Esqueci minha senha
Não sou cadastrado
Seja um Membro
 
 
 
publicidade
 
 
 
 
Gabriela Otto
Gabriela Otto
É formada em Comunicação/Relações Públicas pela PUC-RS com pós graduação em Marketing pela ESPM e MBA Executivo pela FAAP-SP. É professora de in company na ESPM e Sócia Diretora da GO Associados - www.gabrielaotto.com, empresa especializada em Marketing Estratégico, Capacitação, Hotelaria & Turismo e Mercado de Luxo, além de responsável pelo blog: http://gabrielaotto.blogspot.com

 
18/09/2013 - 02h05

O Novo Momento do Luxo

A premiunização ainda vai destacar muitos produtos e serviços no mercado.
ALTERA O
TAMANHO DA LETRA

O mercado de luxo vive um novo momento. Quem imaginaria a Europa freando o crescimento do mercado?
Quando seria possível supor que os consumidores exigiriam uma combinação de experiência digital e física nas lojas?
Quem poderia supor que a Chanel usaria banners digitais para promover sua campanha do Nº 5?

Para conquistar esse novo consumidor de luxo, nada de fazê-los acreditar que estão comprando porque é a mesma marca que seus pais e avós gostavam. A tradição mantém sua importância, mas o significado da marca precisa gerar um valor mais imediato e efetivo. Essa geração é mais rápida, esperta e única. Ela vão exigir que você venda diretamente para eles.

A Ermenegildo Zegna já entendeu a importância da interação e de agregar valor na sua comunicação e transformou seu perfil no Google+ em um guia de dicas e novidades para os homens modernos e elegantes, por exemplo.

 

 

 

Fato é que, mesmo com tantas mudanças, o mercado continua crescendo. O aumento mundial previsto para 2013 será entre 4% e 5%, bem menor do que os 10% alcançados em 2012. Mas a recuperação virá em 2015, quando chegará à 5% à 6% ao ano. E quem puxa o mercado para baixo é a Europa, que deve crescer 2% em 2013, comparados aos 3% de 2012.

Estamos falando de EU 200 Bilhões no ano passado, podendo chegar à EU 250 Bilhões esse ano. A longo prazo, estamos falando de um mercado 5 vezes maior que 30 anos atrás (1995 - 2025). Na América Latina, o crescimento previsto é de 12%, sendo que Brasil e México lideram o ranking.

A premiunização ainda vai destacar muitos produtos e serviços no mercado. Novas propostas de valor estão proporcionando experiências diferenciadas aos consumidores mais exigentes e ainda com muito potencial de crescimento no Brasil.A capacidade de ampliação geográfica do país e a classe média do Brasil, depois da China, são alguns dos itens que impulsionarão muito o segmento por aqui.   Agora é trabalhar duro para capacitar mão de obra, privilegiando o atendimento emocional, e aguardar bons resultados.

 

 



Comentários
 


 
Não consegue ler? Gere um novo aqui

 
 
 
Mais artigos
MERCADOLOGIA - 21/03 | 20h51
EMPREENDEDORISMO - 15/03 | 22h14
MERCADOLOGIA - 10/02 | 19h07
Veja mais artigos
 
publicidade

 
publicidade
 
 
 
 
 
 
 


www.joww.net | Johnatan Oliveira