Início Notícias Ligue 180: Avon e o Instituto Avon comunicam mais uma iniciativa contra...

Ligue 180: Avon e o Instituto Avon comunicam mais uma iniciativa contra a violência doméstica

Com essa iniciativa a marca deseja ampliar a divulgação do canal para mulheres de todo Brasil

269
0

A Avon, reconhecida pelo enfrentamento à violência contra mulheres e meninas há 16 anos, por meio do Instituto Avon, soma esforços ao Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos para divulgar, na embalagem dos seus produtos, o Ligue 180, canal 24 horas de atendimento às mulheres em situação de violência.

As porta-vozes da Avon, Ana Costa, vice-presidente Jurídica e de Relações Governamentais, e do Instituto Avon, Daniela Grelin, diretora executiva, apresentaram esta proposta na manhã da última segunda (08) à Ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves. A ministra, que estava acompanhada da Secretária Nacional de Políticas para Mulheres, Tia Eron, ressalta a importância da parceria entre governo, empresas e sociedade civil para a efetividade das políticas públicas.

A parceria será formalizada em breve para que os produtos da Avon passem a trazer em suas embalagens esta informação de utilidade pública.

O objetivo da Avon e do Instituto Avon com essa parceria, é ampliar a divulgação do canal 180 para que ele chegue a mulheres de todo Brasil por meio do nosso portfólio de Produtos e de nossas milhares de revendedoras que atuam em todos os municípios do pais”, ressalta Ana Costa, Vice Presidente Jurídica e de Relações Governamentais da Avon Brasil. 

Central da Mulher

Oferecido pelo Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH), o Disque 180 funciona 24 horas por dia, todos os dias da semana. O serviço também pode ser acionado por meio do aplicativo Proteja Brasil.

Além de registrar denúncias de violações contra mulheres, encaminhá-las aos órgãos competentes e realizar seu monitoramento, o Ligue 180 também compartilha informações sobre direitos da mulher, amparo legal e a rede de atendimento e acolhimento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui