas em mobilidade. Exemplo desse protagonismo são as parcerias globais, a intensificação do uso de tecnologia embarcada em seus veículos e oferta de novas soluções eletrificadas. Recentemente, anunciou até uma nova cidade no Japão (Woven City), onde mais de 2 mil pessoas poderão experimentar a vida do futuro com um novo conceito de mobilidade e sustentabilidade.

Essa mudança, no ambiente externo, também tem sido realizada dentro de casa pela empresa. Tanto que, em 2019, no Brasil e na Argentina, a companhia escutou mais de 4 mil colaboradores, buscando reconhecer fortalezas e oportunidades de melhoria na forma de trabalhar, em um processo cocriativo. Desde então, uma série de iniciativas foram tomadas, como a criação de um time de agentes de mudança, grupos de trabalho para determinados assuntos (como inovação) e algumas ações-piloto, como a implementação do trabalho remoto.

Com a pandemia, em vez de parar os projetos, a Toyota viu a oportunidade de intensificá-los. A companhia prontamente atendeu às recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e colocou em trabalho remoto todas as áreas administrativas, além de ter suspendido a produção. 

Ao longo das oito primeiras semanas, reforçou a comunicação com os colaboradores em trabalho remoto para entender como estavam, desde a saúde física e emocional até a produtividade. Já foram mais de 35 encontros online com mais de 400 pessoas com o presidente da Toyota no Brasil, Rafael Chang, além de muitas lives com temas diversos, grupos no Yammer (rede social colaborativa interna), vídeos e outras ações de comunicação. A impossibilidade da presença tão frequente na produção também fez com que os times buscassem soluções tecnológicas, como visitas guiadas online pelo celular, reparos à distância, reuniões virtuais com equipes produtivas, uso de drones (por exemplo, para manutenção preventiva em lugares altos), entre outras.  

Esse aprendizado tem permitido à Toyota “virar a chave” e adaptar a jornada de seus colaboradores da área administrativa para um novo regime. Desde 22 de junho, quando os colaboradores voltaram ao trabalho, não precisaram retornar presencialmente. Tiveram a opção de continuar a trabalhar de suas casas, se decidissem assim. Para Evandro Maggio, diretor de Recursos Humanos no Brasil, “sequer estamos chamando essa modalidade de trabalho de home office. Usamos o termo ‘trabalho remoto’, pois as pessoas poderão trabalhar de onde elas quiserem. Os nossos colaboradores testaram e aprovaram o processo. Vimos na pandemia a oportunidade de o trabalho remoto virar uma prática desde já”. 

Reinvenção do trabalho

Para Viviane Mansi, diretora de Comunicação e Sustentabilidade para América Latina e Caribe, essa agilidade diante de uma situação tão crítica diz muito sobre a Toyota e a forma como ela pretende encarar os desafios do futuro. “Estamos nos reinventando e vimos que é perfeitamente possível esse novo jeito de trabalhar. Além de contribuir com as famílias que precisam ainda estar em casa para cuidar dos seus filhos – e incentivamos que seja um trabalho de pais e mães ou quaisquer pessoas nesses papéis -, estimulamos o uso de tecnologia e ainda repensamos questões de meio ambiente. Nunca imprimimos tão poucos documentos!”, afirma. 

As mudanças não param por aí: a Toyota está simplificando seus processos. Eventos que eram feitos com até 20 semanas de planejamento foram executados em apenas duas. Também podemos ver avanços nos processos e nas aprovações por assinaturas eletrônicas. As novidades fazem parte de um processo de evolução cultural mais amplo, batizado internamente de “Moving Lives – Vamos juntos acelerar a nossa evolução”.

E sobre a continuidade do legado da Toyota, Maggio não deixa dúvidas: “o nosso jeito de fazer e pensar o negócio, o ‘Toyota Way’, vai continuar. Nosso respeito às pessoas, a confiabilidade em nossos serviços e o compromisso com os kaizens (melhorias contínuas) embasam nossa visão em longo prazo, somados ao que queremos incorporar agora ao time interno por meio de novas competências e boas práticas, que também equilibrem atividades pessoais e profissionais”.

Para quem precisa estar nas fábricas, um novo e completo protocolo de segurança já foi implementado e inclui câmeras térmicas para medir a temperatura das pessoas desde a entrada, nova configuração dos espaços para aumentar a distância entre os colaboradores, além de suporte psicológico para o retorno à produção. Tudo é parte do plano da Toyota em priorizar a segurança e o bem-estar de todos neste novo cenário. 

O olhar mais apurado para a inovação no dia a dia dos colaboradores, a busca por mais eficiência e sustentabilidade e resultados ainda melhores acabam ressignificando o trabalho das equipes, cada vez mais atrelado à colaboração, conectividade em tempo real e foco no cliente e demais públicos importantes para a Toyota – sem descuidar da saúde, segurança e do bem-estar dos colaboradores em primeiro lugar.

Rede social corporativa completa um ano

A adoção da plataforma Yammer pela Toyota do Brasil completou um ano e já alcançou a adesão de 80% dos colaboradores, o que corresponde a 4,5 mil pessoas ativas. Desde sua implementação, a rede social corporativa da Microsoft, integrada ao Pacote Office 365, já movimentou mais de 1,5 milhão de mensagens. De acordo com Viviane Mansi, a plataforma possibilitou alcançar e conectar todos os colaboradores, o que contribui para que a comunicação seja mais alinhada e efetiva. “Todos têm um canal centralizado para obter informações de modo ágil e dinâmico”, explica a executiva. Os conteúdos trabalhados no Yammer abrangem comunicados internos, reconhecimentos, anúncios importantes e outros assuntos que ajudem a reforçar a cultura da empresa e a compartilhar conhecimento entre áreas – como sugere a própria expressão japonesa “Yokoten”, que é muito usada para explicar esse conceito. Dessa forma, as mensagens institucionais são sempre direcionadas primeiramente para o público interno, o que é indispensável para alinhar a comunicação. Além disso, a rede colaborativa é aberta, para que todos os colaboradores possam publicar e interagir com as postagens. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui