Início Notícias Digital Sexy Hot cresce no mercado digital

Sexy Hot cresce no mercado digital

Canal apresenta resultados e balanços do ano

1901
0
Divulgação

O Sexy Hot, maior canal adulto do país, encerra 2018 comemorando os excelentes resultados de suas plataformas digitais. Esse ano, o canal reformulou seu site, deixando-o mais moderno e cheio de novos recursos para melhorar a experiência do usuário. A novidade gerou um aumento de mais de 1.000% de visualizações e também de horas assistidas em comparação a 2017. Diante disso, o sexyhot.com.br fechou o ano com 4.000.000 de visualizações e com 174.000 de horas assistidas.

Inédita no Brasil em sites de filmes adultos, a ferramenta simulcast, que permite assistir online e em tempo real a mesma programação exibida na TV, contou com mais de 17.000 horas assistidas, com 800.000 visualizações, desde de seu lançamento em primeiro de outubro. Outro fato que se destacou em 2018 foram as atrizes, elas brilharam na programação do canal na TV e também na Internet. A área de pornstars encerra o ano como a mais acessada pelos usuários do site do Sexy Hot. As mais procuradas são Mia Linz, Bárbara Costa e Fabi Thompson, todas já premiadas no Prêmio Sexy Hot.

Sempre de olho em como satisfazer os desejos do seu público, o Sexy Hot colocou no ar, usando como base uma pesquisa divulgada em fevereiro que traça um perfil do consumidor de pornografia no Brasil, um novo canal para ajudar a espalhar o prazer, com responsabilidade. Disponível no WhatsApp e Telegram, o “Grupo da Pelada” atingiu a marca de mais de 30.000 participantes nos dois aplicativos. Além de promover a diversão, a iniciativa foi criada, principalmente, para auxiliar no combate ao consumo de pornografia ilegal, através do compartilhamento de conteúdo legal e autorizado.

As redes sociais do canal também acompanharam o crescimento do interesse dos usuários pelo pornô. Até novembro de 2018, o Instagram do Sexy Hot, o Só Para Maiores, registrou um crescimento em seguidores de 122% em relação a 2017. Já no Twitter, o aumento foi de 45% e no Facebook, 18%. No YouTube, o canal do Sexy Hot cresceu mais de 181% em relação ao ano anterior.

Em 2018, o Prêmio Sexy Hot, o Oscar do pornô brasileiro, chegou à sua quinta edição e, pela primeira vez, teve duas mulheres entre as finalistas da categoria “Melhor Direção”, resultando em Mila Spook como vencedora. No total, foram 240 cenas inscritas de 20 produtoras diferentes. Na escolha dos vencedores, mais um recorde: foram mais de 170 mil votos. Pelo segundo ano consecutivo, o prêmio foi transmitido ao vivo pelo YouTube. Na plataforma de vídeo, foram registradas mais de 6.000 visualizações ao vivo com mais de 1.200 acessos simultâneos.

Além do Prêmio Sexy Hot, as mulheres também foram destaque na programação do canal. Esse ano, 23 dos 36 filmes do Sexy Hot Produções, selo do canal para produzir filmes próprios e exclusivos, tiveram o olhar feminino como argumento para a história. É através desses filmes, que o canal consegue atender as consumidoras que buscam um pornô com histórias mais críveis. Alguns exemplos são produções como “O Encontro”, “De Olhos Bem Abertos”, “Sonhos”, “Aniversário de Casamento” e “Divórcio”, todos disponíveis no sexyhot.com.br.

Além de trabalhar para levar prazer para o seu público, o Sexy Hot também se preocupa com a saúde de quem acompanha o canal. Em 2018, conquistou o primeiro lugar na categoria “Serviço Público”, do PromaxBDA Latin America Awards — um dos prêmios mais importantes da criatividade visual do mundo. A indicação é pela campanha “Do que você tem medo?”, produzida como parte da conscientização pelo “Novembro Azul”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here