Início Notícias BRF lança campanha de Natal da marca Perdigão e é acusada de...

BRF lança campanha de Natal da marca Perdigão e é acusada de racismo na web

Internautas reclamam que atores dos filmes reforçam estereótipo da família branca rica e família negra pobre;

733
1
Reprodução

Nessa segunda-feira, 26/11, a BRF apresentou a nova campanha da Perdigão. Pelas redes sociais as peças assinadas pela DM9DDB alusivas ao Natal para este ano foram divulgadas para os seguidores da marca.  Os filmes contam a história de uma família que comprou um Chester da Perdigão e outra que recebeu a doação do mesmo produto por meio da ação “Você compra um Chester, a Perdigão doa outro”, feita em parceria com o programa Mesa Brasil, do Sesc Nacional.

Com a assinatura “Generosidade gera Generosidade”, um dos comerciais explica como funciona a mecânica da ação – e é aí que a marca tem sido acusada de racismo. No filme, a família que adquire o produto é sobretudo branca, e a que recebe é negra em sua maioria.  O filme no Youtube conta com mais de 366 mil visualizações.

Nas redes sociais, a campanha está sendo alvo de críticas, que acusam a BRF e Perdigão de racismo. No Twitter, o assunto chegou ao Trending Topics do Brasil e pontuado como uma comunicação racista por muitos internautas.  As críticas se estendem pelo Facebook e Instagram.

Em nota, a BRF lamentou o episódio sobre a campanha de Natal:

“A Perdigão lamenta que a campanha publicitária de Natal tenha ofendido qualquer um de nossos consumidores. Nunca foi essa a nossa intenção. Falar de generosidade é, para nós, uma forma de união e agradecimento a todos os nossos consumidores, que há três anos colaboram para o Natal de mais de 6 milhões de pessoas, independente de cor, gênero, raça ou religião. É nisso que acreditamos.”

1 COMENTÁRIO

  1. Acho ridículo isso! Na família “rica” também há negros. Quer dizer que se os brancos fossem os pobres não haveria problemas?!? Se colocassem apenas brancos, oh!! Por que não há negros?? Se colocassem os dois negros, Oh!! Não há brancos!!!
    Que mimimi… Não há equilíbrio! Racismo é outra coisa! Ah, por favor!!!!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here