Esqueci minha senha
Não sou cadastrado
Seja um Membro
 
 
 
publicidade
 
 
 
 
20/03/2011 - 20h06

Chinesa JAC Motors inicia venda no país com 46 concessionárias

TATIANA RESENDE

FolhaOnline

ALTERA O
TAMANHO DA LETRA

A chinesa JAC Motors abre hoje 46 concessionárias em 28 cidades brasileiras com a meta ambiciosa de vender 35 mil carros até o final deste ano e conquistar 1% de participação de mercado.  Para atingir esse objetivo, os investimentos chegam a R$ 380 milhões, dos quais R$ 145 milhões em mídia, incluindo uma campanha com o apresentador Fausto Silva.  A "garantia de parachoque a parachoque" de seis anos, nas palavras de Sergio Habib, presidente do grupo SHC, importador oficial da marca, é outro diferencial, já que inclui todos os itens do carro que apresentem defeito de fabricação nesse período.

 

Arte: FolhaOnline

 

"O maior problema para qualquer marca nova se implantar no Brasil é a rede de distribuição", afirma o empresário, que foi responsável também pela chegada da francesa Citroën.   Das 46 lojas, 35 são do grupo, que chega então a 83 concessionárias. "É um número muito alto [de lojas próprias], mas é muito duro você convencer dezenas de empresários a abrir concessionárias sem nunca ter vendido um carro antes", justificou. A marca terá ainda pontos de venda em 54 shopping centers espalhados pelo país.

 

Segundo Ayrton Fontes, consultor especializado no segmento de varejo de veículos, a garantia de seis anos é a maior oferecida no país, porém pode não ser "um atrativo suficiente". Mas, acrescenta, é uma estratégia válida "devido à desconfiança com os carros chineses".

 

Para Sergio Reze, presidente da Fenabrave (federação das concessionárias), "é muito natural que um novo jogador queira se diferenciar dos outros", mas recomenda: "O consumidor deve ler com atenção o que está no manual do proprietário".Habib contabiliza que foram feitas 242 modificações para adaptar os modelos J3 (R$ 37.900) e o sedan J3 Turin (R$ 39.900) "ao gosto do consumidor brasileiro". "Mudamos suspensão, borracha de porta, limpador de parabrisa, regulagem de motor e aumentamos o tanque de combustível", exemplifica.  Ambos terão versão única no país, com, por exemplo, airbag duplo, direção hidráulica, vidros e travas elétricas, freios ABS, ar condicionado e suspensão traseira independente.

 

No ano passado, as sete chinesas presentes no país venderam 17,3 mil unidades. Neste ano, mais duas, Brilliance e Haima, vão entrar nessa conta.

 

Fonte: FolhaOnline

 



 
Comentários
 
 


 
Não consegue ler? Gere um novo aqui

 
publicidade
 

 
MARKETING - 19/12 | 22h26
MARKETING ESPORTIVO - 19/12 | 22h06
Veja todas as notícias
publicidade
 
 
 
 
 
 
 


www.joww.net | Johnatan Oliveira