Início Notícias Brasil confirma primeiro caso do novo coronavírus, afirma jornal; Anvisa solicitou lista...

Brasil confirma primeiro caso do novo coronavírus, afirma jornal; Anvisa solicitou lista de passageiros à companhia aérea

Paciente esteve na Itália durante explosão de casos; Ministério da Saúde deve fazer coletiva na quarta (26)

487
0
Ilustração: Instituto Adolfo Lutz

Um homem de 61 anos é o primeiro caso de infecção por coronavírus no Brasil, afirma jornal. Segundo a Folha, ele chegou da Itália no último dia 21 e esteve na Lombardia, a trabalho, entre os dias 9 e 21 de fevereiro, região mais afetada pelo contágio. A viagem foi realizada sozinho. Ele deu entrada dia 25 no Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo, com sintomas de ter sido afetado pela Covid-19 — febre, tosse seca, dor de garganta e coriza. De acordo com a Folha, a informação foi confirmada com uma fonte envolvida no processo. Mais cedo, o homem havia testado positivo para o vírus no Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo, e sido submetido ao teste de contraprova no Instituto Aadolfo Lutz, cujo resultado deve ser anunciado nesta quarta (26) pelo Ministério da Saúde. 

A Anvisa emitiu nota sobre o caso:

“Diante de exame preliminar que deu resultado positivo para coronavírus (Covid-19) em um passageiro que veio da Itália para o Brasil na última sexta-feira (21/2), a Anvisa já tomou as seguintes medidas:

  • Solicitou à companhia aérea a lista de passageiros que estavam no mesmo voo do passageiro com resultado positivo para coronavírus. O documento será encaminhado ao Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs) para investigação de outros passageiros do voo que tiveram contato com o caso suspeito.
  • Aumentou a criticidade no monitoramento dos voos internacionais provenientes de países onde há casos confirmados da doença. A lista foi atualizada na segunda-feira (24/2) pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

A Anvisa reforça: se você esteve nos países com casos confirmados e apresentar febre, tosse, dificuldade em respirar ou outros sintomas respiratórios, procure atendimento médico de imediato e informe ao profissional de saúde a viagem feita para o exterior.”

Brasil inclui mais 8 países em alerta para o novo coronavírus

Alemanha, Austrália, Emirados Árabes, Filipinas, França, Irã, Itália e Malásia foram incluídos nesta segunda-feira (24) nos critérios para análise de casos suspeitos 

O Ministério da Saúde ampliou, nesta segunda-feira (24), os critérios para definição de caso suspeito para o novo coronavírus. Agora, também estão enquadradas dentro desta definição as pessoas que apresentarem febre e mais um sintoma gripal, como tosse ou falta de ar, e vierem da Alemanha, Austrália, Emirados Árabes, Filipinas, França, Irã, Itália e Malásia. Na sexta-feira (21), a pasta incluiu Japão, Singapura, Coreia do Sul, Coreia do Norte, Tailândia, Vietnã e Camboja, além da China.

A decisão da pasta de aumentar o nível de segurança e sensibilidade da vigilância surgiu da preocupação que esses países têm gerado em decorrência da grande quantidade de casos do novo coronavírus nos últimos dias. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), esses países têm pelo menos cinco casos com transmissão interna da doença.

De acordo com o secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Wanderson de Oliveira, o Brasil, por meio do Ministério da Saúde, está ampliando a capacidade de detecção do novo coronavírus. “É importante que o profissional de saúde esteja atento àquelas definições de caso suspeito caso alguém chegue de algum desses 16 países”, explicou. 

Segundo, Wanderson, a ampliação de países foi comunicada previamente aos secretários estaduais de Saúde. “Estamos aumentando a capacidade de detecção dos laboratórios, tornando mais sensíveis os sistemas de saúde público e privado”, afirmou. Embora exista alerta para brasileiros em trânsito para esses locais, não existe recomendação de evitar viagens, como no caso da China, que está em quarentena. “É importante deixar claro que não teremos medidas de restrição para viagens. Este é um procedimento padrão, não estamos recomendando nada diferente do que já estávamos fazendo”, disse o secretário. 

Até esta segunda-feira (24), o Ministério da Saúde monitora quatro casos suspeitos de infecção pelo novo coronavírus, sendo três no estado de São Paulo e um no Rio de Janeiro. Ao todo, 54 casos suspeitos foram descartados após exames laboratoriais apresentarem resultados negativos para o novo coronavírus. O Brasil permanece sem registro da circulação do novo coronavírus. Para manter a população informada a respeito do novo coronavírus, o Ministério da Saúde atualiza diariamente, os dados na Plataforma IVIS, com números de casos descartados e suspeitos, além das definições desses casos e eventuais mudanças que ocorrerem em relação a situação epidemiológica.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui